Jump to content


NickS

Membro
  • Content Count

    956
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    232 [ Donate ]

Community Reputation

223 Bom

5 Followers

About NickS

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. O apresentador Ratinho voltou a polemizar em seu programa no SBT na noite da última segunda-feira (17), citando Chico Anysio para reforçar sua opinião sobre o mico-leão-dourado. O apresentador afirmou que não entende a importância do animal para sociedade e que as pessoas estão mais preocupadas com questões “desinteressantes” ao invés de entender o ser humano. “Eu tava vendo um vídeo no YouTube, uma entrevista do Chico Anysio com o Jô Soares. Ele tava falando o seguinte: 'Por que o hipopótamo? Pra comer não serve. Quem come hipopótamo? Só outro hipopótamo'”, satirizou o comunicador. “Não há necessidade”, acrescentou. Logo em seguida, ele deu uma opinião pessoal sobre outro animal que não teria importância. “Aquele mico-leão-dourado... Eles [pessoas] pegaram helicóptero, pegaram o mico-leão-dourado e leva o miquinho pra lá, miquinho pra cá. Se todos morressem, o que iria mudar pra nós? Nada”, disparou. O apresentador ainda fez um apelo aos telespectadores, pedindo que todos deem mais atenção aos seres humanos: “Vamos cuidar das pessoas, por favor”. Ratinho critica ONGs na Amazônia Conhecido por suas opiniões polêmicas e de viés de direita, em agosto deste ano, Ratinho comentou sobre sobre as queimadas que ocorrem nas florestas do país e defendeu o presidente Jair Bolsonaro. "A gente vê muita ONG e ambientalista cuidando da Amazônia. Estão todos ali porque são muito bonzinhos, né? Eles gostam muito da Amazônia, são muito bonzinhos. Mas a pergunta que eu faço é: porque não cuidam do Nordeste?", questionou o apresentador em uma live no Instagram. E completou: "Eles não estão preocupados com as árvores, estão preocupados com o solo amazônico que está cheio de mineral. Vamos parar com essas frescura e de ficar mentindo para o povo. [Eles] querem ajudar é onde tem ouro, onde tem mineral. Tem mais ONG na Amazônia do que índio. Vocês [ONGs] querem o solo, não querem saber da mata". https://natelinha.uol.com.br/televisao/2019/09/17/ratinho-dispara-contra-mico-leao-dourado-se-todos-morressem-o-que-mudaria-pra-nos-133983.php
  2. Dony De Nuccio, ao que tudo indica, não guarda boas recordações da Globo, emissora onde ele trabalhou nos últimos anos. Prova disso é que o jornalista, nesta semana, curtiu um comentário nas redes sociais que classifica a emissora carioca como “lixo”. A mensagem em questão, a nível de informação, foi deixada por uma internauta em uma postagem recente feita pelo ex-âncora do “Jornal Hoje” no Instagram. “Fez muito bem sair daquela emissora lixo. Voe alto, siga seus princípios e nunca deixe eles influenciarem”, disse o comentário. Dony, vale ressaltar, não costuma curtir as mensagens deixadas em seus posts. Desta vez, entretanto, por algum motivo o apresentador decidiu abrir uma exceção. https://rd1.com.br/dony-de-nuccio-surpreende-ao-curtir-comentario-que-chama-globo-de-lixo/
  3. @Clô Hernandes Prévia das Novelas da Record: Bela, a Feia 15:00-15:58 Caminhos do Coração 15:58-16:48
  4. Record TV decidiu escalar o apresentador Bruno Peruka para substituir Reinaldo Gottino a partir da edição desta terça-feira (17) do Balanço Geral SP. A decisão já foi avisada ao apresentador. A escalação ocorreu logo após o pedido de demissão de Gottino, que deixará a emissora paulista para apresentar um programa na CNN Brasil. Segundo apurou o Observatório da Televisão, Bruno Peruka fica no programa interinamente até a emissora encontrar uma solução definitiva para o Balanço Geral SP. Já Reinaldo Gottino não deve se pronunciar publicamente sobre o assunto nos próximos dias. Ele esperará o seu contrato com a Record TV vencer, no dia 30 de setembro. Apenas no dia 1 de outubro, ele deve anunciar publicamente sua chegada na CNN Brasil. Reinaldo Gottino vai apresentar um programa nas tardes da CNN Brasl. A atração será multiplataforma e vai misturar todos os assuntos do noticiário, como política, polícia, esportes e economia. O jornalista decidiu ir por dois fatores considerados primordiais. O primeiro pelo projeto apresentado pela CNN Brasil, que lhe agradou bastante. O segundo é pelo reconhecimento do seu trabalho. Houve incomodo por parte de Gottino de não ter sido chamado para a renovação de seu contrato com mais antecedência. Com a proposta da CNN sendo praticamente irrecusável, decidiu seguir. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/09/record-tv-escala-bruno-peruka-para-substituir-reinaldo-gottino-no-balanco-geral-interinamente
  5. 13:21 10,5 6,7 3,2 Dantor Via Twitter
  6. Na RedeTV! desde 2011, a jornalista Amanda Klein (39), que chegou na emissora para integrar o time de repórteres, hoje completa sete anos na bancada do RedeTV News, o jornal carro-chefe da emissora de Amilcare Dallevo e Marcelo de Carvalho. Com passagens por emissoras como All TV, Band, Band News e SBT, a profissional especializada em Economia, também se projetou no mercado financeiro quando trabalhou na bolsa de valores (BMF-Bolsa e Mercados Futuros). Em um ano e meio na emissora, Klein assumiu o programa de entrevistas: É Notícia. De lá para cá, a companheira de bancada de Boris Casoy se tornou a cara do telejornalismo clássico que conhecemos, sempre calçada em autodomínio da palavra, da presença, e, uma postura que, ao mesmo tempo que transmite a credibilidade não se deixar cair no “antiquado” e/ou no que hoje podemos chamar de ultrapassado. Amanda Klein, com o sustento da infraestrutura disponibilizada pela RedeTV!, apresenta algo de novo em cada projeto ou formato que lhe é ofertado como missão. Talvez a rapidez de raciocínio ou a sensibilidade e precisão na hora de emitir a informação, justifique a imagem de “jornalista disciplinada” que temos dela. Apaixonada pelo que faz, a profissional salientou durante entrevista ao Observatório da Televisão, que a RedeTV!, de certa forma, revolucionou a linguagem do jornalismo com a integração das mídias alternativas e aproximação com o público. “Acho que sim, foi uma revolução“, opina ela, sobre as versões anteriores do ‘News‘, quando dividiu apresentação com Luciano Faccioli, Augusto Xavier, Renata Maranhão e Cláudia Barthel. Hoje, sobre estar ao lado de Boris Casoy, um dos jornalistas mais importantes e relevantes da história da televisão brasileira, Amanda é só elogios. “São dois anos que estou com o Boris Casoy, e, é um aprendizado, uma experiencia enorme. Ele é uma lenda viva e a gente tem uma convivência muito gostosa e engraçada“, revelou então, sobre o amigo com mais de 50 anos de contribuição ao telejornalismo. “Embora a imagem mais sério, sisudo, ele é engraçado até mesmo quando está ranzinza ou de mau humor. A gente dá risada. Ele canta antes de entrar no ar, é muito legal!“, se divertiu a jornalista ao relembrar momentos ao lado do ex-Band. Rigorosa com os princípios da profissão, quem vê Amanda Klein diante das câmeras, pouco, ou quase nunca viu ela errar, e, nisso, vale salientar, tudo no ao vivo. “Errar também faz parte“, ressaltou. “Eu não tenho medo de errar. Eu acho que o erro é parte do ao vivo e é o que humaniza, é o que torna mais real e o que nos aproxima das pessoas. E mesmo, quando você vira meme [no caso, eu já virei meme, quando durante uma entrevista que o cara não entendia meu sobrenome, eu dou risada]”, contou ela sobre uma das gafes ao vivo mais relembradas da televisão brasileira. O caso ocorreu em 2015, quando Sr. Jorge Sucupira, na época, Presidente da Associação Brasileira de Pilotos e Proprietário de Aeronaves, não entendeu a pronuncia do sobrenome Klein, de origem alemã. “Às vezes as pessoas acham que eu fico chateada, mas não, àquilo faz parte, quem nunca passou por isso? São tantos anos de bancada. Temos que assumir quando erramos“. Quando o assunto é o “temido” ao vivo, o brilho nos olhos da jornalista se radiam. “É uma delicia, é a melhor coisa. É o que dá adrenalina e a endorfina do jornalismo. É bom quando tem um dia quente. A politica sempre está muito viva e presente no jornal, e, eu amo politica, economia, noticias de internacional“, listou, apontando para a turbulenta vida de um jornalista. “O jornalista de tédio não morre! Não enjoa, tem dias que realmente são excitantes“, garante a ex-aluna da PUC de São Paulo. Compromissada com a notícia -quase- que 24 horas por dia, Amanda Klein conta sobre todo o processo de trabalho da qual está imersa. “Hoje, com tantos meios de comunicação, tudo digital, informatizado, eu já acordo lendo os jornais do dia, eu adoro jornal em folha de papel, tomo o meu café da manhã com meus jornais, também leio na internet e depois ouço rádio, indo para a academia, estou sempre no twitter e nos meios digitais. Eu fico completamente preparada, eu gosto, eu amo, e mesmo nas folgas eu faço a mesma coisa. É quase um ritual, vira um hábito, é uma rotina de acordar e sempre fazer isso“, explicou ela. Klein chega na sede da RedeTV! sempre depois do almoço. A emissora fica localizada em Osasco, Região Metropolitana de São Paulo. Após passar pela maquiagem (processo natural de quem trabalha em TV), ela se prepara para fazer a sua primeira entrada ao vivo do dia, dentro do A Tarde É Sua, atração de Sonia Abrão. “Ali eu já tenho uma introdução do que será o jornal“. Depois disso a jornalista analisa o Espelho do ‘News’ [O Espelho (ou script) nada mais é que o nome dado a um cronograma planejado pelo Editor-Chefe do telejornal para ser seguido por todos]. “Vejo se está faltando alguma coisa, faço aquela pesquisa, falo com as fontes. Como eu acabo trazendo muitos políticos pelo É Noticias, tem sempre coisas para apurar, ou eu ligo, ou mando mensagem. O jornalismo é 24 horas por dia, e, quando chego em casa continuo vendo jornal“. O RedeTV News, em termos de audiência, se mantém entre os destaques da emissora no prime time (horário nobre). A jornalista analisa os números como uma importância, porém, afirma “não ser movida pela audiência”. “Claro que olho [os números], é importante, mas eu assisto os concorrentes, a gente aprende com eles também. Eu acho que a gente vê muita coisa boa na concorrente também, e vê o que você fez melhor, ou o que não estava legal e pode melhorar, tem que ter este parâmetro essa comparação“, disse. Prestes a dar à luz ao Dudu, seu primeiro filho, fruto da relação com o empresário Paulo Ribeiro de Barros, Amanda Klein já tem alinhado seu futuro nos próximos meses, que será de dedicação total ao filho. Ela sairá de licença maternidade e em seu lugar Salete Lemos e Cláudia Barthel se revesarão na bancada, ao lado de Boris. Quanto ao seu futuro na RedeTV!, ela conta estar muito feliz com o trabalho que vem desenvolvendo em ambas as atrações jornalisticas, e, é só agradecimentos à emissora e ao amigo, Franz Vacek, Superintendente de Jornalismo, Esporte e Digital. “Me sinto muito realizada profissionalmente. Para mim é um prazer trabalhar. Ano que vem já tem eleição de novo e eu penso neste calendário eleitoral, terão os debates e uma série de entrevistas, sabatinas e abrir esses milhões de possibilidade. A gente explora isso, a RedeTV! faz questão de estar presente politicamente nas eleições. É um cobertura ampla e isso é muito bacana. O jornalismo tem nos brindado com anos muito dinâmicos. Estamos felizes em termos de noticia e a gente tem que combater a desinformação. O jornalista tem um papel mais importante que nunca. A credibilidade da mídia de uma maneira geral tem sofrido. A gente tem que combater que é um momento muito ciente do seu trabalho e da sua contribuição com a sociedade“, finalizou. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/09/ha-sete-anos-na-bancada-do-redetv-news-amanda-klein-deixa-sua-marca-no-telejornalismo-e-se-projeta-para-o-futuro
  7. Nesta segunda-feira (16), o Mais Você foi comandado por Patrícia Poeta e Fabrício Battaglini. Ana Maria Braga anunciou na sexta-feira (13) que tiraria 15 dias de férias com Louro José e que no período seria substituída pela dupla. Contudo, alguns telespectadores do matinal foram até a web para criticar os ‘novos’ apresentadores. Alguns falaram que falta química entre os dois e outros apontaram que Patrícia, que também comanda o É de Casa, interrompia muito o colega. “Segunda-feira e Ana Maria Braga não tá apresentando o Mais Você já deixa o cidadão comum desestabilizado logo no começo da semana”, disse uma internauta no Twitter. “Que dupla sem qualquer sintonia o Fabricio e a Poeta”, apontou outra. “Patrícia Poeta fez aula com Faustão, não deixa ninguém falar”, apontou uma terceira. “Bom dia pra quem não gostou de ver o Mais Você sem Ana Maria e Louro. O Fabricio até vai, agora a Patrícia…”, alfinetou outra. Veja: https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/09/web-sente-falta-de-ana-maria-braga-e-detona-substitutos-sem-qualquer-sintonia?utm_source=Twitter&utm_medium=social&utm_campaign=TW-obsdatelevisao
  8. Alguns moradores de João Pessoa, na praia de Cabo Branco região nobre da capital da Paraíba, tentaram impedir um trabalho de voluntários que proporcionam aos deficientes a oportunidade de visitarem a praia e até praticarem alguns esportes como vôlei. A justificativa desses moradores é que a presença dos cadeirantes estaria “deixando a praia feia”. Diante de tal argumento, a apresentadora do ‘Fala Brasil’, Carla Cecato, não se conteve e mostrou toda indignação com a matéria. Antes de chamar a reportagem ela abaixou a cabeça na bancada em sinal de revolta. Após a reportagem ser exibida, a apresentadora da Record TV ainda comentou a surpreendente desculpa para a proibição. A reportagem foi ao ar em 28 de agosto deste ano, mas só na tarde deste domingo (15) o vídeo viralizou nas redes sociais. Muita gente revoltada com a atitude dos moradores, compartilhando do mesmo sentimento da apresentadora. Assista a reportagem completa: https://portalaltadefinicao.com/carla-cecato-fica-indignada-com-proibicao-de-cadeirantes-em-praia-e-video-viraliza-assista/
  9. Na edição da última sexta-feira (13) do Brasil Urgente, José Luiz Datena se envolveu numa polêmica. Após uma matéria sobre o Hospital Badim, que pegou fogo no Rio de Janeiro, o apresentador chamou a repórter Kelly Dias. A jornalista deu informações sobre o presidente Jair Bolsonaro, que está internado em São Paulo num hospital que faz parte da mesma rede do que pegou fogo na cidade carioca. “Este hospital que o Bolsonaro está é da Rede D’Or, não é?”, indagou o profissional. Ao ver que Kelly confirmou, Datena fez uma observação. “Pois é, não pegou fogo”, disparou. O momento do programa caiu na internet e logo viralizou. Após toda a polêmica, o famoso resolveu esclarecer o que quis dizer. “Eu quero deixar uma coisa bem clara pra vocês: eu gosto do presidente Jair Bolsonaro, eu gosto do Bolsonaro. Pronto, acabou, simples assim. Eu gosto do Bolsonaro. Já falei três vezes”, iniciou o apresentador na edição de sábado (14) do informativo. “O que tem de gente que todo dia torce para que eu morra. Geralmente é canalha, vagabundo, sem vergonha. A mesma coisa, tem gente que torce para o Jair Bolsonaro morrer também”, ponderou. Fake news “E ontem porque eu disse que pegou fogo no mesmo hospital onde está internado o Bolsonaro, só que no Rio, da mesma rede, algum crápula, vagabundo, sem vergonha, disse que eu estava desejando a morte do presidente”, avaliou. “Isso é uma palhaçada, uma mentira, uma canalhice. O que chamam de fake news é canalha, vagabundo, sem vergonha que fica espalhando esse tipo de notícia em rede social”, seguiu o artista. “Quem fez essa fake news eu quero que vá pra… casa dele, o canalha que fez essa fake news. Está esclarecido aí ô seu babaca que criou essa situação na rede social? Está esclarecido, seu imbecil que criou isso na rede social? Aliás, estimo as melhoras ao presidente”, concluiu Datena. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/09/datena-explica-declaracao-polemica-sobre-bolsonaro?utm_source=Twitter&utm_medium=social&utm_campaign=TW-obsdatelevisao
  10. Sábado (14/09) 17:00 Flamengo x Santos Transmissão: Premiere, Premiere Play e PFCI (com Luis Roberto, Lédio Carmona e Ricardinho) 19:00 Chapecoense x Vasco Transmissão: Premiere, Premiere Play e PFCI (com Júlio Oliveira e Paulo Cesar Vasconcellos) 19:00 Palmeiras x Cruzeiro Transmissão: Premiere e Premiere Play (com Jota Júnior, Mauricio Noriega e Paulo Nunes) 21:00 Ceará x Botafogo Transmissão: Premiere, Premiere Play e PFCI (com Eduardo Moreno e Henrique Fernandes) Domingo (15/09) 11:00 Atlético-MG x Internacional Transmissão: Premiere, Premiere Play e PFCI (com Rogério Corrêa, Bob Faria e Carlos Eduardo Lino) 16:00 Fluminense x Corinthians Transmissão: TV Globo para RJ, SP, SC, PR, MG, ES, TO, MS, MT, SE, AL, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (com Cléber Machado, Roger Flores, Casagrande e Sálvio Spínola) e Premiere e Premiere Play (com Luiz Carlos Júnior, Ana Thais Matos e Sérgio Xavier) 16:00 Grêmio x Goiás Transmissão: TV Globo para RS e GO (com Luciano Périco, Maurício Saraiva e Grafite) e Premiere, Premiere Play e PFCI (com Jader Rocha e Lédio Carmona) 16:00 Bahia x Fortaleza Transmissão: TV Globo para BA e CE (com Thiago Mastroianni, Gustavo Castellucci e Jailson Macedo Freitas) Premiere e Premiere Play (com Eduardo Moreno e Henrique Fernandes) 19:00 São Paulo x CSA Transmissão: SporTV menos SP, Premiere e PFCI (com Milton Leite, Wagner Vilaron e Paulo Nunes)
  11. O jornalista Leo Dias concedeu uma entrevista para Márcia Goldschmidt no Instagram na última quinta-feira (12), e revelou que ganhou a fama de "dedo-duro" na maquiagem do SBT porque avisou a Lívia Andrade, apresentadora e sua colega do "Fofocalizando", que a equipe estava reclamando do seu mau humor. Pela primeira vez, Lívia Andrade fala sobre a briga com Leo Dias com exclusividade ao NaTelinha. A apresentadora do "Fofocalizando" resolveu se posicionar diante das declarações de Leo Dias na mídia em um longo desabafo: "O que eu realmente desejo do fundo do meu coração, se ele teve um pingo de consideração por mim, que pare de falar no meu nome". Leo Dias citou para Márcia Goldschmidit as brigas envolvendo Lívia: Com Xuxa e Sasha (jornalista criticou editorial do Fofocalizando), equipe de maquiagem do SBT (veja depoimentos exclusivos abaixo ) e Antônia Fontenelle. Ao NaTelinha, Lívia Andrade negou atrito com a equipe e abriu o coração ao falar do jornalista Leo Dias, que em uma fase difícil do jornalista, o abrigou em sua casa. Inimigo declarado a um falso amigo "O Leo Dias que eu conheci não existe mais. Esse aí que tá falando essas coisas nunca foi e jamais será meu amigo, eu guardo boas lembranças de uma pessoa que conheci e convivi por mais de seis meses bem de pertinho. E eu peço a Deus que ilumine os caminhos dele e também peço para que ele encontre com esse Leo Dias novamente e volte a ser uma pessoa bem melhor. E eu levo no meu coração, sinceramente, só lembranças boas. De uma pessoa que infelizmente não existe mais. Peço a Deus que abençoe a vida dele e afaste todo mal que o envenena, porque esse veneno não faz mal apenas pra ele, mas pra todo mundo que está a sua volta." "Infelizmente, é uma situação que muita gente conhece de perto dentro da sua própria família e eu também estou dentro dessa estatística. Conheço de perto o que esse mau causa e o quanto as pessoas sofrem. Porém a gente não pode permitir que esse veneno interferisse em nossas vidas e acabe com nossas famílias, amizades, nosso emprego." "Eu entendo e sei que é uma doença, mas não posso permitir que esse veneno também me contamine. Foi bom enquanto durou, mas infelizmente a minha ajuda não foi suficiente, fui incapaz. As pessoas tem que entender que deixar o outro triste, descontar a sua raiva e ódio não vai melhorar o que ela sente no momento. É preciso ajuda profissional. Então, de repente aquele Leo Dias que eu conheci foi se distanciando e se tornou uma pessoa totalmente diferente." "Essas verdades dele são realmente só dele! Quando as pessoas estão envenenadas elas distorcem a realidade e tentam achar um culpado pra justificar aquilo que estão fazendo. Então, essa é a verdade ele! É a verdade que ele conta. Porém não é justo me culpar pelas coisas que ele faz." "Quem grita com as pessoas, quem maltrata as pessoas não é a Lívia Andrade e sim esse Leo Dias que eu preferi me afastar. Aquela semana eu estava bem chateada mesmo, fiquei irritada, fiquei triste, mas não vem ao caso falar os motivos. Quando estou assim de mau humor como ele disse, fico em silêncio e isso precisa ser respeitado, porque as pessoas têm momentos ruins. Só que não sou obrigada a aceitar algo que está fazendo mal para a minha vida e ferindo os meus sentimentos. Então, se ele tem alguma dificuldade na vida, ele deve buscar ajuda e não jogar nas minhas costas algo que o acompanha há anos." "Prefiro um inimigo declarado a um falso amigo. Que perto fala bem, mas fala mal pelas costas. Amigo fala a verdade um na cara do outro, não usa rede social para isso e nem dá entrevista incitando o ódio e não cria intriga entre outras pessoas. Se eu fui tão filha da p*** (sic) esse tempo todo, do que é que ele sente falta? Esse afastamento deveria ser um livramento na vida dele, não um sofrimento como ele diz ser quando é conveniente. Se eu era tão do mal, manipuladora, mentirosa, grosseira, porque é que ele tolerou isso esse tempo todo enquanto estava bem?". "As pessoas tem que aprender a ouvir a palavra 'NÃO'. Eu só era legal quando concordava e dizia 'sim', a primeira vez que eu não concordei e disse 'não', virei a pior pessoa do mundo. Eu era a irmã do coração em um dia, depois do 'não', virei um monstro." "E eu também tenho sentimentos, tenho problema pra caramba. É um direito meu querer lidar e enfrentar quieta, calada, sem jogar em rede social, sem dividir com minha família, sem dividir sofrimento com meus amigos, porque eu sou assim. Eu sofro calada, me recupero e sigo em frente. Não culpo ninguém pra justificar minhas falhas, minhas fraquezas e minhas cagadas. Eu assumo o que eu faço. Ninguém vai saber como eu realmente me sinto. As pessoas não tem culpa pelos meus problemas, pelo que acontece de ruim na minha vida. Nem minha mãe sabe. Eu procuro trabalhar isso dentro de mim mesma. (...) Eu sou assim e me respeite por que eu sou assim." "Uma amizade onde um detona o outro publicamente e depois estão lá juntos como se nada tivesse acontecido não faz sentido para mim. Eu respeito, mas não quero isso para a minha vida. Amigos brigam sim, com certeza, mas não tentam prejudicar o outro, não querem ver o outro sofrer a todo custo, não criticam o trabalho do outro." "Isso pra mim não é amizade, uma amizade só se sustenta se houver cumplicidade e sinceridade de ambas as partes, mas sem cobranças ou trocas. É ficar perto de quem te faz bem e que compartilha sua vida com você. Eu precisava de um tempo pra mim, alguns relacionamentos sufocam a gente, amizades também podem ser abusivas e isso é mais comum do que parece." Matéria de Xuxa gera atrito entre Leo Dias e Lívia - Como tudo começou.... Lívia Andrade também falou sobre a discussão que teve ao vivo com Leo Dias envolvendo Xuxa e Sasha. O jornalista saiu em defesa da apresentadora da Record e o clima pesou no ar. "Esse dia ele (Leo Dias) chegou um dia antes na minha casa, depois de ter tido vários problemas e faltado a vários programas. Ele pediu pra vir pra casa e é claro que eu disse sim, pela terceira ou quarta vez. Ele veio e no dia seguinte aconteceu isso. Leo chegou em casa, não estava bem. Muito abatido, abalado. No dia que aconteceu eu tava gravando o Sílvio. Cheguei no palco, ele estava sentado lá, bem estranho. E fez um comentário sobre a matéria da Xuxa e eu apenas defendi o nosso programa. Acho que se tem alguma coisa que não faz bem pra gente, ali no palco, alguma matéria, pauta, a gente pode conversar. A gente tem essa liberdade na reunião de pauta feita uma hora antes de entrar no palco. (...) Esse é o momento de falar se aquilo é constrangedor ou não é legal. E não expor o lugar que você trabalha, as pessoas com quem você trabalha, a sua equipe no ar, do nada. Sendo que a gente faz isso todos os dias. A gente fala da vida dos outros diariamente. Achei estranho aquilo e falei exatamente isso: se tinha algum problema, a gente poderia ter resolvido na reunião e não no palco, sendo que ali a gente já tinha feito coisas piores. Expondo até coisas de sigilo de processo de artista. Inclusive ele que traz as fofocas pro programa. Nós estávamos comentando um negócio que está na internet, uma coisa que aconteceu! Que mal tem nisso? Se a gente faz todos os dias? Lívia garante que a direção do "Fofocalizando" deixa os apresentadores à vontade para cada um dar sua opinião e que Leo Dias ter criticado o editorial, foi errado na sua visão: "Uma coisa que eu não faço é ir contra meu próprio trabalho e meu próprio grupo. Estamos juntos. Não podemos derrubar o que a gente faz." "Essa era a opinião de todo mundo, não só a minha. Ele saiu bem alterado, bem descompensado, mais do que ele já tinha chegado. Foi pro camarim e gritava muito, com a produção, todo mundo. E o diretor da época veio me pedir para ir lá tentar acalmar ele, pra ele parar de gritar porque ele tava muito alterado, muito nervoso no camarim." * Nota da redação - Veja defesa da equipe de Lívia Andrade mais abaixo "Ninguém conseguia falar nem chegar perto. Ele tava brigando com todo mundo. (...) Quando ele tá assim, tem que esperar ele acalmar para ele poder ouvir o que você fala, se não ele nem te ouve. Eu sabia disso e pedi: 'Acho que não é o momento. Deixa ele se acalmar. Mas, por uma insistência, eu acabei indo e, quando eu fui, ele já começou a gritar comigo, tentar me atacar e colocar minha equipe contra mim, falando que ninguém gostava de mim." "Mesmo assim, eu respirei, só pedi a ele, com tom de voz bem calmo e tranquilo, porque não era o momento de medir quem fala mais alto e é mais agressivo, e pedi que ele não gritasse comigo." "Ele parou de gritar por um momento e depois foi alterando de novo. Aí ele pediu pra chamar as meninas, que ele ia falar na cara delas. Eu fiz o que ele pediu: saí, chamei as meninas e entrei com as meninas. Ele começou a gritar de novo, falar 'você falou isso' e elas se defenderam, 'eu não falei assim'." (...) Até chegar na pessoa que não estava, que era a Lidi, que tinha tido um problema com ele. Porque ele gritou com ela, xingou, falou um monte de palavrão, e ela bateu de frente. Acho que ele ficou com raiva e tentou colocar a equipe contra mim, até porque elas também frequentam minha casa. Quando tem festa, eu convido, elas vão. E talvez ele não quisesse olhar na cara dela. Quando tem um mal entendido, a gente sempre faz isso: chama todo mundo e tenta entender o que aconteceu. A gente jamais vai falar de uma pessoa que não tá presente pra se defender." Maquiadoras O NaTelinha ouviu a equipe de maquiadoras e cabeleireira no qual Leo Dias citou na entrevista para Márcia Goldschmidt que havia tido atrito com Lívia Andrade. Daiana Oliveira, 34 anos "Trabalho com a Lívia exatamente há dois anos, mesmo tempo dela aqui no "Fofocalizando". Em referente ao acontecido que o Leo vem falando, sou testemunha principal porque acompanhei todo dia o ocorrido trâmite. Ele saiu do estúdio todo nervoso, chegou gritando no camarim, falando que todo mundo tava falando contra ela, que não sei o que... Ela reuniu a equipe dela, tanto do cabelo, quanto da maquiagem, a gente entrou certamente no camarim e foi dito que estávamos falando mal dela pelas costas. Isso não aconteceu! Isso eu afirmo. Assim como as meninas vão afirmar. Isso não aconteceu. Eu não tenho o que falar dela, porque eu trabalho 24 horas com ela. Tanto na vida profissional quanto na vida particular também. E comigo ela nunca me desrespeitou, nunca gritou comigo, sempre falou naturalmente. Acho que não só comigo, com a equipe dela também. A gente sempre conversou numa boa. O assunto referente àquele dia, ele vem falando sobre as meninas da maquiagem e do cabelo, que estavam falando dela. No entanto, ela chamou pra provar pra ele e ele desconversou toda a conversa. Foi isso que aconteceu." Lidiana Alves, cabeleireira "O Leo chegou muito estressado um dia e perguntou o que a Lívia tinha. Eu falei assim: 'Ela não tá boa, não tá no tempo dela. E ela é assim, Leo, tem vez que ela tá boa, tem vez que ela não tá. E eu não vou falar mal dela, porque ela nunca me desmereceu'. Ele falou 'Mas ela não tá bem'. Eu falei: 'Mas deixa ela no canto dela'. Logo ela melhora e volta tudo ao normal. Às vezes ela tá mal, mas, gente, ela nunca me maltratou, tá? Ela fica do jeito dela. 'Vamos trabalhar o pulso. Lidi, presta atenção...'. E a Lidi presta atenção. Mas me maltratar, ela nunca me maltratou e foi isso que eu falei pra ele. Mas, ao contrário, ele já me maltratou. Já mandou eu levantar, já me falou palavrão, já falou coisas de baixo calão pra mim. Então, a mim, Lidiana Alves, a Lívia nunca me maltratou. No dia em que ele me xingou, eu discuti com ele. Dois dias depois eu sai de férias. Quando voltei, já tinha acontecido toda a confusão. Ele falou que eu estava falando mal dela, pelo fato de eu ter batido boca com ele. Ele veio gritar comigo, falando palavrão! Eu falei pra ele que ele não estava com os amigos dele do Rio de Janeiro, que era pra ele ter respeito porque eu ia subir no RH e reclamar dele. Quando saí de férias, ele veio fazer um reboliço falando que eu estava falando mal da Lívia dentro da sala. Sendo que não foi isso que eu falei. Ele desconversou toda a história que ele mesmo chegou falando. Que eu falei pra ele que ela não estava bem e que ela é assim: as vezes tá bem, às vezes não tá, e que era só deixar ela quieta no canto dela." Daianes, maquiadora "Naquele dia, ele já chegou alterado. Fez o programa, voltou ao programa, e daí alegou essa história pra ela, que a gente tinha falado mal e pediu que chamasse a gente pra comprovar. Ela chamou aqui dentro. Estava faltando a Lidiane, faltando uma das componentes, e daí ele começou a falar que a gente tinha falado mal dela. E a única coisa que foi dita é que a gente falou que ela tem dias difíceis e que ninguém é obrigado a sair sorrindo pra mim, como a gente mesmo não faz isso. Daí ele começou a jogar uma pra outra: 'É mas você falou isso...' Daí 'Não, a gente não falou isso'. 'Mas fulana falou isso...' Daí a outra negava também! Como a Lidiane não estava, ele tentou jogar pra cima dela. E foi aonde eu falei que não posso assumir as palavras de uma outra pessoa que não esta presente pra se defender. Ele ficou nervoso porque a gente não confirmou a história dele. O Leo queria que a gente confirmasse a historia que ele 'auto criou'. Ele tava totalmente errado no dia, totalmente alterado. Criando uma conversa que nunca existiu, porque não temos o que reclamar dela. Só reforçando que ela jamais gritou com a gente, jamais tratou a gente mal, pelo contrario. A Lívia uma pessoa muito incrível, que nos ajuda muito! Tanto na questão de ser um ser humano melhor e o quanto a gente aprende com ela. Aqui, uma aprende com a outra. Então não tenho do que reclamar dela. Eu só tenho a aprender como a Lívia tem a aprender conosco. Ela nunca maltratou ninguém. Todo mundo têm seus dias que não está bem. A gente é mulher, tem TPM; E cada uma aqui respeita o seu espaço. Não tá bem? Não conversa, pronto e acabou. É isso: não tenho do que reclamar." Dandara, stylist "Tenho um pouco menos de contato quando as meninas estão muito juntas porque eu acabo ficando muito na rua. Eu chego com um tempo curto pra conviver com eles. No dia da briga, eu estava com a Lívia no camarim quando começaram os gritos. O diretor veio, pediu que a Lívia fosse até lá para acalmá-lo (Leo) e ela chamou a gente pra tentar resolver essa situação, que é o que a gente faz geralmente. Qualquer diferença que a gente tem com a Lívia, nós sentamos com ela e conversamos. Estamos juntas a pouco mais de um ano e nesse temppo, nunca brigamos. É obvio que muitas vezes uma não concorda com a alguma coisa, mas sempre em conversas, a gente inclusive tem uma relação muito tranquila, pacifica. Eu não posso defender o Leo nesse quesito porque ele já tem um relacionamento comigo que ele me cumprimenta quando ele quer. Então, isso dele falar que a equipe não fala com ele, existe desde sempre, porque tem dia que ele chega e cumprimenta e tem dia que ele chega e não cumprimenta. E eu falo isso por mim, não falo como equipe. Antes de qualquer incidente acontecer, desde à época em que os dois eram muito amigos, inclusive diversas vezes, o Leo chegava dentro do camarim com a Lívia e eu estava dentro do camarim e ele não me cumprimentava. É uma coisa meio sem fundamento dizer que esse desprezo passou a ser pós-briga, porque a gente sempre teve isso. Eu procuro ser muito profissional e educada, porque não tô aqui pra fazer amigos, mas pra atender todos os profissionais que trabalham junto comigo. No dia da briga, ele tava muito alterado, o diretor inclusive chamou a Lívia pra acalmá-lo. Ele criou uma situação de constrangimento com as meninas, porque ele queria coagir a história... Uma das meninas inclusive não estava presente e ele tentou coagir outra pra que ela afirmasse uma coisa que ela não poderia. Aí ele ficou muito nervoso porque a gente não achava certo a gente afirmar e atestar uma história sem essa terceira pessoa e falar o nome dela. Foi o que mais deixou ele bravo! Foi que a gente não caiu nessa, porque seria errado. Envolveu quatro pessoas na história e se a gente só estava em três não era justo a gente falar pela quarta pessoa. Eu respondi por mim, as outras duas responderam por elas e a gente falou que ele poderia se entender com essa quarta pessoa quando ela tivesse aqui." Bate papo com equipe - Lívia Andrade fala com maquiadoras ao NaTelinha sobre o imbrologo Lívia Andrade - "Agora eu vou falar na frente delas, a gente tá todo mundo aqui no camarim. Elas gravaram o áudio através do meu celular. Vou fazer a pergunta pra responder pra ficar tudo claro porque é assim que nós estamos acostumadas a fazer, juntas sempre, sem alteração de voz, sem faltar com respeito uma com a outra. Porque a gente é mulher. Todo mundo aqui é batalhadora, todo mundo é guerreira, todo mundo veio da mesma origem. Todo mundo se entende. E a gente entende que mulheres têm problemas, que a gente tem TPM, que a gente vem trabalhar doente e que às vezes fica bicuda sim e fica em silêncio. Porém, sem jamais alterar o tom de voz ou desrespeitar o espaço um das outras. Alguém recebeu algum dinheiro aqui pra ficar do meu favor? Pra ficar do meu lado? Pra confirmar história?" Todas - "Não!". Lívia Andrade (risos) - "Então, é isso. E outra coisa. A Lidi trabalha comigo há quantos anos?" Lidi - "Sete anos." Lívia Andrade - "A Lidi, que faz o meu cabelo, que foi a maior prejudicada nessa situação, trabalha comigo há sete anos. Há sete anos, a gente nunca brigou, nunca alterou o tom de voz, nunca se desrespeitou. Nunca falei um palavrão com ela e nem ela comigo. E assim vai permanecer. A Dandara tá comigo... Há uns dois anos, Danda? Quase? " Dandara - "Quase isso. Mais de um ano." Lívia Andrade - "É... Mais de um ano, já trabalhou outras vezes. Voltou, foi... Nunca tivemos problema. A Daiana tá aqui desde o meu primeiro dia do "Fofocalizando", também nunca tivemos problema. E a mais novinha do grupo é a Dai, a outra Dai, que é a maquiadora, que a Jéssica pediu pra sair da empresa, ela não é mais funcionária, mas a Jéssica também trabalhou comigo há sete anos. Então, eu tenho uma relação muito longa e duradoura com as pessoas. Porque acho que, além de profissionais, quando a gente se dá bem, a gente tem que cuidar um do outro e a gente realmente forma uma equipe e é assim que tem que ser. Juntos, somos sempre mais fortes e eu preferi sim e acredito na minha equipe, que estão do meu lado sempre, trabalhando. Eu respeito o trabalho delas, elas me respeitam como profissional também. E eu vou acreditar em quem? Em quem eu conheço há sete anos, em quem tá aqui todo santo dia, independente de qualquer problema pessoal, ou vou acreditar numa pessoa que entrou na minha vida há pouco tempo e que não está, às vezes, em sã consciência? Eu vou acreditar nas meninas, eu vou acreditar na minha equipe." Mais brigas "Todo mundo tem que entender e respeitar o problema dele, mas quando eu tive um problema ele foi incapaz de entender e respeitar o meu momento. Não vou mais me calar e nem ser culpada por nada que ele tenha feito, cada um arca com as consequências daquilo que faz na vida. Por que o sentimento dele é mais importante do que o meu?". "Porque a dor dele é mais importante que a minha? Entre brigas, acusações e insinuações ele disse que gostaria que eu fosse para a Sibéria e eu gostaria muito que ele agisse como se eu estivesse lá. Se ele quis me atingir e me fazer sofrer, parabéns, conseguiu. Eu só sofro pelas pessoas que eu gosto e tenho consideração, mas não vou permitir que isso continue e nem dar chance para que aconteça novamente. Por isso resolvi responder, porque meu silêncio de nada adiantou, não sofri menos e continuei sendo atacada e questionada por pessoas que nem conheço." "Atacar-me não aliviou meu silêncio! Não acalmou e o tempo passa e ele não pára." "Nunca pedi nada pro Leo Dias, nenhum favor. Que isso fique bem claro, disse a ele que amizade para mim não era troca." Carnaval do Rio de Janeiro Sobre o Carnaval do Rio de Janeiro, ouvi um zum zum zum que ele me levou pro Carnaval do Rio de Janeiro, que eu tinha interesse na amizade dele. Ele não me levou. Eu fui convidada pelo Igor e pelo presidente Thor. O primeiro contato foi feito através da minha rede social por um direct. Depois, a gente passou a se falar por telefone e eu fui pro Rio. Conversei e sentei, sozinha, com as pessoas da Escola. Depois, ele passou a me acompanhar quando tinha ensaio, como uma companhia de amigo mesmo, de parceiro. Não para me fazer favor ou qualquer outra coisa. Lívia Andrade oferece música para Leo Dias Por fim, Lívia Andrade dedica a música para Pitty: "O que eu realmente desejo do fundo do meu coração, se ele teve um pingo de consideração por mim, que pare de falar no meu nome. O significado de perdão e amizade pra mim, nunca vai ter o mesmo significado que tem para ele. Eu respeito a maneira que ele enxerga o perdão e a amizade. Eu gostaria que ele respeitasse a minha visão de respeito, amizade e perdão. Perdoar é não sentir nada ruim." https://natelinha.uol.com.br/televisao/2019/09/15/livia-andrade-desabafa-o-leo-dias-que-eu-conheci-nao-existe-mais-133890.php


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.