Jump to content


D.S.

Colaborador
  • Posts

    15,818
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    16,926 [ Donate ]

7 Followers

About D.S.

  • Birthday 09/27/1989

Recent Profile Visitors

7,104 profile views

D.S.'s Achievements

Explorer

Explorer (4/14)

  • Conversation Starter
  • First post
  • Collaborator Rare
  • Posting Machine Rare
  • Very Popular Rare

Recent Badges

8.8k

Reputation

  1. Sabiam que ainda tem filme Disney de cerca de 10 anos atrás (Surpresa em Dobro, Vira-Lata) no catálogo da HBO Max gringa? E olha que a HBO de lá não tem mais contrato com a Disney para lançamentos há anos, mas ainda tem conteúdo vestigial perdido por lá. Da mesma forma, a Warner ainda tem muita coisa vinculada com os concorrentes, com ou sem exclusividade.
  2. Tomei Coronavac e basicamente fiquei com muito sono e dor no braço por uns dois dias. No primeiro dia, depois de umas horas, tava com o corpo todo pesado, como se tivesse virado a noite. Hoje acordei melhor, só com uma dor de cabeça bem leve.
  3. Deve entrar mais perto do fim do ano, já que a janela atual de TV da HBO no momento ainda está nos filmes que entraram em cartaz no final de 2020, como Tenet, Jovens Bruxas 2 e O Jardim Secreto. Alguns filmes da Warner foram intencionalmente antecipados no streaming, mas Mulher-Maravilha 1984 só vai estrear na TV em agosto. E Monster Hunter (Sony) também vai entrar na grade só mês que vem.
  4. Ela não falou nada sobre exclusividade. Inclusive quando anunciaram as mexicanas no Globoplay, só indicaram isso em alguns títulos, como A Usurpadora.
  5. Basta ver nos créditos finais. A Netflix só é realmente dona das séries e filmes que aparecem com copyright dela no final, sem dividir crédito com nenhuma outra distribuidora. Tome como exemplo os últimos segundos deste vídeo: No caso de Lucifer, mesmo as temporadas que a Netflix encomendou após o cancelamento eventualmente vão voltar para a Warner. O contrato em situações assim é similar ao que seria com um canal de TV nos Estados Unidos, mas com um período extra de exclusividade no catálogo após o encerramento da produção. Já Orphan Black nunca teve nenhum envolvimento da Netflix na produção, era só uma série licenciada mesmo.
  6. Mas não é exclusiva. Está no Looke também, inclusive entrou lá pouco antes da Band exibir a novela. https://www.looke.com.br/filmes/ouro-verde-1a-temporada https://www.looke.com.br/filmes/ouro-verde-2a-temporada
  7. Realmente não sei, a gente vai ter que esperar para ver. Pode ser tipo Doctor Who, que está com a HBO Max nos EUA mas é da Globoplay no Brasil.
  8. A Globo cobrindo um buraco e abrindo outro Daqui a pouco resolvem botar a Fátima pra apresentar o Caldeirão e a Ana Maria Braga no Encontro
  9. Vai chegar ao Brasil uma semana antes dos EUA, em 14 de outubro
  10. Já pisou por sair do eterno padrão saturado "música MPB antiga regravada com outro cantor e arranjo novo" Sdds novela que fazia a gente conhecer músicas novas pela trilha
  11. 90% deste ano vai ser com reality de confinamento passando na TV, e ainda tem a Globo sugando até a última gota de cada ex-BBB popular que criou a ponto da gente não aguentar mais ver a cara de participante de um negócio que acabou faz 3 meses. Se não saturar depois deste ano, não satura nunca mais.
  12. Os rumores por enquanto são falsos. Uma conta no Twitter inventou uma nota falsa da Variety e as contas de fãs da Marvel começaram a replicar, sem nem conferir se a fonte batia. Mas eu acho que, eventualmente, todos os estúdios vão estabilizar num padrão similar a este mesmo. Disney, Warner e Paramount não vão querer perder de vez o período antecipado para anabolizar seus streamings, mas também não vão poder deixar as redes de cinema insatisfeitas. Eu imagino que vão restabelecer a exclusividade dos cinemas no primeiro mês, mas as salas perderão a exclusividade nos outros dois (em média) que o filme costuma ainda ficar em cartaz. Vai ser tipo o que a HBO Max daqui já está fazendo com os filmes da Warner. E a Universal já tá liberando PVOD numa janela próxima desde o ano passado, em acordo feito com as redes de cinema: se o filme é um sucesso de bilheteria, é pouco mais de um mês de exclusividade dos cinemas; se não, ele já é liberado pra aluguel digital em cerca de duas semanas. Parece um padrão bom para aproveitarem o hype dos lançamentos ao máximo nas salas e conter os danos de potenciais fracassos.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.