Jump to content


Search the Community

Showing results for tags 'cinema'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Entretenimento
    • Brazilian TV News
    • Retro
    • International TV
    • Entertainment
    • On Air
    • A Fazenda 15
  • Geral
    • General Area
    • Music
    • Politics
    • Happy Hour
    • GIFs
  • Parceiros do Eplay
    • Não deixe de visitá-los!

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Website URL


Twitter


Instagram


Spotify


Snapchat


Last.fm


TVShow Time


Banco de Séries


Filmow


Skype


Localização


Interesses

  1. Roteirizado por Frank “Diaraki”, o filme sobre a Grávida de Taubaté está em pré-produção e recebeu o título de 'Grávida de 4'. O caso sobre a Grávida de Taubaté, que mentiu ao dizer que estava esperando quadrigêmeas, vai virar filme e deve estrear nos cinemas em 2024. Roteirizado por Frank “Diaraki”, o longa já está em pré-produção e será um thriller de comédia, com toques de terror e surrealismo. “O Parasita brasileiro!!! [em referência ao filme de 2019, dirigido por Bong Joon Ho]. O puro suco do Brasil, sem precisar apelar para os estereótipos e os clichês das comédias nacionais, que ninguém aguenta mais. Queria fazer algo que fosse realmente engraçado, mas que tivesse diferentes camadas de interpretação”, contou o cineasta. O roteirista explicou que o filme será baseado em suas teorias. “Não dá pra dizer que é baseado em fatos reais, porque é fruto de uma grande mentira, mas posso definir como a minha visão criativa da história, aliada às minhas teorias. Esse será o meu primeiro longa que vai sair do papel e eu sabia que tinha que fazer um ‘filme evento'”, declarou. Diaraki aproveitou para detalhar o longa. “É um filme simples e complexo ao mesmo tempo, porque é cheio de elementos e também levanta algumas questões interessantes, dentre elas a espetacularização do ridículo. Mas adianto que não há juízo de valor”, explicou. Grávida de 4 ainda não tem uma produtora definida, mas já recebeu algumas propostas. A dupla de atores que vai interpretar o casal que forjou a gravidez, que se chamarão Vera e Kléber (em virtude do resguardo jurídico), ainda não ficou definido, mas Maeve Jinkings e Emilio Orciollo Netto são alguns dos nomes cotados para ingressar na produção. As gravações devem se iniciar no segundo trimestre de 2024. “Há certa expectativa entre os envolvidos de que o filme se tornará o sucessor natural de Minha Mãe é Uma Peça nos cinemas. Salienta-se, entretanto, que apesar do paralelo traçado e por conta de certa carga dramática que o filme terá, há prioridade na escalação de atores em detrimento de comediantes, com exceção de algumas participações especiais pontuais já confirmadas”, diz a assessoria do roteirista. https://www.metropoles.com/entretenimento/inspirado-em-parasita-filme-vai-contar-historia-da-gravida-de-taubate
  2. Um filme baseado no grande sucesso de Beyoncé , Renaissance World Tour, está em negociações avançadas para ser distribuído diretamente nos cinemas AMC , disseram fontes com conhecimento do projeto à Variety . A megaagência CAA manteve negociações preliminares com grandes estúdios e streamers há duas semanas, acrescentou outra fonte, instando os jogadores a estarem prontos para concorrer a um projeto que o ícone vem desenvolvendo há anos – um que incluiria elementos de sua maior bilheteria em 2023. shows ao vivo, partes do álbum visual de longa gestação “Renaissance” e um relato em estilo documentário sobre como fazer o disco e construir a turnê (aparições especiais de Blue Ivy Carter certamente virão). O projeto está previsto para ser lançado em 1º de dezembro, acrescentaram fontes. Ao final, espera-se que a Renaissance World Tour arrecade cerca de US$ 560 milhões em vendas de ingressos, segundo relatórios. O acordo com Beyoncé segue os passos de um acordo negociado por Taylor Swift : um filme-concerto simples baseado em sua amplamente concorrida Eras Tour. Os termos são incrivelmente favoráveis para Swift, dizem os relatórios, que autofinanciou o projeto e receberá mais da metade das receitas da caixa. Beyoncé receberá o mesmo acordo e embolsará mais de 50% do faturamento mundial, acrescentou uma fonte. A indústria está acompanhando o experimento AMC da Swift para abrir mais de US$ 100 milhões em outubro. https://variety.com/2023/film/news/beyonce-renaissance-concert-film-amc-theatres-1235741062/
  3. Assim como as reações haviam apontado, Jogos Mortais X teve uma recepção muito positiva da crítica internacional, aparecendo com a surpreendente aprovação de 86% no Rotten Tomatoes após 21 avaliações. Trata-se do melhor desempenho da franquia na plataforma, superando todos os outros filmes em um mínimo de 36%. A nota média, enquanto isso, aparece em 6,5/10. Jogos Mortais X surpreende com grande aprovação no Rotten Tomatoes OVICIO.COM.BR Jogos Mortais X teve uma recepção muito positiva da crítica internacional, aparecendo com a surpreendente aprovação de 86%
  4. Após 148 dias, a liderança da WGA (Sindicato dos Roteiristas de Hollywood) autorizou oficialmente o fim da greve dos roteiristas, permitindo que seus membros voltem ao trabalho a partir de amanhã, dia 27 de setembro. O principal motivo por trás da greve foi o desejo por melhores salários e pagamentos residuais nos projetos de streaming. Outra preocupação foi relacionada à Inteligência Artificial. Havia uma grande resistência à ideia de que estúdios usassem roteiros gerados por I.A. como guia para produções de cinema e TV. https://ovicio.com.br/greve-dos-roteiristas-de-hollywood-chega-ao-fim/
  5. De acordo com a Variety, o Globo de Ouro anunciou duas novas categorias. A de Conquista Cinematográfica e de Bilheteria e a de Melhor Performance de Stand-Up na Televisão. A categoria de Conquista Cinematográfica e de Bilheteria é basicamente dedicada a blockbusters. Para serem indicados, os filmes precisam arrecadar mais de US$ 150 milhões ao redor do mundo e, pelo menos, US$ 100 milhões somente nas bilheterias norte-americanas. https://ovicio.com.br/globo-de-ouro-anuncia-categoria-dedicada-a-blockbusters/
  6. A produtora cristã Angel Studios está oferecendo ingressos gratuitos para o filme "Som da Liberdade", que estreou nos cinemas brasileiros na última quinta-feira (21). O longa liderou as bilheterias no Brasil neste fim de semana, segundo a Comscore Movies, empresa que monitora o desempenho de filmes. Cena do filme 'Sound of Freedom', dirigido por Alejandro Monteverde - Divulgação Em seu site, a Angel Studios diz que quem não consegue pagar pelos ingressos pode obtê-los de forma gratuita "graças à generosidade de outras pessoas". A ideia é que quem tem dinheiro compre ingressos de forma antecipada para disponibilizá-los às pessoas que dispõem de poucos recursos financeiros. Os valores variam de R$ 22, faixa na qual é possível doar apenas um ingresso, até R$ 770, na qual 35 ingressos podem ser ofertados de graça. "A Angel Studios, produtora internacional do filme, está promovendo por aqui a mesma estratégia de engajamento que fez no exterior", diz em nota a Paris Filmes, distribuidora do longa no Brasil. "As pessoas que apoiam a mensagem do filme podem comprar ingressos para outras que não podem comprar, dando a possibilidade dessas outras pessoas assistirem." A Ancine, a Agência Nacional do Cinema, porém, não sabe informar se os ingressos comprados a mais entram nos números de bilheteria do filme. "Não estamos a par dos detalhes da estratégia do distribuidor", disse o órgão em nota. A estratégia da produtora lembra aquela adotada durante a exibição do filme "Nada a Perder", cinebiografia do bispo Edir Macedo. Em 2018, a bilheteria foi inflada por ingressos oferecidos de graça a fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, da qual o pastor é líder. A diferença é que, na ocasião, a instituição comprava os ingressos antecipadamente e distribuía para as pessoas. Agora, interessados em ver "Som da Liberdade" devem fazer um cadastro no site da Angel Studios e manualmente resgatar o ingresso a partir da disponibilidade de outros financiadores. Dirigido por Alejandro Gómez Monteverde, "Som da Liberdade" narra a atuação de Tim Ballard, ex-agente especial do governo dos Estados Unidos. O filme independente se tornou um sucesso inesperado ao arrecadar US$ 178 milhões desde seu lançamento nos Estados Unidos. Apesar do sucesso em bilheteria, o longa sofreu represália pela proximidade com teorias conspiratórias do grupo extremista QAnon. O diretor afirma que as alegações são infundadas, pois a produção do filme teria sido iniciada em 2015, antes do surgimento do QAnon, no ano de 2017. "A origem [do filme] foi evitada, proposital ou acidentalmente, na mídia", afirma o Aleandro em entrevista à Variety. "A origem responderá a muitos desses equívocos no filme". No filme Ballard, é interpretado por Jim Caviezel, ator de "A Paixão de Cristo". No passado, ambos promoveram teorias conspiratórias ligadas ao QAnon. Ballard se tornou também bastante próximo do ex-presidente Donald Trump, que chegou a apresentar uma sessão do filme, onde estiveram presentes outras figuras da extrema-direita. Entre as ideias divulgadas pelo grupo QAnon está a de que existe uma conspiração internacional de ativistas pedófilos e canibais ligados à esquerda política, responsável por uma rede de tráfico infantil para exploração sexual. Ambos Ballard e Caviezel negam relação com o grupo. 'Som da Liberdade' tem ingressos de graça no Brasil - 25/09/2023 - Ilustrada - Folha WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR Produtora cristã faz campanha para disponibilizar entradas a quem não pode pagar, bancadas por outros espectadores
  7. Recentemente, tivemos a informação de que os direitos da franquia Halloween tinham voltado ao mercado, gerando uma disputa entre vários estúdios de Hollywood. Agora, sabemos qual estúdio pode ser o favorito para adquirir a franquia. De acordo com a One Take News, a Paramount Pictures é o estúdio que pode ser a nova casa de Halloween. O estúdio estaria tão interessado em adquirir os direitos que está cobrindo as ofertas de todas as suas principais concorrentes. A Paramount, vale lembrar, também é a casa da franquia Pânico atualmente. Naturalmente, nenhum acordo foi fechado até o momento. https://ovicio.com.br/halloween-franquia-pode-ser-adquirida-pela-paramount/
  8. Após 5 meses de greve, a WGA chegou a um acordo em Hollywood e em uma mensagem a seus membros, a organização diz que o acordo foi excepcional. Embora os detalhes ainda não estejam disponíveis: "O que resta fazer agora é ter certeza de que tudo que concordamos esteja no contrato final. E embora estejamos ansiosos para compartilhar os detalhes do que foi obtido para vocês, não podemos fazer até que o último ponto seja colocado no i. Fazer isso complicaria nossa habilidade de acabar o trabalho. Então, vocês precisam ser ainda mais pacientes, uma última vez" A liderança também aponta que a greve ainda não acabou, já que estão esperando o contrato ser aprovado pelos seus membros. WGA diz que acordo para fim da greve foi excepcional OVICIO.COM.BR Após 5 meses de greve, a WGA chegou a um acordo em Hollywood e em uma mensagem a seus membros, ela dá mais detalhes
  9. Recebi hoje um release (um texto enviado por assessoria de imprensa) informando que o Brasil Paralelo, a produtora responsável pelo absurdo “documentário” 1964: O Brasil Entre Armas e Livros (entre diversos outros projetos que nada mais são do que tentativas de revisionismo histórico ou pura fake news), fechou uma “parceria” com a Angel Studios para o lançamento do longa Som da Liberdade no Brasil. Baseado nos relatos de Tim Ballard sobre seus próprios feitos - ênfase no “baseado”, já que os próprios produtores admitem ter alterado vários fatos -, o filme lida com o combate ao tráfico de crianças, o que, por si só, é um tema cuja importância ninguém questiona. O problema começa quando o projeto foge da realidade e, segundo especialistas, cria uma narrativa que pode alterar a percepção do espectador sobre o problema, causar mais danos às vítimas e - ainda pior - ajudar a encobrir os autores deste tipo de crime, que o longa retrata como sendo responsáveis por planos complexos para abduzir crianças, ignorando que na maior parte dos casos, os criminosos são indivíduos próximos das vítimas. Abraçado pelos conspiracionistas QAnon, coletivo de extrema-direita que defende teses que vão de “Trump venceu a eleição” a “os democratas fazem parte de grupos que sequestram crianças para roubar seu sangue”, passando por “John Kennedy Jr está vivo e retornará em breve”, o filme é estrelado por um dos mais conhecidos porta-vozes destas teorias, o ator Jim Caviezel, cujo fanatismo religioso já era notório antes que ele começasse a propagar também absurdos que beiram o criminoso. Enquanto isso, várias denúncias de assédio sexual foram divulgadas na última semana contra Tim Ballard, que acabou sendo oficialmente desligado da organização que ele próprio fundou; entre outras acusações, algumas mulheres afirmaram que ele usava suas “missões secretas” para tentar fazê-las transar com ele, chegando a indagar “até onde elas estariam dispostas a ir para salvar crianças” (inserir emoji de vômito). Mas o que quero realmente abordar neste post é algo que considero… estranho: a Angel Studios está oferecendo ingressos gratuitos para Som da Liberdade através do Ingresso.com, bastando que os interessados adquiram promocodes que devem ser inseridos no ato da compra. Este tipo de promoção não é incomum; várias empresas realizam promoções para seus clientes, adquirindo estes códigos (que dão desconto parcial ou total) no Ingresso.com e distribuindo-os em ações de marketing do tipo “compre dois (insira o produto) e ganhe um par de ingressos para (insira o filme)”. Muito mais raro é que os ingressos sejam oferecidos em troca de… nada. Repito: aparentemente, um número considerável de ingressos foi comprado e oferecido sem qualquer condição prévia, algo que não é nada comum. E querem ver como é fácil? Basta ir no site da Angel, clicar em “Can´t afford tickets?” (“Não tem dinheiro para o ingresso?”) e você será automaticamente levado para as sessões disponíveis em sua cidade, precisado apenas emitir o promocode e inseri-lo no sistema da Ingresso.com (que, faço questão de frisar, não está fazendo nada de errado; o procedimento é comum, as circunstâncias é que são estranhíssimas). Já o objetivo não poderia ser mais óbvio: garantir um público maior para um projeto que foi abraçado pela extrema-direita norte-americana - o que se torna ainda mais preocupante quando constatamos como o QAnon há muito tempo vem tentando ampliar seu alcance entre direitistas da América Latina. Outro detalhe curioso é que em seu site, a Angel afirma que os ingressos são oferecidos gratuitamente graças a doações de indivíduos que pagaram para que mais pessoas vissem o filme - uma história que poderia inspirar Saul Goodman, mas que, em teoria, é possível ser real. O elemento que não se encaixa aqui é o fato de o Brasil Paralelo afirmar ter fechado um acordo com a Angel para oferecer ingressos para novos assinantes da plataforma. Será que os tais “anjos” doadores sabem que seu dinheiro está sendo usado para aumentar o número de assinantes de uma empresa particular? Uma rápida pesquisa revela que a SM Distribuidora de Filmes LTDA (que comprou os cupons e os distribuiu) já tem ou teve alguma relação/parceria corporativa com a Paris Filmes, que é oficialmente a distribuidora de Som da Liberdade no Brasil (ver a página 3 do documento linkado) - e acho razoável supor que “paralelo” tenha a ver com o promocode do Brasil Paralelo, embora possa estar errado. E aí cabe novamente a pergunta: por que a tal SM Distribuidora está comprando ingressos para o filme e distribuindo livremente? A Paris Filmes também é parte desta estratégia? Mas por que comprar ingressos para o próprio lançamento? Lembrem-se disso quando os resultados de bilheteria do filme forem noticiados. Observação adicional: a quantidade de propaganda de Som da Liberdade aparecendo nas redes também é considerável. Observação 2: o leitor Dilson Neto confirmou, nos comentários abaixo, que a SM Distribuidora é a Paris Filmes. Aliás, recomendo que leiam o comentário dele na íntegra.
  10. Escritores e produtores estão perto de um acordo para encerrar a greve do Writers Guild of America depois de se encontrarem cara a cara na quarta-feira, disseram à CNBC pessoas próximas às negociações. Os dois lados se reuniram e esperam finalizar um acordo na quinta-feira, disseram as fontes. Embora otimistas , as pessoas observaram, no entanto, que se não for alcançado um acordo, a greve poderá durar até ao final do ano. Na noite de quarta-feira, a WGA e a Aliança de Produtores de Cinema e Televisão divulgaram uma declaração conjunta de que os dois grupos se reuniram para negociar e se reuniriam novamente na quinta-feira. Os membros do WGA estão em greve há mais de 100 dias – com atores aderindo ao piquete em julho – paralisando a produção de programas de TV e filmes de Hollywood . A produção de vários programas e filmes de alto nível foi interrompida, incluindo o da Netflix“Coisas Estranhas”, Disneye “Blade” da Marvel e “Evil” da Paramount. Este parece ser o mais próximo que os dois lados chegaram de uma resolução desde que mais de 11.000 roteiristas de filmes e TV entraram em greve a partir de 2 de maio. Eles argumentaram que sua compensação não corresponde à receita gerada durante a era do streaming. Além de remunerações mais altas, a WGA tem pressionado por novas regras que exigiriam que os estúdios contratassem programas de TV com um certo número de roteiristas por um determinado período. Os roteiristas também buscam compensação em todo o processo de pré-produção, produção e pós-produção. A partir de agora, muitas vezes espera-se que os escritores forneçam revisões ou apresentem novo material sem serem pagos. https://www.cnbc.com/2023/09/21/hollywood-studios-writers-near-agreement-to-end-strike-hope-to-finalize-deal-thursday-sources-say.html
  11. É de se esperar que uma cinebiografia sobre músicos lide, de alguma forma, com a emoção, especialmente quando ela tem um fim abrupto causado por uma tragédia. Levando isso em consideração, o maior acerto de Nosso Sonho, cinebiografia da dupla Claudinho e Buchecha, é encontrar o meio termo ideal entre a sobriedade e a hora de deixar os sentimentos fluírem. O filme conta a história de ambos os artistas desde a amizade na infância, passando pela ascensão meteórica da dupla na cena do funk carioca nos anos 1990 até a morte de Claudinho em um acidente de trânsito em 2002. Tudo é contado a partir do ponto de vista de Buchecha (Juan Paiva), com uma história que se divide entre relações familiares e a carreira musical, a partir do reencontro do jovem com Claudinho (Lucas Penteado). Conhecidos pelas letras leves e uma alegria contagiante no palco, a dupla vê a trajetória ascendente na música contrastar com diversos dramas familiares, como os problemas entre Buchecha e seu pai, Claudino (Nando Cunha), que o desprezava até o desabrochar de seu talento como cantor, ou as dificuldades impostas pela origem humilde de ambos. Com uma mistura curiosa de filtro de cor e escolha de trilha sonora, Nosso Sonho narra uma história dos anos 1990 com uma cara de anos 1970, em especial pela trilha sonora original, que emula as notas de “Preciso Me Encontrar” tantas vezes que nos fazem pensar quando o samba de Cartola vai dar as caras no filme. As canções, quase todas transformadas em hinos da década com o passar do tempo, são aproveitadas durante o filme, especialmente em momentos que o processo de composição é retratado na dramaturgia. Mas, talvez até como reflexo da curta discografia, fazem a parte musical dar lugar aos dramas familiares, especialmente quando o sucesso chega e transforma a vida da família. Nesse ponto, Nosso Sonho acerta ao tratar sem melodrama, mas com emoção, os fortes momentos vividos por Buchecha e sua família, antes de lidar com a grande tragédia que definiu a carreira de ambos. Horas antes de morrer em um acidente na estrada entre Lorena (SP), onde se apresentaram, e o Rio de Janeiro, Claudinho havia desistido do show, mas mudou de ideia e fez o trajeto de ida e volta com o próprio carro, em vez da van do grupo. Partindo da percepção de Buchecha sobre o acidente — o músico, inclusive, colaborou com o argumento de Fernando Velasco, Daniel Dias e Eduardo Albergaria — a tragédia ganha contornos místicos, nos quais Claudinho se transforma em um “anjo da guarda” que mudou a vida de Buchecha. Embora isso não diminua a importância do personagem, em especial pela energia de Lucas Penteado no papel, ficamos sabendo pouco de fato sobre ele, sua família e aspirações para além de ser uma influência positiva no amigo. Independentemente das escolhas criativas sobre a história apresentada, Nosso Sonho vai além de uma simples adaptação de uma história de sucesso musical e não se furta em trazer um retrato da vida, com todas as suas alegrias e tristezas. Nosso Sonho: Leia a crítica do filme de Claudinho e Buchecha WWW.CHIPPU.COM.BR Filme conta a história da dupla das origens humildes à tragédia que vitimou Claudinho
  12. Bem, a vitória garantida claramente acabou. Lily Gladstone foi considerada a atriz coadjuvante favorita por sua maravilhosa atuação em “Killers of the Flower Moon”, mas isso não é mais. Gladstone foi indicada como atriz principal pela Apple. Uma jogada de surpresa total por parte do streamer. Não sei se ela vencerá, mas não é nada irracional acreditar que ela prefere ser vista como uma líder. Isto é o que eu acho que aconteceu. A Apple sabia que poderia ganhar o prêmio de Coadjuvante, mas eles viram o atual campo de concorrentes para Melhor Atriz e disseram a si mesmos: “ei, podemos vencer isso”. Com um bom motivo. Acho que Gladstone pode conseguir isso. A categoria de Melhor Atriz deste ano não é tão forte. A atual safra de concorrentes inclui Emma Stone (“Poor Things”), Carey Mulligan (“Maestro”), Margot Robbie (“Barbie”), Sandra Huller (“Anatomy of A Fall”), Annette Benning (“Nyad”) e Natalie Portman (“maio dezembro”). Admito que a atuação de Gladstone em ‘Killers’ é muito coadjuvante, mas o filme tem 206 minutos e ela tem muito tempo na tela. Ajuda que sua atuação triste como Lily Burkhart seja absolutamente sublime. Na verdade, Lily é o centro emocional da história. Faz sentido. Se você se lembra, a Universal tentou a mesma tática no ano passado com a performance de Michelle Williams em ‘Fabelmans’. Ela foi fácil de ganhar como atriz coadjuvante, mas então o estúdio decidiu inscrevê-la como protagonista. Ela foi indicada, mas nunca teve chance de vencer. Acredito que as probabilidades de Gladstone são muito maiores do que as de Williams. Então, agora que já resolvemos isso, qual é o problema com a atriz coadjuvante? Quem realmente será indicado? Essa categoria é atualmente uma cidade fantasma. Emily Blunt em “Oppenheimer”? Da'vine Joy Randolph em “The Holdovers”? Julianne Moore em “Maio Dezembro”? Não há muito por onde escolher. Talvez a atriz de “The Color Purple”, Danielle Brooks, que tem recebido muita atenção nos últimos meses, possa entrar lá em algum lugar. Oscars: Lily Gladstone Submitted as Lead Actress for ‘Killers of the Flower Moon’ — World of Reel WWW.WORLDOFREEL.COM Well, the guaranteed win is clearly gone. Lily Gladstone was said to be the Supporting Actress frontrunner for her wonderful turn in “Killers of the Flower Moon,” but that’s no more.
  13. Quentin Tarantino já tem um papel para Samuel L. Jackson em “The Movie Critic”, e agora podemos adicionar outro ator de “Pulp Fiction” ao elenco de seu filme “final”. De acordo com Jeff Sneider , ninguém menos que John Travolta está sendo procurado por Tarantino para um papel em “The Movie Critic”. Acredito que Sneider geralmente é, na maioria das vezes, certeiro com suas informações. Sneider afirma ainda que o filme todo já foi escalado, mas nada foi oficializado ainda por causa da greve. Então, teremos que esperar, esperançosamente, apenas mais alguns meses antes que o comunicado à imprensa seja divulgado. Isso significa que há rumores de que Jackson, Travolta e Bruce Willis estarão no filme. Se você se lembra, houve um relato de que Tarantino queria que Willis fizesse uma participação especial em seu filme, apesar da doença avançada do ator. Parece um último grito para Tarantino, um elenco que remonta ao filme que o transformou em um ícone da contracultura nos anos 90. Sneider está até insinuando que outro ator de “Pulp Fiction” fará parte de “The Movie Critic”, mas esse pode ser uma incógnita - Uma? Vin? Andar? Algumas semanas atrás, foi relatado que Paul Walter Hauser havia recebido uma oferta para o papel principal em “The Movie Critic”, pré-ataque. Hauser, um ator talentoso, seria uma boa opção para o papel do crítico de cinema Jim Sheldon do jornal pornô “The Popstar Pages”. Tarantino descreveu o personagem como “Travis Bickle se ele fosse um crítico de cinema”. Então, um indivíduo solitário e isolado, que por acaso faz resenhas de filmes para uma revista underground. John Travolta Potentially Cast in Tarantino’s ‘The Movie Critic’ — World of Reel WWW.WORLDOFREEL.COM Quentin Tarantino already has a role for Samuel L. Jackson in “The Movie Critic,” and now we can potentially add another “Pulp Fiction” actor to the cast of his “final” film.
  14. Walt Disney Studios e Pixar anunciaram que Elementos registrou um grande lançamento no Disney+, superando 26,4 milhões de visualizações após cinco dias no catálogo. Trata-se do melhor desempenho para um longa-metragem neste ano na plataforma, além de figurar na lista dos dez maiores de todos os tempos. Vale lembrar que, com orçamento estimado em US$ 200 milhões, Elementos surpreendeu ao arrecadar US$ 450 milhões ao redor do mundo. https://ovicio.com.br/elementos-registra-grande-lancamento-no-disney/
  15. Pela primeira vez, o filme certo venceu. “ American Fiction ” de Cord Jefferson , uma estreia confiante e notável feito de comédia, sátira e política racial, ganhou o cobiçado TIFF People's Choice Award. Apresentando uma atuação brilhante de Jeffrey Wright e adaptado do romance “Erasure” de Percival Everett, este foi um filme intelectualmente estimulante sobre como os brancos bem-intencionados querem que os negros sejam retratados na arte. “American Fiction” é repleto de ironia satírica, lembrando-me dos filmes anteriores de Alexander Payne. Mistura drama e comédia para iniciar uma conversa sociocultural que é muito necessária hoje. Esta é uma visão cuidadosa e muitas vezes muito engraçada da identidade. TIFF: ‘American Fiction’ Wins People’s Choice Award! — World of Reel WWW.WORLDOFREEL.COM For once, the right movie won. Cord Jefferson’s “American Fiction,” a confident debut and remarkable feat of comedy, satire and racial politics, won the coveted TIFF People’s Choice Award.
  16. O primeiro grande negócio do A24 fora do TIFF aconteceu esta noite. Eles compraram “Sing Sing”, de Greg Kwedar, estrelado por Colman Domingo, Clarence Maclin, Sean San José e Paul Raci. O plano é para um lançamento nos cinemas em 2024 – o estúdio independente adquiriu o filme por um contrato de sete dígitos. “Sing Sing” é sobre uma trupe de teatro encarcerada que apresenta uma peça como parte de um programa de reabilitação. Kwedar (“Jockey”) dirigiu “Sing Sing” e co-escreveu com Clint Bentley. https://www.worldofreel.com/blog/2023/9/15/9bav4492l9ti4c1x4pa452qr09yje2
  17. O que aconteceu com “Poolman” de Chris Pine? Eu havia relatado sobre a desastrosa exibição de estreia na terça-feira, antes mesmo de as críticas serem publicadas, mas as coisas só pioraram desde então. Confesso que não esperava que as críticas fossem tão ruins. Tudo bem, eu ouvi coisas tóxicas depois de sua estreia na terça-feira, mas o público do TIFF é bastante indulgente, eles são conhecidos por defender a mediocridade se for necessário. Não neste caso. Siddhant Adlakha, do IndieWire, chamou Poolman de “um dos piores filmes já exibidos em um grande festival, colocando a posição de Pine como o melhor Chris de Hollywood em sério risco”. Michael Rechtshaffen , do Hollywood Reporter , disse: “[O filme] se perde na bobagem estridente de um conceito, que, na melhor das hipóteses, parece o tipo de esboço incompleto de personagens do SNL que tendem a ficar enterrados no slot após o segunda apresentação musical.” A última vez que verifiquei, o filme estava com 11% no Rotten Tomatoes, 25 no Metacritic e tem uma classificação de 5,3/10 no IMDB. Aparentemente, a ideia deste filme começou como uma piada entre Pine e seu co-roteirista Ian, durante as filmagens de “Mulher Maravilha 1984”. Agora, o filme em si é uma piada corrente, mas provavelmente não é o que Pine pretendia. “Poolman”, estrelado por Pine, o faz interpretar um limpador de piscina em Los Angeles que descobre uma conspiração para roubo de água. O elenco que Pine reuniu aqui é realmente impressionante – Annette Benning, Jennifer Jason Leigh, Danny DeVito e Ray Wise. https://www.worldofreel.com/blog/2023/9/14/bbqj5163xirmx59rab1gscf1pbkkys
  18. “The Burial”, um drama de tribunal dirigido por Maggie Betts e escrito por Doug Wright, é o tipo de drama que costumava ser feito nos anos 90 e quero dizer isso como uma coisa boa e ruim. O mais recente de Betts é baseado na história real de um advogado e no processo de seu cliente contra a empresa funerária Loewen. O filme é adaptado de um artigo homônimo da New Yorker de 1999, escrito por Jonathan Harr. Os atores principais aqui são Jamie Foxx e Tommy Lee Jones. A química deles é o que quase salva o filme de sucumbir a todos os clichês possíveis do livro. O filme é movido por uma produção cinematográfica nostálgica, vive e morre nela. Direi que “The Burial” arrasou totalmente ao conquistar o público de 2.000 pessoas em sua estreia no TIFF. A multidão engoliu tudo e eu não ficaria surpreso se terminasse entre os três finalistas do cobiçado prêmio de escolha do povo. Esta é uma história verdadeira sobre a amizade que se desenvolveu entre um agente funerário branco do Mississippi e seu famoso advogado negro. O desempenho de alta energia de Foxx como Willie E. Gary também é uma piada total, ele é um advogado de ferimentos pessoais na Flórida, um caçador de ambulâncias, que exibe descaradamente seus ternos coloridos e joias de US $ 10.000. Ele ainda possui um jato particular chamado “Wings of Justice”. O veterano de Jones na Segunda Guerra Mundial, Jeremiah O'Keefe, é seu oposto. Ele pretende vender uma parte dos negócios da família que herdou de seu pai, mas é enganado pelo magnata da funerária Ray Loewen (Bill Camp) que tenta ferrá-lo. Logo Heremiah teve a ideia de contratar o advogado de Foxx para julgar o caso em um condado de maioria negra, o que significa que será composto principalmente por um júri negro. Loewen fica sabendo disso e contrata seu próprio advogado negro, Jurnee Smollett, que interpreta a fictícia Mame Downes - que trabalhava para Sandra Day O'Connor. Embora possamos adivinhar qual será o resultado do julgamento, este é o programa de Jamie Foxx. O final anticlimático, sem mencionar os fracos personagens coadjuvantes, não consegue impedir essa reviravolta brilhante do talentoso ator. Foxx é vibrante, hilário e é uma das melhores atuações de sua carreira. TIFF Report #7 — All Hail Jamie Foxx in Conventionally Made ‘The Burial’ — World of Reel WWW.WORLDOFREEL.COM “The Burial,” a courtroom drama directed by Maggie Betts and written by Doug Wright, is the type of baity drama that used to get made in the ‘90s and I do mean that as both a good and bad thing.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.