Jump to content


Search the Community

Showing results for tags 'tecnologia'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • TV
    • TV News
    • Retro TV
    • International TV
    • On Air
  • Entertainment
    • Séries e Streaming
    • Movies
    • Music
    • Esportes
  • Geral
    • General Area
    • Coronavirus
    • Tecnologia
    • Politics
  • Parceiros do Eplay
    • Não deixe de visitá-los!
  • Feedback
    • Compra de pontos
    • Site Questions
    • Archive
  • Funhouse EPlay's Geral
  • VegClub's Geral
  • EPlay+'s Geral

Categories

  • Anúncios
  • Novelas
    • Review
  • Política
    • Review
  • Music
    • Review
  • Esportes
    • Review
  • Cinema
    • Review
  • Reality Shows
  • Varieties

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Website URL


Twitter


Instagram


Spotify


Snapchat


Last.fm


TVShow Time


Banco de Séries


Filmow


Skype


Localização


Interesses

Found 14 results

  1. A Google oficializou no início desse ano o Android O, que deve ser disponibilizado oficialmente para os dispositivos no final do segundo semestre. Para que todos já possam se preparar e decidir se devem ou não investir em um modelo mais antigo, resolvemos separar uma lista com os aparelhos de cada fabricante que possivelmente receberão a nova geração do robozinho verde. Assim como fizemos para o Android Nougat, é preciso destacar que esta é uma lista prévia que será atualizada conforme novas informações forem sendo disponibilizadas pelas companhias, buscando assim manter nossos leitores sempre por dentro do que há de mais recente sobre seus dispositivos. Nexus/Pixel Apenas os últimos modelos da linha Nexus serão atualizados para o Android O, e de acordo com alguns relatos eles receberão uma versão diferente da plataforma com alguns recursos faltando. Dentre os Pixel, todos lançados até aqui terão o upgrade. Nexus 5X Nexus 6P Pixel Pixel XL Samsung Como ainda não tivemos nenhum comunicado por parte da Samsung sobre a chegada do Android O, só é possível tomarmos como base o que vem sendo feito pela companhia até aqui no Android Nougat. Galaxy S7 Galaxy S7 Edge Galaxy S7 Active Galaxy S8 Galaxy S8 Plus Galaxy Note 7 FE Galaxy A3 2017 Galaxy A5 2017 Galaxy A7 2017 Galaxy J5 2017 Galaxy J7 2017 Galaxy J5 Prime Galaxy J7 Prime Galaxy C7 Pro Galaxy C9 Pro LG Até o momento apenas o G6 está confirmado oficialmente para receber o Android O, porém levando em conta o que vem sendo feito pela LG é possível que um ou outro flagship de geração passada também receba. G6 V20 Motorola/Lenovo A Motorola ficou conhecida nos últimos anos pela agilidade em entregar atualizações do Android aos seus dispositivos, sendo este um dos grandes diferenciais da fabricante frente a rivais. Entretanto, desde que a Lenovo tomou o controle da empresa, temos visto uma demora maior que o normal, além do abandono de alguns modelos que certamente poderiam ser agraciados. Moto Z Moto Z Force Moto Z2 Play Moto Z2 Force Moto Z Play Moto G5 Moto G5 Plus Moto E4 Moto E4 Plus Moto C Moto C Plus Moto G5S Moto G5S Plus Quanto à Lenovo em si, a chinesa é uma das mais criticadas no mercado brasileiro ao lado da LG no que diz respeito a atualizações, não sendo liberado até o momento sequer o Android Nougat para todos os modelos lançados por aqui em 2016. Sony A Sony era muito criticada no passado por sua política de atualizações, porém vem passando por uma grande reformulação neste sentido desde o final de 2015. Devido a isso, é provável que tenhamos um bom número de modelos da empresa recebendo o Android O. Xperia L1 Xperia X Xperia X Compact Xperia XZ Xperia X Performance Xperia XZs Xperia XZ Premium Xperia XA1 Xperia XA1 Ultra Asus A Asus garante apenas uma grande atualização do Android para seus dispositivos, o que significa que nenhum dos modelos atuais da empresa seria elegível ao Android O. Ainda assim, há a possibilidade do Zenfone 3 Zoom receber o update, já que ele foi projetado inicialmente para chegar ao mercado com o Android 7 Nougat. Zenfone 3 Zoom Zenfone AR Zenfone 4 Max Nokia HMD Global Oy já confirmou que todos os modelos lançados até aqui serão atualizados para o Android O, assim como os que chegarem no segundo semestre. Nokia 3 Nokia 5 Nokia 6 OnePlus Por fim, temos a OnePlus que também já confirmou a atualização para os modelos 3 e 3T, agraciando assim seus dois flagships de 2016. Obviamente, o OnePlus 5 também não ficará de fora, mas a lista deve parar por aí. OnePlus 3 OnePlus 3T OnePlus 5 https://www.tudocelular.com/android/noticias/n94571/android-o-lista-update.html
  2. Por muitos anos, as companhias chinesas eram associadas a aparelhos eletrônicos de baixa qualidade, especialmente no âmbito dos dispositivos móveis. Aqui no Brasil mesmo a expressão “xing ling” era utilizada de forma pejorativa para se referir a gadgets fracos e genéricos que vinham do outro lado do mundo. Agora, porém, o panorama é completamente diferente e os números começam a provar isso. Na Europa, por exemplo, um dos maiores mercados consumidores de mobile do mundo, a chinesa Huawei acaba de ultrapassar a Apple e se tornar a segunda maior vendedora de smartphones da região. Enquanto o duelo pelo segundo lugar esquenta, com a Huawei dominando 12% do mercado contra 11% da Maçã, a Samsung segue firme e tranquila na liderança, tendo fabricado nada menos do que 32% dos aparelhos vendidos durante o segundo trimestre de 2017. Todos esses dados estão presentes no relatório da Canalys. Xiaomi chegou com tudo Atuante na Europa há apenas um ano, a Xiaomi já ocupa a quarta posição da lista, tendo dominado 7% do mercado durante o segundo trimestre deste ano. A grande responsável pelo alcance da “Apple chinesa” é a sua faixa mais básica de smartphones, composta pela família Redmi. Apenas o modelo 4A vendeu 300 mil unidades no período. Fechando a lista das cinco principais companhias mobile do continente está a também chinesa Lenovo, com 5% do mercado. Fonte:https://www.tecmundo.com.br/mercado/120876-huawei-ultrapassa-apple-na-europa.htm
  3. Eu não lembro o nome. Mas já tive um flip da Samsung, dois daqueles convencionais da Motorola e Nokia, um Samsung Corby, Razr HD, Xperia Z2, Xiaomi Redmi 2 e agora o S6 Edge. Obs: se você teve um WP, nao conta.
  4. Por essa ninguém esperava. Em toda discussão entre fãs de Android e iOS, um dos principais argumentos do segundo grupo é que os dispositivos equipados com o robozinho do Google apresentam muitos problemas, enquanto os aparelhos da Maçã são muito estáveis e otimizados. Pois um estudo recente do Blancco Technology Group, que avaliou resultados de milhões de aparelhos no mundo durante o segundo trimestre deste ano, mostra o contrário. Já se foi o tempo que iPhone e iPad eram sinônimos de estabilidade e funcionamento perfeito. De acordo com os dados coletados pelo Blancco Technology Group, 58% dos dispositivos iOS apresentaram algum tipo de falha, sendo 65% foram algum fechamento inesperado de aplicativo. WiFi (11%) e headset (4%) foram outros dos recursos que mais comumente apresentaram algum tipo de problema. E se prepare para a surpresa: ao analisar os dispositivos Android, apenas 35% apresentaram alguma falha no período analisado. Uma boa diminuição em relação ao estudo anterior, do primeiro trimestre, quando 44% dos aparelhos do robozinho tiveram algum tipo de problema. Já os iPhone e iPad aumentaram de 25% nos primeiros três meses. No total, 50% dos dispositivos iOS tiveram algum tipo de problema com aplicativos, enquanto no Android apenas 23% sofreram fechamento inesperado. Os apps mais problemáticos O estudo detectou que o aplicativo que mais deu problemas no iOS foi o Snapchat, responsável por nada menos do que 17% de todos os fechamentos inesperados nos aparelhos do sistema. Instagram (14%), Facebook (9%), Facebook Messenger (5%) e Google (3%) fecham o top 5 nos aparelhos da Maçã. Já no Android, apps do próprio Google são os mais problemáticos, sendo o Play Services líder da lista, com 12% dos crashes. Google Contacts Sync (5%), Adsress Book (5%), Photos (5%) e Home Launcher da TouchWiz (5%) fecham os cinco que mais fecharam inesperadamente. http://www.tudocelular.com/android/noticias/n77299/ios-android-falhas.html
  5. Por esse vídeo a gente percebe claramente a superioridade da Samsung em tudo: resistência, fluidez, potência, câmera, tela, recursos. É uma surra.
  6. Fãs da Apple justificam que muitos compram o atrasado iPhone -- com tela e bordas de tecnologia de 2012, por exemplo, -- e pagam o mesmo no que poderiam pagar um concorrente com de fato diversas inovações, por simples uma experiência pessoal, e que por isso não devemos ficar comparando e humilhando com argumento o AiFome. Mas espera ai: então não devemos criticar nenhum produto de qualquer gênero que for, desde que venda, ótimo, porque tem gente que gosta. Logo, fechem o fórum tecnologia.
  7. EXPERIÊNCIA DE USO. Quando comprei o Z2, todo outro aparelho que não era top de linha, ou todo Samsung até o s5, era uma porcaria de mexer. Sim. Uma porcaria. Você não tinha vontade de continuar mexendo. Mas uma coisa é intrínseca aos tops: você quer continuar a mexer neles, mesmo que para ficar rodando a gaveta de apps. É muito bom o S6 Edge, é muito bom o 6S -- que acabei de experimentar de um amigo. Há uma experiência única e muito boa com o IPhone, ainda que prefira outros aparelhos como o meu atual. Não são os milhões de recursos que façam um produto ser sucesso. É a experiência. Ainda não sei porque a Samsung não faz tops apenas com telas Edge. É fantástica. Eu não trocaria mais por um aparelho comum. E isso vale ao iPhone em si. É difícil você largar um aparelho tão bom, com boa construção e etc. Experiência de uso.
  8. por enquato: lindo aparelho, tw ta bem organizada... e eu me acostumando com o sensor enjoado.
  9. A bateria do seu celular não dura? Sabemos que ela deixa a desejar e raramente sobrevive ao fim do dia, mas você pode ter alguma parcerla de culpa nisso. A Cadex Eletronics, empresa especializada em baterias, realizou um estudo que mostra que as baterias, assim como as pessoas, podem sofrer de stress, o que prejudica sua expectativa de vida. Confira quatro atitudes no dia-a-dia que ajudam a prejudicar o rendimento da bateria: 1. Manter o celular conectado ao carregador mesmo com a bateria totalmente carregada Segundo a pesquisa, deixar o smartphone ligado quando a carga da bateria está completa, como muita gente costuma fazer durante a noite, é ruim para a bateria a longo prazo. Uma vez que o celular atingiu a taxa de 100% de carga, a bateria fica em um estado de alta tensão para se manter em 100%, o que gera na bateria um alto stress. "Quando a bateria estiver totalmente carregada, retire-a do carregador. Isto funciona como relaxar os músculos depois de realizar um exercício cansativo", explicam os pesquisadores. 2. Carregar a bateria em 100% Segundo a Cadex, o ideal é não carregar o celular até ele atingir os 100%. "As baterias de íon de lítio não precisam ser totalmente carregadas, e nem é desejável que se faça isso, porque gera uma alta tensão na bateria", diz o estudo. Pode parecer sem sentido para quem tenta manter o aparelhp carregado durante o dia, mas os pesquisadores afirmam que a longo prazo isso pode fazer uma grande diferença. 3. Não carregar o celular o tempo todo Muita gente acredita que carregar o telefone algumas vezes durante o dia pode acabar com a bateria, mas é justamente o contrário. A pesquisa mostra que o ideal seria carregar o celular sempre que ele perde 10% da carga. Isso não só mantém o desempenho da bateria perfeito por mais tempo como a mantém "saudável". As cargas periódicas funcionam melhor do que uma longa carga e ainda permitem utilizar recursos que consomem mais energia do aparelho, como os baseados em localização, que usam o GPS. 4. Esquentar demais o smartphone (patrocinado por ) Preste atenção: as baterias de celulares atuais são bastante sensíveis ao calor. Se você perceber que o dispositivo está esquentando durante a carga, retire-o da capa de proteção. Se o ambiente estiver iluminado pelo sol em excesso, cubra o aparelho. Isso pode garantir a saúde de sua bateria. Olhar Digital ___________ Eu sempre carrego até 100% e deixo o celular ligado no carregador por mais tempo
  10. O comparador de produtos Zoom liberou a listagem de smartphones que mais foram procurados pelo público brasileiro na plataforma de busca durante a segunda metade de junho de 2016. O ranking da ferramenta ajuda a mostrar as atuais tendências do comércio eletrônico nacional, quais empresas estão em alta e os aparelhos que permanecem em tendência — alguns já com um bom tempo de mercado. E desta vez, o modelo que mais se destacou entre os consumidores brasileiros foi o Samsung Galaxy J5 — aparelho que tem variação de preço observada em 71%. O segundo do ranking é o Moto G4 Plus e a terceira posição fica com Lenovo Vibe K5. Confira a lista completa dos 10 aparelhos mais procurados: 10. Motorola Moto G 3ª Geração DTV 16 GB 09. ASUS Zenfone 2 ZE551ML 32 GB 08. ASUS Zenfone Selfie ZD551KL 32 GB 07. Motorola Moto G4 16 GB 06. LG K10 16 GB 05. Motorola Moto G 3ª Geração Colors 16 GB 04. Samsung Galaxy J7 16 GB 03. Lenovo Vibe K5 16 GB 02. Motorola Moto G4 Plus 32 GB 01. Samsung Galaxy J5 16 GB http://www.tecmundo.com.br/celular/107223-10-smartphones-mais-buscados-brasileiros-junho-2016.htm A Lenovo (off Motorola) chegou chegando com a linha Vibe, hein. Considerando também os Motos ela ocupa metade da lista.
  11. Socorr. O celular tá bebendo a bateria muuuuuito rápido. E 20% do consumo está com o Wi-Fi. Isso começou a acontecer do dia pra noite. O Wifi é conectado o tempo todo, tentei desativar quando inativo e mesmo assim o consumo segue absurdamente alto, gente. Não deixem o Lecter saber desse tópico, sem dúvida que é praga da Sony.
  12. Se você está pensando em comprar um novo celular e cogita investir em um iPhone, que tal esperar mais alguns meses? Com a previsão de lançamento do iPhone 7 em setembro, os modelos anteriores podem ficar de 13% a 21% mais baratos até o final do ano, segundo levantamento feito pelo UOL Tecnologia. Isso é claro se a Apple mantiver a tradição dos últimos dois anos. Em 2015, com o lançamento do iPhone 6S Plus, o iPhone 6 Plus ficou 13% mais barato e seu preço caiu de R$ 4.399 a R$ 3.799. Redução similar a que ocorreu nos Estados Unidos, onde o produto lançado por US$ 749 (cerca de R$ 2.476) passou a ser vendido por US$ 649 (R$ 2.145). Após anunciar os iPhones 6 e 6 Plus, em 2014, a Apple também diminuiu os valores do modelo 5s, que custava a partir de R$ 2.799 e passou a ser vendido por R$ 2.199 --o que representa um desconto de 21%. Essa versão deixou de ser fabricada desde o lançamento do iPhone SE, em março de 2016. A única exceção foi com o iPhone 6, que começou a ser vendido no Brasil a partir de R$ 3.199, e manteve o preço mesmo após o lançamento do iPhone 6S. Diferentemente do que aconteceu nos Estados Unidos, onde o preço do produto sofreu um desconto de 15% --passando de US$ 649 para US$ 549. Contudo, se a Apple mantiver a tradição, será possível pagar até R$ 500 mais barato nos iPhones 6S e 6S Plus, que, atualmente são vendidos a partir de R$ 3.999 e R$ 4.299, respectivamente. Uma redução que até pode vir a afetar o "inabalável" iPhone 6, mas que possivelmente não deve atingir o recém-lançado iPhone SE, que custa de R$ 2.699 (16GB) a R$ 2.999. Vale lembrar que as reduções nos preços de modelos anteriores não é uma exclusividade da Apple. A medida também é comum em outras marcas. A Samsung, por exemplo, chegou a reduzir o preço do Galaxy S6 de R$ 3.299 para R$ 2.699 com o lançamento do S7, em fevereiro de 2016. O que esperar do preço do novo iPhone 7? Tudo que se sabe sobre o iPhone 7, que deve ser lançado pela Apple em setembro deste ano, são rumores: ele pode vir com três câmaras, ser a prova d'água, perder a entrada de fone de ouvido e até a versão de 16 GB. Nenhuma informação foi oficializada e confirmada pela empresa, muito menos o possível preço. Mas, com base no histórico de vendas e nas datas de lançamento dos modelos anteriores, segundo o Cuponomia --site que reúne cupons de desconto dos principais players de comércio eletrônico do país-- a nova versão deve chegar às lojas pelo valor entre R$ 4.900 a R$ 5.400, considerando os modelos de até 64GB. http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2016/07/13/e-hora-de-esperar-para-comprar-um-iphone.htm R$5,400 iPhone não para de aumentar
  13. Traz toda sua gama, os tops não são capados, não demora chegar com aparelhos e sempre desenvolve modelos que atende todas as classes aqui. Merece sim liderar as vendas.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.