Jump to content


Há 25 anos, a Globo encerrava Vira Lata, considerada por Carlos Lombardi sua pior novela


Mathis
 Share

Recommended Posts


Vira Lata é uma telenovela brasileira produzida e exibida às 19 horas pela Rede Globo de 1 de abril a 28 de setembro de 1996, em 155 capítulos, substituindo Cara e Coroa e sendo substituída por Salsa e Merengue.

 

Foi a 53ª "novela das sete" exibida pela emissora. 

 

Escrita por Carlos Lombardi, com colaboração de Vinícius Vianna e Maurício Arruda, contou com a direção de Rogério Gomes, Marcelo Travesso e Alexandre Boury. contou com geral e núcleo de Jorge Fernando.

 

Contou com as participações de Andréa Beltrão, Murilo Benício, Humberto Martins, Marcello Novaes, Carolina Dieckmann, Vanessa Lóes, Mário Gomes e Glória Menezes.

 

O título da novela é referência aos cachorros da protagonista Helena (Andréa Beltrão).

 

A trama causou muitas polêmicas em relação ao seu conteúdo. Pelo fato de os personagens apresentarem má conduta no enredo, muitos telespectadores temeram que eles influenciassem as pessoas na vida real. Além disso, temas como sexo, drogas, corrupção e violência também incomodaram muito o público.

 

Carolina Dieckmann acabou virando a heroína da história, pois, segundo o autor, era necessário que uma mocinha romântica cativasse o público.

 

Eduardo Moscovis teve se afastar da trama devido a um problema pessoal e foi substituído por Matheus Carrieri. Mas mesmo assim foi creditado na abertura da trama do começo até o final.

 

Assumida pelo autor Carlos Lombardi como sua pior novela, Vira-lata iniciou prometendo um sucesso. Principalmente por ter Jorge Fernando na direção de um trabalho de Lombardi, por onde costumam transitar personagens divertidos com diálogos sarcásticos em situações cômicas, marcas registradas do autor e do diretor.

 

Porém, uma falha na narrativa, no seguimento da ação, acabou cansando o telespectador. E a novela não conseguiu repetir o sucesso do trabalho anterior do autor, Quatro por Quatro.

 

Carlos Lombardi entregou a sinopse de Vira-lata Globo em 1992, logo após a conclusão de sua novela Perigosas Peruas. 

 

Vira-lata entrou em produção no início de 1994, então como a substituta de Olho no Olho, de Antônio Calmon.
 

Roberto Talma, parceiro de Lombardi em Perigosas Peruas, respondia pela direção geral.
 

Dificuldades relacionadas ao treinamento dos cães da trama atrapalharam a pré-produção e a sinopse acabou engavetada.

Andrea Beltrão e Humberto Martins, já naquela época, estavam cotados para os papéis de Helena e Lênin, mas se comprometeram com as gravações da minissérie A Madona de Cedro(exibida em 1994), o que contribuiu para a suspensão de Vira-lata.

 

Quando enfim liberada, Andrea Beltrão foi deslocada para A Viagem, de Ivani Ribeiro, novela escolhida para a vaga de Olho no Olho. Já Humberto Martins voltou à cena em Quatro por Quatro (1994), do próprio Lombardi, a produção sucessora de A Viagem.
 

Em 1996, animada com o grande sucesso de Quatro Por Quatro, a Globo resgatou Vira-lata. Entre uma e outra, houve apenas uma novela, Cara e Coroa, de Antônio Calmon. Carlos Lombardi aceitou encurtar as suas férias se Jorge Fernando topasse assumir a direção de Vira-lata.

 

Houve uma superexposição de corpos e um grande troca-troca de casais em um horário tradicionalmente familiar. Muitos telespectadores sentiram-se chocados com as cenas apelativas, como as da infidelidade de Bráulio Vianna (Murilo Benício) com a empregada diante das próprias filhas, com um certo erotismo vulgar.

 

Carlos Lombardi precisou mudar os rumos do triângulo amoroso Lenin-Helena-Vianna (Humberto Martins, Andréa Beltrão e Murilo Benício) devido ao afastamento temporário de Andréa Beltrão.

 

Por problemas de saúde, a atriz, que estava grávida de dois meses, teve de ficar longe dos estúdios por pelo menos dez capítulos. Na história, Helena deu um susto em seus pretendentes ao viajar sem deixar pistas, fazendo com que os dois ficassem enlouquecidos à sua procura.

 

Para complicar, faltava a Andréa Beltrão a empatia necessária junto aos telespectadores. 
 

Ao livro “A Seguir, Cenas do Próximo Capítulo”, de André Bernardo e Cíntia Lopes, Lombardi desabafou: “A Andréa Beltrão foi chata pra caramba! Nunca mais pretendo escrever ou trabalhar com ela na vida. E olha que acho a Andréa uma atriz brilhante. Mas ela não é uma estrela no sentido de empatia popular. É uma brilhante atriz, de mau humor. E põe mau humor nisso… Ela não gostava do que estava fazendo. E parecia também não gostar com quem estava contracenando.”

 

Só restou a Carlos Lombardi modificar Vira-latao mais rápido possível para tentar salvá-la do fracasso total. “A novela só subiu quando peguei uma atriz coadjuvante e falei: esta é mocinha da história”, relembrou o autor citando Renata, personagem de Carolina Dieckmann.

 

Outro agravante: Glória Menezes, que vivia Stella, uma personagem importante da trama, pediu para sair da novela. O jeito foi substituir a personagem por uma nova, Laura (irmã de Stella), vivida por Susana Vieira.

 

Murilo Benício estava escalado para a novela O Rei do Gado, de Benedito Ruy Barbosa, quando foi convidado para Vira-lata e aceitou. “Estava comprometido com o Luiz Fernando [Carvalho, diretor], mas seria a minha terceira novela na Globo e a terceira rural. Não tenho mais aquela coisa de provar que sou bom ator. Tenho de saber administrar minha carreira”, confidenciou o ator ao jornal O Estado de São Paulo de 12/05/1996.


O lançamento de Vira-lata coincidiu com a campanha do Governo Federal em prol do uso da camisinha. A propaganda chamava o órgão sexual masculino de “Bráulio”. O apelido pegou após as reclamações dos Bráulios do Brasil, repercutidas, inclusive, no Fantástico e no Jornal Nacional, o que conferiu um apelo extra ao personagem de Murilo Benício (o promotor Bráulio Vianna).

 

Curiosidades que envolvem o personagem Frederico e seu intérprete:
– O ator Eduardo Moscovis foi inicialmente escalado para viver Frederico, mas acabou realocado para a próxima trama das seis, Anjo de Mim. Entretanto, o nome do ator apareceu nos créditos da abertura de Vira-lata durante toda a exibição da novela;
– Matheus Carrieri acabou ficando com o personagem. Porém, o ator já havia participado da trama com outros personagens, os gêmeos Cacetada e Cratera. E Frederico nada tinha a ver com os gêmeos.

 

Primeira novela das atrizes Thalma de Freitas e Talita de Castro (filha do ator Ewerton de Castro).

 

Nunca foi reprisada.

 

152 capítulos

Semana 01: 01/04 a 06/04/1996 = 42 | 42 | 36 | 35 | 32| 28 = 35.8
Semana 02: 08/04 a 13/04/1996 = 39 | 39 | 40 | 40 | 39 | 33 = 38.3
Semana 03: 15/04 a 20/04/1996 = 39 | 40 | 40 | 40 | 37 | 34 = 38.3
Semana 04: 22/04 a 27/04/1996 = 39 | 39 | 36 | 39 | 38 | 32 = 37.2
Semana 05: 29/04 a 04/05/1996 = 36 | 35 | 42 | 39 | 36 | 32 = 36.7
Semana 06: 06/05 a 11/05/1996 = 37 | 38 | 37 | 36 | 34 | 31 = 35.5
Semana 07: 13/05 a 18/05/1996 = 35 | 38 | 35 | 36 | 34 | 33 = 35.2
Semana 08: 20/05 a 25/05/1996 = 36 | 38 | 38 | 37 | 35 | 31 = 35.8
Semana 09: 27/05 a 01/06/1996 = 36 | 34 | 37 | 34 | 35 | 34 = 35.0
Semana 10: 03/06 a 08/06/1996 = 36 | 36 | 34 | 34 | 31 | 32 = 33.8
Semana 11: 10/06 a 15/06/1996 = 35 | 35 | 34 | 34 | 35 | 30 = 33.8
Semana 12: 17/06 a 22/06/1996 = 34 | 35 | 35 | 36 | 36 | 29 = 34.2
Semana 13: 24/06 a 29/06/1996 = 36 | 34 | 33 | 36 | 37 | 33 = 34.8
Semana 14: 01/07 a 06/07/1996 = 37 | 37 | 37 | 37 | 37 | 34 = 36.5
Semana 15: 08/07 a 13/07/1996 = 38 | 38 | 38 | 39 | 39 | 35 = 37.8
Semana 16: 15/07 a 20/07/1996 = 38 | 40 | 38 | 36 | 35 | 32 = 36.5
Semana 17: 22/07 a 27/07/1996 = 41 | 33 | 40 | 36 | 38 | 37 = 37.5
Semana 18: 29/07 a 03/08/1996 = ## | 41 | ## | 40 | ## | 34 = 38.3
Semana 19: 05/08 a 10/08/1996 = 35 | 35 | 35 | 38 | 34 | 35 = 35.3
Semana 20: 12/08 a 17/08/1996 = 34 | 35 | 39 | 37 | 36 | 35 = 36.0
Semana 21: 19/08 a 24/08/1996 = 34 | 33 | 32 | 33 | 34 | 30 = 32.7
Semana 22: 26/08 a 31/08/1996 = 32 | 35 | 35 | 36 | 37 | 34 = 34.8
Semana 23: 02/09 a 07/09/1996 = 36 | 40 | 35 | 38 | 37 | 32 = 36.3
Semana 24: 09/09 a 14/09/1996 = 37 | 39 | 35 | 36 | 36 | 30 = 35.5
Semana 25: 16/09 a 21/09/1996 = 34 | 38 | 37 | 38 | 37 | 31 = 35.8
Semana 26: 23/09 a 28/09/1996 = 39 | 40 | 42 | 41 | 45| 36 = 40.5

MÉDIA GERAL: 36.04

Link to comment
Share on other sites



  • Replies 3
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

na verdade, o erotismo que aconteceu ja foi uma tentativa de salvar a novela do fracasso..

pq o personagem do Murilo era bem bobo no inicio pelo que lembro. a novela era quase infantil. 

 

depois o Lombardi entrou na onda dos descamisados e deixou o Marcelo Novaes como o grande protagonista da trama. foi uma sucessao de equivocos.. pessima mesmo... 

Link to comment
Share on other sites

Em 27/09/2021 at 15:55, J__ disse:

na verdade, o erotismo que aconteceu ja foi uma tentativa de salvar a novela do fracasso..

pq o personagem do Murilo era bem bobo no inicio pelo que lembro. a novela era quase infantil. 

 

depois o Lombardi entrou na onda dos descamisados e deixou o Marcelo Novaes como o grande protagonista da trama. foi uma sucessao de equivocos.. pessima mesmo... 

E 10 anos depois Murilo Benício interpretou um personagem parecido em Pé na Jaca, também de Carlos Lombardi.

Link to comment
Share on other sites

17 minutos atrás, Mulato disse:

E 10 anos depois Murilo Benício interpretou um personagem parecido em Pé na Jaca, também de Carlos Lombardi.

hmm eh verdade... o personagem eh atrapalhado e bobo da mesma forma.. rsrsrs

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.