Jump to content


Jardel

Nilson Xavier: Novelas vivem uma epidemia de protagonistas burros e personagens rasos

Recommended Posts

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Jamil (Renato Góes) é um dos maiores patos da história das novelas, presa fácil para as armadilhas de Basma (Alice Wegmann) – que minam o casamento do mocinho de Órfãos da Terra com Laila (Julia Dalavia).

 

Para dar um gás nesta reta final de Verão 90, Manu (Isabelle Drummond) ignora tudo o que passou com João (Rafael Vitti) – que já deu todas as provas do mundo de que a ama – e rompe com ele por causa de um ciúme bobo. Repito: tão somente para dar um gás na reta final da novela.

 

Maria da Paz (Juliana Paes), a tão alardeada bem-sucedida mulher de negócios de A Dona do Pedaço, que enriqueceu comercializando bolos, cai facinho na lábia de Régis (Reynaldo Gianecchini), que cada vez mais lhe toma dinheiro. E olha que ela nem está cega de amor! Conforme capítulo dessa quarta-feira (03/07), a empresária do ramo da alimentação não sabe o que é canapé e não sabe multiplicar por 100…

 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

As três novelas da Globo atualmente no ar usam do subterfúgio mais raso possível para que suas tramas possam seguir adiante: a burrice de seus protagonistas. Sim, porque se Jamil, Manu e Maria da Paz não fossem completos estúpidos, não haveria conflito, não haveria trama, não haveria novela.

 

Não sei que epidemia é essa que sofrem nossas novelas para apresentar narrativas tão pobres. Em A Dona do Pedaço, o que menos interessa é o perfil psicológico dos personagens. São todos tipos chapados, sem camadas, sem profundidade. Eles existem apenas para servir ao espetáculo, para a ação, para fazer a história correr, para gerar catarses fáceis (Walcyr Carrasco é perito nisso).

 

Maria da Paz foi apresentada na primeira fase como uma mulher determinada a mudar o seu destino, inclusive aquele que sua família lhe atribuía. Lutou por um amor, o perdeu, foi para a cidade grande e – com grande esperteza e tino para negócio – conseguiu enriquecer vendendo bolos. Porém, para justificar as tramas da segunda fase da novela, o autor traiu o perfil de sua heroína. Coerência é o que menos importa.

 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Coerência nunca foi o forte de Verão 90. Durante seis meses de exibição, só se viu uma profusão de situações em que valia tudo para preencher os capítulos. Perfil psicológico? O que é isso? Pelo menos Verão 90 sempre assumiu o não compromisso com a realidade, nunca passou de uma chanchada desvairada feita apenas para a desopilação do dia a dia. Qualquer desavisado entende perfeitamente que o chilique de Manu serve apenas para criar um conflito final nessas últimas semanas de novela. Tá tudo certo!

 

Depois de um começo arrebatador, com personagens incríveis – como Aziz (Herson Capri) e Soraya (Letícia Sabatella) -, Órfãos da Terra caiu no rame-rame da vingança de Dalila, que só é possível por causa da burrice forçada de meia dúzia de personagens, como Jamil e Miguel (Paulo Betti). Jamil já foi capanga do vilão Aziz, não é possível que seja tão inocente, for Christ´s sake! O passado de vício em jogo de Miguel é conhecido por sua mulher Ranya (Eliane Giardini) – como ela nunca percebeu que havia algo errado? Emburreceu também? Curioso que a novela tem tipos bons, bem desenvolvidos – como Missade (Ana Cecília Costa) e a própria protagonista Laila (Julia Dalavia). Porém, não haveria vingança se não fosse o mocinho parvo.

 

Neste quesito, a Record sai na frente, com os mocinhos de Topíssima metidos em confusões e enrascadas que não dependem da estupidez de protagonistas.

 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Aí você liga a TV à tarde e se depara com Por Amor, novela de Manoel Carlos, de mais de vinte anos, com uma gama de dramas humanos tão bem alinhavados, com discussões coerentes e pertinentes, perfis psicológicos bem elaborados, personagens ricos…. Aí lembrei ontem de outra novela de Maneco, História de Amor, também com uma galeria de personagens riquíssimos, que mexiam com as emoções do telespectador…

 

Não é saudosismo – mesmo porque cito duas novelas nem tão antigas assim. Também não se trata de atender o que o povo quer – o mero escapismo, sem precisar refletir, pensar. Acho que há espaço para todo tipo de ficção, a que apenas entretém (como Verão 90), a que faz refletir e, a melhor de todas: a que entretém e faz refletir.

 

Tivemos um exemplo recente: muito se reclamou da burrice de Bibi Perigosa (Juliana Paes) em A Força do Querer. Porém, a autora Glória Perez nos dava o contraponto, com dramas e personagens ricos, reais, bem desenhados, como Ivana (Carol Duarte) e Joyce (Maria Fernanda Cândido).

 

Falando nisso, por onde anda Lícia Manzo?

 

http://teledramaturgia.com.br/novelas-vivem-uma-epidemia-de-protagonistas-burros-e-personagens-rasos/

  • Like 1
  • Putz 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Se os protagonistas forem inteligentes não tem o desenrolar das situações e por consequência nem histórias pra contar 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

  • Like 2

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

XICA DA SILVA e DONA BEIJA foram destruidoras... Personagens magníficos e protagonistas...

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com exceção de Orfãos, que o

Faça login ou cadastre-se para visualizar
 diz que é boa, Topíssima é melhor que Verão e Dona! 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Desde que assisto novela personagens sempre tiveram seu momento burrice. Nilson fala merda demais 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

o pessoal nem faz questão de ler o texto, tá só reproduzindo o que ele mesmo escreveu 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

  • Like 3

Share this post


Link to post
Share on other sites

pq ele nao vai ver uma série e para de encher o saco? É o dia todo no twitter falando mal de ADDP, eu hein. Eu q sou critico do Walcyr n consigo ver taaanta incoerencia na ingenuidade da Maria, acho "normal" pq é assim em vaaaarias novelas. Não só as atuais, as antigas também. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

pois é. Ele q assiste novela a taaanto tempo devia saber disso. Mas ele prefere criar qualquer motivo pra falar mal das novelas. Putz

Share this post


Link to post
Share on other sites

Ai, aqui o pessoal tem a mania de julgar o texto pelo autor, e não pelo que tá escrito em si.

Ele só disse fatos. E no caso da Maria da Paz realmente é surpreendente, pq nem caindo de amores pelo Régis ela tá... tem como ela ser trouxa.. fizesse uma história convincente em que ela se apaixonasse de verdade por ele. Existe essa possibilidade, de um personagem "desapaixonar" por um e "apaixonar" por outro, até vir uma decepção e ver q o primeiro amor era o verdadeiro. Mas não.. o Walcyr tem q nos lembrar a todo tempo q ela ama MUITO o Amadeu por medo de falhar a cabeça do público, sendo q ngm se importa com nenhuma das possibilidades de casal dessa mocinha sem graça. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Por isso eu gosto das Mexicanas, Teresa, Alessandro, Rubi, Paola, Elisa, Montserrat, Valentina, todos inteligentes que espertos, a última protagonista que não foi bocó foi a Clara na segunda fase

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.



×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.