Jump to content
×
×
  • Create New...


  • Contra-Ideia: O preconceito e a forma que é encarado

    Preconceito.png

    (Créditos: Divulgação/Guia do Estudante)

     

     

    Não é de hoje que o preconceito está em pauta nas principais mídias, roda de conversas e principalmente nas ruas, com movimentos que defendem a sua origem e lutam por mais espaço em uma sociedade elitizada e prepotente. Atualmente, nos Estados Unidos, estão acontecendo muitos desses movimentos por parte da comunidade negra, além de outros movimentos pelo mundo, em que também se busca igualdade de direitos, que são retirados todos os dias. Para debater o assunto em 05 perguntas, trouxemos dois convidados, que irão responder aos questionamentos e trazerem seus pontos de vistas.

     

    1° - O preconceito existe desde a existência humana, mas hoje em dia é mais perceptível por diversos fatores, como câmeras em todos os lugares, que acabam por filmar determinadas situações. O preconceito tem possibilidade de ter um fim algum dia? Ele é realmente tratado como deveria ser tratado ou não?

     

    O preconceito é o que a própria palavra já diz, um pré conceito, e isso é uma coisa que faz parte da natureza humana, formar opiniões sobre as coisas, mesmo sobre coisas que você não conhece, então isso é alga praticamente impossível de extinguir, mas uma educação efetiva sobre o mundo e coisas que nos cercam é o único modo de prevenir que as práticas associadas a isso continuem a nos definir enquanto sociedade.

    A cada dia que passa o preconceito é mais exposto, e isso tem gerado reações de todos os lados da sociedade, acredito que estamos vivendo em uma era de transição, e que o futuro tende a ser mais igualitário, se as medidas seguirem nesse sentido ao longo dos anos, porém ainda não acho que ele já é tratado como deveria por todos, afinal se fosse não haveria motivo para continuar o trabalho. (@Pedro Henrique)

     

    O preconceito de todos os tipos é algo gravíssimo e que precisa ser combatido, mas não apenas a nível estrutural, social, político e pedagógico, mas também a nível psicológico. Ao meu ver, a pessoa que nutre qualquer tipo de preconceito possui algum quadro mal resolvido neste aspecto, algum distúrbio de personalidade e precisa ter tratamento para cortar a raiz deste ódio gratuito. Mesmo assim, não é algo tolerável e precisa ser atacado de forma enérgica. Fim, infelizmente, eu acho que não terá, o ser humano tende a ter comportamentos erráticos há milênios, mas a redução sim, esta é possível. (@Pedro Henrique!)

     

    Intolerancia.jpg

    (Créditos: Divulgação/Appai.org.br)


    2° - No Brasil, o racismo é algo enraizado e, mesmo com leis severas, é tratado com desdem por muitos, a exemplo dos últimos casos que tivermos com entregadores de aplicativo. Qual é o exemplo que deve ser seguido para que o racismo deixe de ser enraizado e vire um crime como deveria ser?

     

    Racismo é crime, isso é um fato, mas existe uma camada privilegiada da população que vive alheia a esse fato, por serem privilegiados observam o mundo apenas pelos próprios olhos, não conseguem se colocar no lugar de outros, e nem querem, afinal estão ali, isso é resultado de pura ignorância, falta de conhecimento sobre o mundo em que vivemos, e é isso que deve ser combatido, a falta de informação com informação. (@Pedro Henrique)

     

    A lei deveria ser cumprida e ser mais punitiva em quem fizer qualquer tipo de discriminação, desestimulando assim através do medo. Em uma sociedade atrasada como a nossa, é o caminho mais prático. Além de claro, como falei anteriormente, desenvolver um trabalho de conscientização e também de afirmação de forma paralela. ( @PedroHenrique!)

     

    3° - Os evangélicos falam muito que sofrem preconceito, mas desferem o mesmo contra quem é LGBTQI+ e outras pessoas que, para eles, não são de Deus. Como podemos tratar essas pessoas que usam a religião a favor e contra o os outros?

     

    Não acredito que hostilização pura vá fazer alguém mudar de ideia, muito pelo contrário, pode fazer com que a pessoa se afaste mais ainda, por acreditar que aquelas pessoas tem um real problema com ela. Dito isso, nenhum preconceito deve ser tolerado, logo cabe utilizar a racionalidade, que as pessoas movidas pela religião não tem, para combater isso. (@Pedro Henrique)

     

    Não que todos propaguem o ódio ou o preconceito, mas a grande maioria dos líderes destes movimentos religiosos propaga ataques e a raiva entre as religiões, visando o aumento no número de fiéis. No entanto, creio que nesta década, após seu momento de maior quantidade de seguidores, haverá uma redução em seus números. As pessoas tendem a não ter mais religião definida nos próximos 20 a 30 anos. Isso deve ajudar na pacificação entre as pessoas de crenças distintas .

    No ponto específico do preconceito religioso o diálogo é necessário, mas as duas partes precisam querer... ( @PedroHenrique!)

     

    4° - Quem é de matriz africana em sua religião sofre ataque duplo na maioria das vezes: por ser negro e por ir a terreiros de candomblé ou de umbanda. A maioria dos ataques vêm de evangélicos. Em sua visão, qual o problema em respeitar o outro, principalmente quem sofreu tanto como a escravidão? 

     

    O problema é estrutural, é um tipo de pensamento que vem de gerações anteriores e vem sendo passado desde então, muito por falta de conhecimento, ou puro racismo, vendo o negro como algo ruim e associando todas as suas práticas a coisas maléficas, isso é o resultado de séculos de necessidade de justificativas para o uso de escravos, e essa mancha persegue essa parcela da população até hoje. (@Pedro Henrique)

     

    O problema é que o brasileiro é fiscal da vida alheia, isto aliado a líderes religiosos interesseiros e à ignorância forma um comando mental para estas pessoas destruírem os templos religiosos dos outros. Eu creio na justiça divina, e cedo ou tarde, estas pessoas terão o troco por isso... Agora,a nível ''dos homens'', a lei precisa ser mais severa nestes casos. ( @PedroHenrique!)

     

    preconceito-racismo-e-discriminacao-og.j

    (Créditos: Divulgação/Diferenca.com)

     

    5° - Grandes governantes do mundo como Trump, Putin, Bolsonaro como tantos outros desferem forte preconceito contra inúmeras pessoas. Mas há lideres que vão na contramão, como a chanceler alemã Angela Merkel, que apoia a entrada de refugiados em seu país, além de outras ideias. O que faz eles serem tão diferentes sobre o tema preconceito e por que Angela é tão elogiada?

     

    Os três políticos citados vem de um movimento nacionalista exacerbado, que promove a xenofobia e vê o seu povo como melhor aos outros, já Angela tem uma visão muito mais pragmática da situação, refugiados necessitam de um novo lugar, oferecer espaço a eles é, além os auxiliar, aumentar a riqueza e produtividade de seu país, afinal, quanto mais pessoas, mais vão precisar trabalhar e mais vão consumir, é um ciclo virtuoso, se isolar é perder essa oportunidade, que foi o que criou o continente americano, pro exemplo. (@Pedro Henrique)

     

    Angela Merkel é a grande estadista do século, a coloco ao lado de Barack Obama como figuras que se esforçaram e esforçam para vivermos em um ambiente mais harmonioso e de respeito às diferenças. Quanto aos presidentes dos EUA, da Rússia e do Brasil, são pessoas guiadas por um modus operandi reptiliano, quem souber a respeito, entenderá. Não há adjetivos que possam descrevê-los além disso. ( @PedroHenrique!)

     

     

    Publicado originalmente em 03/09/2020 no meu blog: https://thewalklandplay.blogspot.com/2020/09/contra-ideia-o-preconceito-e-forma-que.html

    • Like 3

    User Feedback

    Recommended Comments

    Parabéns pela proposta, Fado. Sempre é bastante necessário discutir o preconceito.

     

     

    Citar

    Ao meu ver, a pessoa que nutre qualquer tipo de preconceito possui algum quadro mal resolvido neste aspecto, algum distúrbio de personalidade e precisa ter tratamento para cortar a raiz deste ódio gratuito.

     

    Achei isso meio exagerado... o preconceito vem muito da forma com que as pessoas são criadas, o que a faz formas opiniões, etc. Com o tempo, o que se espera, é que as pessoas passem a entender melhor a diversidade do mundo, mas aquilo que elas aprenderam desde cedo sempre estará martelando na cabeça e não necessariamente por um distúrbio, mas sim por ser enraizado. A busca por uma superações de visões frustradas deve ser incessante e por mais que o ser humano demonstre todo seu progressismo, não é anulado que em sua cabeça ainda existam pensamentos preconceituosos, no entanto, vale aí a exigência de sempre analisar bem antes de falar a primeira coisa que vem em mente.

    Link to comment
    Share on other sites


    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.





Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.