Jump to content


D.S.

Membro
  • Posts

    17,382
  • Joined

  • Last visited

  • Days Won

    1
  • Pontos

    21,877 [ Donate ]

D.S. last won the day on May 1

D.S. had the most liked content!

About D.S.

Recent Profile Visitors

9,573 profile views

D.S.'s Achievements

Collaborator

Collaborator (8/14)

  • Conversation Starter
  • First post
  • Collaborator
  • Posting Machine Rare
  • Very Popular Rare

Recent Badges

11k

Reputation

1

Community Answers

  1. Era dividido. A norma da Globo quando a Fátima e a Ana Maria se ausentavam era sempre colocar duas pessoas no lugar, para sugerir que a figura principal do programa era "insubstituível" e tinha que ter mais de uma pessoa para cumprir suas funções. Mas, com a Fátima saindo, surgiu um impasse porque, pra manterem o programa faturando da mesma forma, precisam ter uma figura âncora para os merchans e ações comerciais. Aí quiseram fazer as duas coisas ao mesmo tempo (Fátima "insubstituível", mas com substituta) e criaram essa dissonância.
  2. O Gentili saiu brigado da Band, até levou processo nas costas porque negociou com o SBT ás escondidas (inclusive usou o Teleton pra isso). Mas a desculpa "oficial" dele pra ter saído de lá foi uma suposta tentativa de censura ao especial de Natal do Agora é Tarde. Se ele for minimamente coerente, vai começar outra treta aí.
  3. Se fosse pelo teor da piada, nem existiria o The Noite. O SBT só demitiu mesmo porque insultou um patrocinador super-importante deles. Inclusive tô esperando até hoje a "punição" para o Gentili à tal piada com pedofilia no filme dele (que o próprio canal divulgou ostensivamente na época). A Daniela fez post revoltada e depois nunca mais falaram nada, por que será?
  4. Mesma coisa do pessoal que foi xingar o Léo Dias por causa da história da Klara Castanho, e resolveu justamente fazer isso o chamando de viciado e drogado
  5. Nem postam mais os filmes da semana aqui, ao menos não que eu perceba Globo sempre tem, Record e Band de vez em quando, já o SBT...
  6. Sim, exibiram, mas foi de forma bem fragmentada. - Naquela exibição no fim de tarde com a Kelly Key, só foi ao ar a Saga do Santuário - Asgard e Poseidon estrearam em faixa local, passaram pelo Canal 21 (que exibiu a série clássica completa) e só foram passar em rede vários anos depois, naquela época em que tinha Band Kids na faixa das 8 da manhã - Hades estreou no Band Kids das 8 da manhã e depois reprisou em faixa local de tarde Mas a Band só passou a série clássica e Hades mesmo. Lost Canvas só foi estrear na Loading, enquanto Alma de Ouro e Ômega são inéditos na televisão (tanto aberta quanto paga) até hoje.
  7. É só uma história bíblica por temporada, né? Nem vi um episódio inteiro disso aí e já imagino como o ritmo deve ser arrastado pra só a história da Dalila ter durado mais de duas semanas
  8. Capaz que seja teste de mercado da Globo. Lembrando que, antes de expandir pra rede toda, a inversão de horários do VPVN e Sessão da Tarde começou da mesma forma, sendo realizada apenas em algumas afiliadas.
  9. Bob Esponja - Paramount Buffy - Fox (Disney) Chuck - Warner Quando as produções da Nickelodeon saíram do SBT ano passado (Bob Esponja incluso), o argumento pro contrato não ter sido renovado era justamente que os títulos seriam priorizados para streaming (a PlutoTV também é da Paramount). A última coisa que fariam agora seria vender os direitos de exibição pra um canal nanico.
  10. Exatamente isso. O Dudu pode tirar a roupa ao vivo NUM JORNAL e mudar de visual várias vezes, deixando o cabelo e a barba crescer quando e da forma que bem entender. É algo que foge completamente das regras de etiqueta de qualquer outro âncora da TV aberta ou paga. Jornalismo tem regras de apresentação que não se aplicam ao entretenimento. Como se não bastasse a indisciplina visual que, por si só, afeta a credibilidade do programa e do canal que o mantém, ele já teve ataques de estrelismo nos bastidores, chegou mais de uma hora atrasado para fazer um programa ao vivo que depende totalmente da imagrm dele pra entrar no ar (forçando a equipe a improvisar e botar repórter e plantonista em hora extra pra fazer o trabalho dele), não se prepara com a equipe do jornal, já fez comentários desrespeitosos na imprensa, fez participação em atrações da concorrência sem autorização do SBT... e olha que estou só listando informações confirmadas pela imprensa, que claramente afetam o trabalho dele que aparece no vídeo e sua imagem pública como apresentador de um dos principais jornais da emissora. O que o torna inimputável lá dentro?
  11. Não é incomum situações de abuso infantil começarem através da manipulação dos adultos no entorno também. Para não ser visto como um estranho e ser repelido logo de cara (o que, olhando de fora, seria a reação óbvia), o abusador desenvolve uma relação de confiança mútua com os pais e se impõe como um "amigo da família", para formar as condições ideais de cometer o crime sem ser pego ou causar suspeita - e, principalmente, manter uma sensação de normalidade que permita que ele até possa repetir o abuso mais de uma vez. É assustador, mas é um padrão que pode ser notado em situações assim que se tornam públicas. É um comportamento de predador, premeditado desde o início.
  12. Faltou mencionar Dragon Ball Z Kai, que é uma reedição de Dragon Ball Z condensada em menos episódios. Kai retira os arcos fillers de Z, corrige erros de continuidade, refaz partes da animação e deixa a história mais próxima do mangá (Kai tem 167 episódios, contra os 291 de Z). Não é uma versão muito querida pelos fãs, porque muita coisa pesada foi amenizada na edição e a dublagem tem uma qualidade irregular em comparação à original. Kai ainda é dividida em duas partes: a primeira condensa os primeiros 199 episódios em 98, e a segunda (com o subtítulo "Capítulos Finais") corresponde à Saga Majin Boo. Ou seja, ao todo são cinco séries Dragon Ball. Cada uma é vendida pela Toei como uma série isolada, ou seja, um streaming ter uma fase não significa que trarão as demais. Dragon Ball Super passou recentemente na Band de madrugada, dentro do programa Mais Geek, e deve entrar em breve na HBO Max - assim como Dragon Ball Z Kai, que também já foi confirmada pro Globoplay. A Band também chegou a reprisar tanto GT quanto a primeira parte de Kai anos atrás, mas não ia ao ar em rede.
  13. Como? Ela estava no enquadramento do Silvio e não teria como cortar sem tirar o sentido do que estava sendo mostrado. A censura ficaria nítida demais e devem ter pensado que ninguém iria notar, ou mesmo confundiria com o gesto da arminha (até porque a única diferença nítida é o ângulo da mão). E, pelos relatos, o Silvio ainda quis dar um jeito de conseguir apoio do auditório ao bolsonarista durante a gravação e a situação só piorou...
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.