Jump to content



pesquisa A respeito da greve dos caminhoneiros, responda:


PedroHenrique!

Você está sendo a favor ou contra a greve dos caminhoneiros?  

82 members have voted

You do not have permission to vote in this poll, or see the poll results. Please sign in or register to vote in this poll.

Recommended Posts

Com certeza, a favor. Pode não ter muitos benefícios, mas uma greve mexe mesmo com nosso conforto. Pode faltar locomoção, alimentação e outros serviços, porém, somente isso faz o Governo se mexer, já que ir às ruas pouco tem adiantado.

 

Problema é que o Governo não terá muito o que fazer, pois não tem credibilidade e não tem como fugir das tributações. O problema será empurrado pro próximo presidente.

Link to comment
Share on other sites

É preciso tomar cuidado para, ao defender a greve, não defender sem querer as pautas bolsonaristas dos caminhoneiros. 

 

55 minutos atrás, Halle disse:

Com certeza, a favor. Pode não ter muitos benefícios, mas uma greve mexe mesmo com nosso conforto. Pode faltar locomoção, alimentação e outros serviços, porém, somente isso faz o Governo se mexer, já que ir às ruas pouco tem adiantado.

 

Mas o que seria se mexer? Reduzir tributos e quebrar as pernas dos estados? Reduzir o Diesel e quebrar de novo a Petrobras (queda nas ações já chegou a 15% só com a redução temporária)? Complicado. 

 

Vale, de todo modo, a constatação: uma greve da extrema-direita conseguiu parar muito mais o país do que 300 greves e protestos da velha esquerda ou do centrismo. 

Link to comment
Share on other sites

3 minutos atrás, Ricardo Viz disse:

 

Mas o que seria se mexer? Reduzir tributos e quebrar as pernas dos estados? Reduzir o Diesel e quebrar de novo a Petrobras (queda nas ações já chegou a 15% só com a redução temporária)? Complicado. 

 

Vale, de todo modo, a constatação: uma greve da extrema-direita conseguiu parar muito mais o país do que 300 greves e protestos da velha esquerda ou do centrismo. 

Mexer no sentido de começarem a raciocinar que a população está a um passo do estopim. Momento de sentar e planejar os próximos meses da economia. O Temer vai conseguir? Não. Mas os pré-candidatos estão obrigados a apresentarem propostas para uma reforma tributária.

 

Eu sei que se reduzirem o combustível pelo tempo e preço que o movimento está pedindo, teremos mais problemas econômicos. Parece que é mais um preço a se pagar. Mas no momento que chegamos com essa paralização, a população já aderiu e não vai voltar atrás (até porque não vai querer saber de índices econômicos, mas de ação imediata).

Link to comment
Share on other sites

7 minutos atrás, Halle disse:

Mexer no sentido de começarem a raciocinar que a população está a um passo do estopim. Momento de sentar e planejar os próximos meses da economia. O Temer vai conseguir? Não. Mas os pré-candidatos estão obrigados a apresentarem propostas para uma reforma tributária.

 

Eu sei que se reduzirem o combustível pelo tempo e preço que o movimento está pedindo, teremos mais problemas econômicos. Parece que é mais um preço a se pagar. Mas no momento que chegamos com essa paralização, a população já aderiu e não vai voltar atrás (até porque não vai querer saber de índices econômicos, mas de ação imediata).

 

Eu adoraria que, além de uma reforma tributária, se iniciasse um debate sobre uma abertura efetiva do setor.

 

Mas até o momento nós estamos longe desses dois pontos, infelizmente. O que os caminhoneiros bolsominions querem é a redução/congelamento dos preços por uma canetada do governo.

 

Enfim, e não sei até que ponto a população vai apoiar essa greve caso ela se estenda muito e comece a prejudicar demais a vida das pessoas. A sociedade brasileira nunca foi muito fã de instabilidade.

Link to comment
Share on other sites

Como já disse em outro tópico, está longe de ser legítima, já que há coação e a maior parte não aderiu espontaneamente.

 

E, mesmo que a adesão fosse 100% voluntária, também fere a legislação de greve:

 

Art. 10 São considerados serviços ou atividades essenciais:

III - distribuição e comercialização de medicamentos e alimentos;

Art. 11. Nos serviços ou atividades essenciais, os sindicatos, os empregadores e os trabalhadores ficam obrigados, de comum acordo, a garantir, durante a greve, a prestação dos serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade.

Parágrafo único. São necessidades inadiáveis, da comunidade aquelas que, não atendidas, coloquem em perigo iminente a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população.

Link to comment
Share on other sites

Vejo a greve como totalmente legitima, principalmente com o preço absurdo que chegou a gasolina, e a prova como é legítima é que grande parte da população aderiu. E, sinceramente, tô vendo a maior parte dos caminhoneiros em greve sim, uma pequena parte é que não está.

 

O que acho que está denegrindo a imagem da greve é alguns caminhoneiros não estarem deixando carros, ambulância e etc. Mas essa parte é muito pequena. 

Link to comment
Share on other sites

Tá até engraçado ver petistas, sindicatos e bolsominions unidos defendendo uma greve arquitetada por empresários com pautas de extrema-direita pra ganhar benefícios e subsídios que o trabalhador vai ter que pagar por anos num bolo de dívida que já estava estourando há tempos.

 

Mas numa coisa concordo com nossos amiguinhos petistas: foi um erro tirar a Dilma. Não por ela ser competente, honesta, ou qualquer coisa assim, porque nunca foi. Mas se ela tivesse ficado o país já estaria falido à essa hora. Já teríamos cruzado a barreira dos 20 milhões de desempregados, a inflação estaria a galope pra casa dos 3 dígitos, dólar na casa dos 5 reais ou até mais, estaríamos com racionamento de energia, desabastecimento total de combustível (não por greve, mas pela Petrobras estar falida mesmo), desabastecimento geral de mercadorias, mais alguns milhões passando fome, uma epidemia de violência ainda mais acentuada. Mas talvez aí o brasileiro aprendesse algo.

 

Mas nãaaao, bota o Meirelles lá pra frear a crise. Faz o povo achar que canetadas são suficientes pra resolver problemas e que dinheiro do estado sempre será infinito. Tá aí.

Link to comment
Share on other sites

Caminhoneiros deviam sentar o rabo e conversar com as empresas. Quer pagar X reais? Não, então não faço seu frente. E que ninguém faça... Mas é mais fácil entubar tudo no cu dos brasileiros, sendo que a maioria nem diesel consumo (o carro a diesel mais barato ultrapassa 100 mil reais).

 

Não deu certo? Vende o caminhão, abre um barzinho e vende pinga e arrebite pra companheiros. O mal do povo é achar que o governo tem que resolver tudo.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

  • Recently Browsing   0 members

    • No registered users viewing this page.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.