Jump to content
ūüďĘ Compra de Pontos e Assinatura agora s√£o via Mercado Pago √ó


Mako

Membro
  • Posts

    2,399
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    21,769 [ Donate ]

2 Followers

About Mako

  • Birthday 11/26/1998

Profile Information

  • Localiza√ß√£o
    Cwb

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

Mako's Achievements

Explorer

Explorer (4/14)

  • First post
  • Reacting Well
  • Conversation Starter
  • Dedicated
  • Week One Done

Recent Badges

1.1k

Reputation

  1. Gays defendendo Putin é de lascar viu. E eu achando que gays com Bolsonaro era o mais baixo que poderiam chegar
  2. Sem plateia ficou bem melhor mesmo, espero que mantenham.
  3. A Globo teria ido melhor se Travessia e as duas novelas da 7 n√£o tivessem flopado tanto durante o ano. Olhando os n√ļmeros, est√£o contabilizando de janeiro a novembro. Ou seja falta ainda cerca de 17 dias de Copa em dezembro, que deve dar um up nos n√ļmeros dela.
  4. Resumo: Casimiro virou plano B da Fifa, que n√£o conseguiu vender direitos digitais ap√≥s negativa da Globo; Plano √© atrair o YouTube para as negocia√ß√Ķes, mas pode refor√ßar posi√ß√£o da Globo em futuras negocia√ß√Ķes; Valores exigidos pela Fifa no Brasil est√£o fora da realidade; e Globo n√£o quer novo preju√≠zo com a Copa ou qualquer competi√ß√£o; Nesta semana, o streamer Casimiro Miguel bateu o recorde mundial com uma transmiss√£o de futebol no YouTube, chegando a 4,8 milh√Ķes de visualiza√ß√Ķes em seu canal Caz√©TV. Os n√ļmeros impressionam, mas uma an√°lise mais detalhada dos dados mostra que nem tudo √© o que parece. Casimiro √© √≥timo e as transmiss√Ķes que faz s√£o perfeitas para seu p√ļblico. Mas a quest√£o n√£o est√° no conte√ļdo do streamer, o problema √© a conta e as expectativas irreais da Fifa. Assim como a Globo tem preju√≠zo com a Copa, a conta tamb√©m n√£o fecharia no canal do Casimiro se a Fifa n√£o tivesse dado uma forcinha. Obviamente, essa forcinha da Fifa no fundo √© uma tentativa da organiza√ß√£o de sair do beco sem sa√≠da em que se colocou. Para entender essa quest√£o √© preciso voltar alguns anos no tempo. Quando a Globo assinou o contrato para a transmiss√£o da Copa do Catar, o cen√°rio brasileiro era muito diferente. Ainda era o governo Lula, a The Economist publicava o Cristo Redentor em sua capa decolando para mostrar o potencial da economia brasileira e o pa√≠s parecia caminhar para se tornar uma pot√™ncia mundial. A Globo apostava alto no Brasil e no futebol. T√£o alto que fechou o segundo contrato de transmiss√£o mais caro do mundo com a Fifa, pagando cerca de US$ 90 milh√Ķes por ano, o equivalente a cerca de R$ 468 milh√Ķes pela cota√ß√£o atual, ou quase R$ 1,9 bilh√£o a cada 4 anos. Brasil tem segunda Copa mais cara do mundo Segundo o relat√≥rio fechado Rights Tracker, da SportBusiness, apenas os direitos de transmiss√£o dos Estados Unidos foram mais caros, custando US$ 575 milh√Ķes (R$ 3 bi). Pa√≠ses com poder aquisitivo mais alto que o Brasil pagaram menos. A Alemanha gastou US$ 235 milh√Ķes (R$ 1,22 bi) e Jap√£o US$ 225 milh√Ķes (R$ 1,17 bi). Mesmo a China, com uma imensa popula√ß√£o, investiu apenas US$ 203 milh√Ķes (R$ 1,05 bi). Na Argentina, o valor pago √† Fifa n√£o passou de US$ 20 milh√Ķes (R$ 104 mi). Para piorar, os √ļltimos anos causaram uma revolu√ß√£o no mercado de m√≠dia. O streaming explodiu duas vezes, primeiro ao atrair o p√ļblico da TV, e depois quando se descobriu que a conta n√£o fechava e era preciso cortar custos drasticamente. A Globo, assim como seus pares, se viu afetada por um cen√°rio econ√īmico negativo e um modelo de neg√≥cios cada vez mais desafiador, com a receita da TV aberta e a cabo despencando. A solu√ß√£o foi renegociar contratos em novas bases e abrir m√£o dos acordos em que a conta n√£o fechasse. Na outra ponta estava a Fifa e demais federa√ß√Ķes. No in√≠cio imaginaram que era "conversa de comprador". Afinal, quem imaginaria a Globo sem grandes competi√ß√Ķes de futebol, o fil√© da m√≠dia brasileira? Para surpresa geral, a Globo abriu m√£o da Libertadores e dos campeonatos regionais de futebol. De certa forma, a emissora carioca atirou no que viu e acertou no que n√£o viu. Os campeonatos sa√≠ram da emissora, mas os resultados foram inferiores nos concorrentes. Para os times foi um problema. Os patrocinadores querem exposi√ß√£o de marca e pagam por isso. Os clubes tamb√©m precisam atrair torcedores. Ou seja, a Globo saiu fortalecida da disputa. Tanto que os campeonatos est√£o gradualmente retornando √† Globo, mas com valores muito mais baixos do que as cifras do passado. Fifa cede aos 45 do segundo tempo Em 2020, diante da pandemia de Covid, a Globo for√ßou uma renegocia√ß√£o com a Fifa e a disputa chegou a ir para a Justi√ßa, mas acabou sendo resolvida por meio de um novo acordo. Os direitos de transmiss√£o em streaming (na internet) da Copa foram devolvidos √† Fifa nesta renegocia√ß√£o de contrato com a Globo. Plataformas como Youtube, Facebook, TikTok, Kwai, Instagram, entre outros tamb√©m ficaram dispon√≠veis. Recentemente, a Globo renovou com a Fifa at√© 2026, com um adendo. Segundo o site Poder360, o novo contrato n√£o prev√™ mais exclusividade nas transmiss√Ķes em TV aberta e por assinatura. Quem passou a vender a Copa do Mundo no Brasil foi a LiveMode. A empresa habilmente tem conseguido, dentro do poss√≠vel, driblar a Globo e encontrar novas fontes de receitas para as transmiss√Ķes esportivas. A LiveMode levou o Campeonato Paulista para o streaming, por exemplo. Os resultados s√£o avaliados como positivos pela Federa√ß√£o Paulista de Futebol. Seja como for, Fifa e LiveMode precisam equilibrar visibilidade de marca e receita. A Globo, al√©m de ter a mais robusta equipe comercial do pa√≠s, tamb√©m tem a maior e mais fiel audi√™ncia no futebol. Como ouvi de um executivo da emissora h√° alguns meses: "se algo perde dinheiro na Globo, como ganharia em outro lugar?". A resposta est√° em um modelo comercial diferente. A Globo compra os direitos e vende as cotas de patroc√≠nio. A Band para tirar a F-1 da Globo topou dividir a receita com a Liberty Media, dona dos direitos. O SBT tamb√©m topou dividir parte da receita de futebol com os donos dos direitos. No caso de Casimiro, a Fifa aceitou fazer um teste e vendeu os direitos para a LiveMode faltando apenas dois meses para o in√≠cio da Copa. O valor foi bem distante do que a Fifa gostaria. Em 2026 haver√° um aumento dos valores dos direitos e tamb√©m dos valores cobrados dos anunciantes. No mercado o coment√°rio √© que existir√° ainda uma divis√£o de receitas da LiveMode com a Fifa a partir dos resultados de Casimiro, mas pelo baixo tempo para realizar as vendas, apenas dois meses, o n√ļmero poderia ser melhor. A realidade √© que a Fifa n√£o tinha muitas alternativas. Desde 2020 ela tentou vender os direitos digitais sem sucesso. Interesse existia, o problema era o valor pedido. Disney, Warner Bros. Discovery, YouTube,TikTok e todos os grandes players foram abordados, mas n√£o fecharam acordo. Questionada pela coluna, por meio de sua assessoria de imprensa a LiveMode disse que "Os modelos de neg√≥cios das iniciativas inovadoras v√£o se desenvolvendo com o tempo. √Č tudo muito novo. Ent√£o √© muito dif√≠cil prever o futuro e como ser√£o os custos e receitas ao longo do tempo". Ainda segundo a empresa, teste talvez n√£o seja a a defini√ß√£o correta. "√Č uma inova√ß√£o, sem d√ļvida. E para inovar muitas vezes √© necess√°rio a agilidade que tivemos nesta situa√ß√£o". Sobre o confronto com a TV a LiveMode diz que "s√£o modelos complementares. A TV tem seu p√ļblico, tem muita gente que vai seguir preferindo ver na TV. As transmiss√Ķes da Caz√©TV v√£o buscar um outro p√ļblico, que est√° mais nas plataformas digitais como o Youtube e a Twitch. Achamos que a tend√™ncia n√£o √© das transmiss√Ķes por influenciadores e sim do consumo de conte√ļdo nas plataformas digitais. O neg√≥cio tradicional de TV segue tendo muito espa√ßo, n√£o achamos que as transmiss√Ķes de influenciadores que mudem isto". Casimiro ajudou a Globo A √ļltima cartada da Fifa foi a aposta em Casimiro. O YouTube tinha interesse na Copa, mas havia d√ļvidas de como o evento iria performar em sua plataforma. O sucesso de Casimiro poderia dar essa resposta. Dependendo do resultado, o YouTube seria um competidor vi√°vel nas futuras negocia√ß√Ķes em digital. As big techs s√£o not√≥rias pela fartura de recursos e n√£o falta caixa para comprarem o que quiserem (a compra de conte√ļdo ainda n√£o √© limitada por √≥rg√£os reguladores, diferentemente da compra de empresas concorrentes). Nos Estados Unidos, o Google est√° disputando com a Apple o Sunday Ticket da NFL. A expectativa √© que o contrato que atualmente custa US$ 1,5 bilh√£o (cerca de R$ 7,8 bilh√Ķes pela cota√ß√£o atual) por ano para a DirectTV (e que perde US$ 500 milh√Ķes ano com o neg√≥cio) passe a custar entre US$ 2,5 bilh√Ķes e US$ 3 bilh√Ķes por ano (entre R$ 13 bilh√Ķes e R$ 15,6 bilh√Ķes). O valor ajuda a explicar por que somente Google e Apple seguem na disputa. A quest√£o √© que apesar de ricas, as big techs ainda n√£o tem o mesmo alcance da TV. A Amazon transmite os jogos da NFL √†s quintas-feiras, mas a audi√™ncia estaria abaixo da expectativa. Por outro lado, os jogos desta temporada est√£o batendo recorde de audi√™ncia na TV. Por que Casimiro n√£o √© visto como uma amea√ßa pela Globo e pode at√© ajudar a emissora? Porque mesmo com o recorde, Casimiro estaria apenas refor√ßando a for√ßa da TV e a superioridade da Globo. Resumidamente, seria a prova de que os direitos da Fifa valem menos do que a entidade acredita. Dentro da Globo a avalia√ß√£o √© que Casimiro, ou qualquer influenciador, s√≥ incomodariam se chegassem a mais de 20 milh√Ķes a 25 milh√Ķes de views. Os dois primeiros jogos do Brasil na TV aberta alcan√ßaram mais de 96,3 milh√Ķes de pessoas. O alcance m√©dio por partida da Copa na Tv aberta foi de 34,9 milh√Ķes de pessoas (no online uma pessoa pode gerar diversos views, na TV, n√£o). Os n√ļmeros acima n√£o consideram TV a cabo e plataformas digitais da Globo, o que elevaria consideravelmente o alcance. Procurada, a comunica√ß√£o da Globo destacou a boa performance da audi√™ncia de suas plataformas com as transmiss√Ķes da Copa. YouTube √© pequeno perto do BBB Em recente entrevista √† Forbes, Patr√≠cia Muratori, head do YouTube no Brasil, comentou sobre os resultados do Campeonato Paulista. "Esse ano, trouxemos o Paulist√£o para o YouTube. Foram audi√™ncias massivas, com mais de 81 milh√Ķes de views em todos os jogos - sendo 73 milh√Ķes de visualiza√ß√Ķes ao vivo, num jeito de transmitir que agradou muito o p√ļblico". Para efeito de compara√ß√£o, o √ļltimo BBB teve mais de 1,7 bilh√£o de visualiza√ß√Ķes no Globoplay (segundo dados internos da Globo). Mesmo a quest√£o da medi√ß√£o joga a favor da TV. Uma visualiza√ß√£o n√£o √© a mesma coisa que um espectador, como no caso da TV. Al√©m disso, muitas vezes o celular funciona como segunda tela, j√° que a pessoa est√° vendo o jogo na TV, o que beneficia os anunciantes presentes na TV. Al√©m disso, a medi√ß√£o da audi√™ncia de TV √© auditada e acompanhada h√° d√©cadas. Por enquanto, os n√ļmeros das plataformas digitais s√£o computados e divulgados pelas pr√≥prias plataformas. A avalia√ß√£o dentro da Globo √© que a atra√ß√£o de Tiago Leifert na Copa √© um sucesso e est√° cumprindo seu papel de ser uma alternativa √† transmiss√£o tradicional. Mas quanto isso representa em visualiza√ß√Ķes ou tempo de perman√™ncia √© uma quest√£o aberta, j√° que o Globoplay n√£o divulga os n√ļmeros. E mesmo que divulgasse, a informa√ß√£o n√£o seria auditada por terceiros como acontece na TV. O YouTube nunca escondeu seu desejo de concorrer com a TV, o problema √© que s√£o modelos de neg√≥cio bem diferentes. Mesmo nos EUA, onde tenta comprar o Sunday Ticket, o plano do Google √© transmitir as partidas no YouTube TV, a TV a cabo do Google custa US$ 64,99 por m√™s. O modelo de transmiss√£o de esportes de primeira linha de maneira gratuita no streaming, por enquanto, n√£o existe. NFL, NBA, ligas europeias, ningu√©m encontrou uma maneira sustent√°vel de fazer isso no digital. E a raz√£o √© simples, a conta n√£o fecha. O delay de at√© 1 minuto nas transmiss√Ķes digitais seria outro ponto fraco do streaming. Por que Casimiro √© uma dor de cabe√ßa para a Fifa? As transmiss√Ķes acontecem no YouYube, a maior plataforma de streaming do mundo. Traz como novidade Casimiro, o maior e mais interessante streamer do mundo apresentando as partidas. A LiveMode, pot√™ncia comercial no Brasil, vendeu as transmiss√Ķes. √Č o time perfeito, e mesmo assim, o valor que a Fifa ir√° receber √© dezenas de milh√Ķes de d√≥lares inferior ao que recebia da Globo. Obviamente, para o YouTube ou qualquer outro player, o futebol √© uma atra√ß√£o altamente desej√°vel. A quest√£o √© fazer isso sem perder dinheiro, o que depende do quanto a Fifa cobra pelos direitos de transmiss√£o. E tudo indica que ser√° bem menos. Procurados, Fifa e Google n√£o comentaram. No futuro talvez tenhamos todos os jogos e atra√ß√Ķes da TV no streaming. A Globo sabe disso, investe bilh√Ķes no Globoplay e trouxe Tiago Leifert liderando uma transmiss√£o com foco no modelo digital. "N√£o h√° d√ļvidas que o sucesso do Casimiro confirma que existe uma nova janela relevante, um novo formato de alto alcance, para distribui√ß√£o de conte√ļdo esportivo e para investimento dos patrocinadores", diz Bruno Maia, especialista em inova√ß√£o e novas tecnologias e s√≥cio da Feel The Match. "Isso diminui a for√ßa das m√≠dias antigas, mas n√£o acaba com elas". Bruno defende ainda que "as redes sociais, por maiores que tenham sido ou sejam, n√£o chegaram a se confirmar como alternativas √†s TVs e j√° foram atropeladas pelas plataformas focadas em streaming. A distribui√ß√£o customizada do streaming tem, por caracter√≠stica nativa, ser nichada. Pode ser um nicho grande, mas ainda assim ser√° para diversos nichos. A TV ficar√° com consumidores menos exigentes, mais generalistas, que seguir√£o sendo bastante expressivos em quantidade de pessoas." O futuro da TV √© o digital e a fronteira entre apresentadores de TV, streamers e influenciadores deve ser cada vez menos clara, mas por enquanto a TV ainda √© o meio mais efetivo para a Copa do Mundo. A Fifa e a LiveMode v√£o fazer o que puderem para maximizar o faturamento com a Copa, mas n√£o podem diminuir a visibilidade da competi√ß√£o, para a sorte da Globo. https://www.uol.com.br/splash/colunas/guilherme-ravache/2022/12/04/por-que-casimiro-nao-incomoda-a-globo-mas-virou-problema-para-a-fifa.htm
  5. Saiu uma mat√©ria no UOL, que a Globo s√≥ se preocuparia se a transmiss√£o no YouTube chegasse a 20 milh√Ķes pra cima. Por enquanto eles acham o casemiro um aliado contra a FIFA.
  6. Ah sim, concordo. Coitado dele viu. Acho até corajoso ele continuar com o perfil ativo no twitter. Tem muita coisa que foge da responsabilidade dele.
  7. A Globo também perdeu um trecho do capítulo 26 de Ti-Ti-Ti (2010): As fitas guardadas no bueiro do projac
  8. Pois é, se fosse antiga até passaria um paninho. Mas novelas dos anos 90 e 2000 com capítulos faltando não dá né kkkk
  9. Mas isso n√£o √© desculpa gente. A Globo j√° vendia suas novelas para fora desde os anos 80. Eles tinham que cuidar melhor do acervo, justamente para usar depois caso fosse preciso. Malha√ß√£o era flopada sim kkkk, mas ela foi produzida no final dos anos 90. √Č muito descuido no caso.
  10. A Globo √© muito relaxada nesse aspecto. Alma G√™mea um mega sucesso dos anos 2000, tamb√©m teve problema no cap√≠tulo 03 (conseguiram ‚Äúrecuperar‚ÄĚ o cap√≠tulo ao menos). Nem imagino como deve estar o estado de algumas novelas mais antigas (anos 70 e 80).
  11. Nossa mas ele tem um ego muito grande mesmo. Ele acha mesmo que os americanos que adoram se vangloriar da própria constituição irão apoiar essa narrativa dele?
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.