Jump to content
×
×
  • Create New...


pesquisa G1/IBOPE: 68% dos paulistanos das classes A, B e C apoiam medidas de Doria e Covas e 26% aprovam BOLSONARO


Recommended Posts

68% dos paulistanos das classes A, B e C apoiam medidas de Doria e Covas no combate ao coronavírus; 26% aprovam ações de Bolsonaro, diz Ibope

acoes-pandemia-sp.png

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/05/68percent-dos-paulistanos-apoiam-medidas-de-doria-e-covas-no-combate-ao-coronavirus-26percent-aprovam-acoes-de-bolsonaro-diz-ibope.ghtml

Cerca de 40% dos entrevistados não se sentiram capazes de opinar sobre os trabalhos dos vereadores e deputados. Pesquisa foi feita pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo.

Por Vivian Reis, G1 SP

05/05/2020 10h00  Atualizado há 26 minutos

Presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores em manifestação durante a pandemia do coronavírus — Foto: Adriano Machado/Reuters

Pesquisa feita pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo aponta que 68% dos paulistanos das classes A, B e C apoiam as ações do governador de São Paulo, João Doria (PSDB) e do prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), no combate à pandemia do coronavírus.

Ainda de acordo com os dados, 26% dos paulistanos consideram adequadas as medidas adotadas pelo presidente Jair Bolsonaro.

O levantamento “Viver em São Paulo - Especial Pandemia” foi realizado entre os dias 17 e 26 de abril, com 800 internautas de 16 anos ou mais das classes A, B e C. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais.

— Foto: Wagner Magalhães/Arte G1

Questionadas sobre como avaliam as ações dos representantes da sociedade no enfrentamento à pandemia, 26% responderam que estão de acordo com a postura de Bolsonaro.

Entre todos os entrevistados, 17% não souberam responder e 57% consideram as medidas inadequadas para o momento. Já 71% apoiaram as medidas do ministro da Saúde: Henrique Mandetta foi demitido um dia antes do início da pesquisa, e Nelson Teich assumiu o cargo.

Apenas 1% disse não se preocupar com os efeitos da pandemia para o Brasil, e o maior receio da população de São Paulo é sobre a economia (49%) e com a possibilidade de aumento da desigualdade social (36%).

O índice de aprovação das ações do governador João Doria e do prefeito Bruno Covas foi igual: 68%, já a desaprovação foi de 21% e 20%, respectivamente. Os que não souberam opinar sobre os gestores do governo de São Paulo somaram 10%.

Na capital, 40% não souberam opinar à pesquisa se aprovam ou não as medidas adotadas pelos vereadores eleitos, e 34% não se sentiram capazes de avaliar as medidas tomadas pelos deputados estaduais.

Link to post
Share on other sites


9 minutos atrás, Mário Joaquim disse:

Aprovam as medidas mas não respeitam :gret3:

Talvez respeitem. Que números indicam que tenha um bom percentual de aprovações que não respeitam as medidas?

Lembrando que nesses 68% tem médicos, funcionários de supermercados e farmácias, bancários, enfermeiros e uma infinidade de outras pessoas que tem que trabalhar. Quando 50% não estão isolados não significa que 50% estão desrespeitando a quarentena, apesar do marketing do ódio levar a crer nisso.

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.






Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.