Jump to content


eplay

CORONAVÍRUS | Cobertura sobre a pandemia no Brasil e no mundo

Recommended Posts

Faça login ou cadastre-se para visualizar

Tá mais pra subnotificaçao mesmo, a queda de mortes não seria tão rápida assim

Share this post


Link to post
Share on other sites

Levantamento semanal...

 

Mortes por Covid-19 a cada 7 dias

 

Brasil:

22/03 25
29/03 136 (+111)
05/04: 486 (+350)
12/04: 1233 (+747)
19/04: 2462 (+1229)
26/04: 4205 (+1743 - +71%)
03/05: 7025 (+2820 - +67%)
10/05: 11123 (+4098 - +58%)
17/05: 16118 (+4995 -  +45%)
24/05: 22.666 (+6548 - +41%)

 

Hoje: 29.314 (+6.648 - +29%)

 

São Paulo

22/03: 22
29/03: 98 (+76)
05/04: 275 (+177)
12/04: 588 (+313)
19/04: 1015 (+427 - +73%)
26/04: 1700 (+685 - +67%)
03/05: 2627 (+927 - +55%)
10/05: 3709 (+1.082 - +41%)
17/05: 4782 (+1.073 - +29%)
24/05: 6163 (+1.381 - +29%)

 

Hoje: 7.615 (+1.452 - +24%)

 

Rio de Janeiro

29/03: 17
05/04: 64 (+47)  
12/04: 170 (+106 - +166%)
19/04: 402 (+232 - +136%)
26/04: 645 (+243 - +60%)
03/05: 1019 (+374 - +58%)
10/05: 1714 (+695 - +68%)
17/05: 2715 (+1.001 - +58%)
24/05: 3993 (+1.278 - +47%)

 

Hoje: 5.344 (+1.351 - +34%)

 

Ceará

29/03: 5
05/04: 26 (+21)
12/04: 74 (+48)
19/04: 186 (+112 - +151%)
26/04: 327 (+141 - +76%)
03/05: 663 (+336 - +102%)
10/05: 1.114 (+451 - +68%)
17/05: 1.641 (+527 - +47%)
24/05: 2.324 (+683 - +42%)

 

Hoje: 3.010 (+686 - +30%)

 

Pernambuco

29/03: 5
05/04: 14 (+9) 
12/04: 85 (+71)
19/04: 216 (+131 - +154%)
26/04: 415 (+199 - +92%)
03/05: 652 (+237 - +57%)
10/05: 1047 (+395 - +61%)
17/05: 1.516 (+469 - +45%)
24/05: 2.200 (+684 - +45%)

 

Hoje: 2.807 (+607 - +28%)

 

Amazonas

29/03: 1
05/04: 14 (+13) 
12/04: 62 (+48)
19/04: 182 (+120 - +193%)
26/04: 304 (+122 - +67%)
03/05: 548  (+244 - +80%)
10/05: 1004 ( +456 - +83%)
17/05: 1.413 (+409 - +41%)
24/05: 1.758 (+345 - +24%)

 

Hoje: 2.052 (+294 - +17%)

 

Pará

05/04: 1 
12/04: 13 (+12) 
19/04: 34 (+22)
26/04: 100 (+66)
03/05: 309 (+209 - +209%)
10/05: 652 (+343 - +111%)  
17/05: 1.239 (+587 - +90%)
24/05: 2.148 (+909 - +73%)

 

Hoje: 2.923 (+775 - +36%)

 

 

cc

Faça login ou cadastre-se para visualizar
 Note que todos esses estados dão sinais de platô ou no mínimo uma desaceleração considerável no número de óbitos diários. Ou até de descida: o Amazonas completou sua terceira semana de queda no número de mortes registradas. Já outros estados como Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas e outros parecem num começo de aceleração.

 

A conferir nos próximos dias e semanas quais sinais se concretizam ou não.  

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

Acho que não. Foram quase menos 10 mil casos a menos que o normal 

Terça deve voltar pras 1000 mortes e cerca de 25 mil casos

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

tenho certeza que não, as medidas estão sendo afrouxadas em vários lugares, o brasil, como um todo, não está perto do platô, algumas regiões sim

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Apesar da escalada de mortes e casos aqui na Bahia posso afirmar com convicção que estamos muito bem no enfrentamento do vírus. O sistema está dando conta do recado, muitas UTI's sazonais foram criadas e a prefeitura de Salvador junto com o GE vem dando um show de parceria. Esqueceram totalmente as picuinhas de política (Neto do DEM, e Rui do PT, ambos lados antagônicos do processo político) e estão trabalhando de forma alinhada no combate ao Corona.

Não estamos enfrentando casos no sistema de saúde (Muito dessa folga graças a criação de muitos Hospitais Regionais, ampliação de grandes hospitais, criação de muitas Policlínicas nas sete regiões administrativas da Bahia) isso deu um gás excelente na nossa saúde.

O governador tem dois pilares de governo (mobilidade/infraestrutura e saúde), por outro lado peca na questão da educação e segurança pública.

Tanto Rui Costa como ACM Neto saem ACLAMADÍSSIMOS dessa pandemia. 

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Número de mortes no Brasil praticamente estável de uma semana pra outra.

Acredito que fique bem próximo disso por mais umas duas semanas e depois comece a cair.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Provável que ninguém comente mais aqui hoje, mas vou falar sobre e amanhã vocês leem. 

 

Viram que a Pfizer diz que terá uma vacina contra Covid-19 em outubro e poderá começar uma vacinação em massa em 2021?

 

Só jogar "vacina da Pfizer" no Google e lá encontrarão notícias. 

 

Fico com o pé atrás, porque é bom não se iludir. Todavia, me parece bastante animador.  

  • Like 6

Share this post


Link to post
Share on other sites

Faça login ou cadastre-se para visualizar

Aproveitando o lance da Pfizer, a Bulgária acredita que o país não foi afetado por conta da vacinação em massa contra a tuberculose no país. 

Isso quer dizer que na visão do país a vacina BCG pode funcionar contra o corona, apesar de ainda não tiver pesquisa comprovando.  O país europeu é o produtor da vacina e será responsável por uma campanha em massa contra a tuberculose na Ásia e África . 

Share this post


Link to post
Share on other sites

A partir desta segunda-feira (1º), começa a valer o plano de flexibilização da quarentena anunciado pelo governo do estado de São Paulo. Cada região do estado terá um tipo distinto de liberação. Caberá, porém, às prefeituras definir como será essa reabertura dentro da fase de flexibilização liberada pelo governo estadual.

 

Na capital paulista, por exemplo, nada muda por enquanto. A quarentena foi estendida até 15 de junho e só os serviços essenciais, como supermercado e farmácias, continuam funcionando.

 

O prefeito Bruno Covas (PSDB) deu o recado: "na cidade, nada reabre a partir de 1º de junho". Ele indicou que, a partir de hoje, serão avaliados os casos de cada setor a partir do envio de um protocolo de segurança, o qual precisará ser aprovado pela Vigilância Sanitária.

 

Na Grande São Paulo, a ordem é manter tudo fechado. Já no interior, algumas atividades poderão ser retomadas.

 

A medida do governo estadual prevê cinco etapas de flexibilização. Elas foram divididas por cores definidas pela Secretaria Estadual da Saúde. O UOL responde as principais perguntas sobre que muda a partir do dia 1º:

 

Quais são as etapas de flexibilização?

Vermelho, alerta máximo: Liberação apenas de serviços essenciais devido ao alto risco de contaminação;

Laranja, controle: Fase de atenção. Início da flexibilização de setores com baixo risco para a saúde;

Amarelo, flexibilização: Começa a abertura também controlada de um número maior de atividades;

Verde, abertura parcial: Flexibilização abrange outros ramos, mas ainda com restrições;

Azul, normal controlado: Todas as atividades têm permissão para funcionar, mas com medidas de distanciamento e higiene.

A cidade de São Paulo vai sair da quarentena?

Ainda não. Ela foi classificada na fase laranja, de controle. Nela, é permitida a abertura dos seguintes ramos:

 

Atividades imobiliárias;

Escritórios;

Concessionárias;

Comércio;

Shopping center.

 

Acontece que o prefeito Covas avisou que a abertura não ocorrerá na segunda. A partir do dia 1º, os setores econômicos interessados em reabrir terão de enviar propostas que serão avaliadas pela Vigilância Sanitária.

 

"Só serão liberados na cidade a partir da assinatura do protocolo com a prefeitura", afirmou Covas. "E, assim que [as propostas forem] referendadas, os setores vão poder reabrir na cidade."

 

A Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), por exemplo, diz que "já criou um protocolo de recomendações junto à área de Consultoria do Sírio-Libanês com o objetivo de orientar os estabelecimentos para este momento de reabertura".

 

"São mais de 20 medidas que visam, dentre outras iniciativas, ao reforço na higienização e de proteção para todos os visitantes dos empreendimentos."

O que será preciso apresentar para conseguir a autorização?

Protocolos de saúde, higiene e testagem;

Regras de autorregulação para fiscalização desses protocolos;

Política de comunicação para proteção de consumidores e funcionários.

E como fica a Grande São Paulo?

A Grande São Paulo, a Baixada Santista e a região de Registro estão na fase 1, Vermelha. Nessa classificação, a quarentena se mantém como está, quando apenas serviços essenciais, construção civil e a indústria não essencial podem funcionar.

E no interior, quando a abertura começa?

Também na fase laranja, mas sem as exigências de protocolo como na capital, a maior parte do interior poderá reabrir no dia 1º os cinco setores listados acima.

 

É o caso de Araçatuba, Campinas, Franca, Marília, Piracicaba, Ribeirão Preto, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, Sorocaba e Taubaté, além dos municípios satélites dessas cidades-polo.

 

Já outras cidades estão na fase 3, amarela. Além dos ramos de atividades listadas na fase laranja, poderão reabrir salões de beleza, bares, restaurantes e similares.

 

Estão nessa lista Bauru, Presidente Prudente, Araraquara, São Carlos e Barretos, além dos municípios vizinhos a elas.

Quando minha região mudará de fase?

O governo do estado afirma que uma região precisa esperar de 14 dias para que sua classificação seja reavaliada.

Como o governo classifica cada localidade?

O governo levou em consideração diversos critérios, como taxa de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e leitos para cada 100 mil habitantes. Tais indicadores são avaliados em conjunto com dados de casos, internações e mortes por covid-19. O peso de cada indicador, no entanto, não foi revelado.

Ainda preciso usar máscara?

Sim. Quando anunciou a flexibilização da quarentena, o governador João Doria (PSDB) condicionou a medida ao uso obrigatório da máscara.

 

"Ela [a flexibilização] será possível nas cidades que tiverem redução consistente do número de casos, disponibilidade de leitos em seus hospitais públicos e privados e estiverem obedecendo o distanciamento social nos ambientes públicos, além da disseminação e do uso obrigatório de máscaras", afirmou.

 

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/06/01/reabertura-em-sao-paulo-comeca-na-segunda-veja-o-que-muda.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_content=geral&utm_campaign=uol

Share this post


Link to post
Share on other sites

Novo coronavirus perde potência e fica menos letal, diz médico italiano

 

O médico italiano Alberto Zangrillo, chefe do hospital San Raffaele, em Milão, afirma que o novo coronavírus perdeu potência e ficou menos letal.

 

 “Na verdade, o vírus clinicamente não existe mais na Itália”, afirmou Zangrillo, em entrevista à emissora de TV RAI, segundo a agência Reuters. “As amostras que analisamos nos últimos dez dias mostram que a carga viral em termos quantitativos é absosutamente ínfima comparada à que tínhamos um ou dois meses atrás.”

 

O especialista acredita que alguns cientistas foram alarmistas demais ao propor uma segunda onda de infecções pelo novo coronavírus. “Voltamos a ser um país normal”, declarou Zangrillo. “Alguém precisa se responsabilizar por aterrorizar o país.”

 

O médico Matteo Bassetti, chefe de doenças infecciosas no hospital San Martino, na Itália, também acredita que o novo coronavírus perdeu tração. “A força que o vírus tinha dois meses atrás não é a mesma que tem hoje”, afirmou Bassetti em entrevista à agência Ansa.

 

Cedo para cantar vitória

Apesar da opinião do médico, o governo italiano informou que ainda é preciso ter cuidado para evitar a propagação do vírus. “Faltam evidências científicas que suportem a tese de que o vírus desapareceu”, afirma Sandra Zampa, sub-secretária do ministério da saúde da Itália.

A Itália foi considerada um dos epicentros da covid-19. O país registrou mais de 200 mil casos da doença e mais de 30 mil mortes.

 

Exame

 

  • Like 7

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

Tem muita gente que não toma mesmo sendo obrigatório, e principalmente pode ter muitos idosos que não tomaram quando eram novos, pois na época não se tinha o mesmo acesso que temos hoje. Sem falar no movimento antivacina que faz com que muitos pais não vacinem seus filhos. Outro país que levantou a questão da BCG foi Portugal, que curiosamente teve menos casos que os países vizinhos

 

Porém, como não há estudos científicos ligados a isso ainda, por enquanto é só especulação e pode ser coincidência que países que vacinam contra tuberculose tenham tido menos casos

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

Essa notícia eu vi no UOL relacionada ao BCG, qualquer hora eu posto a hipótese do governo búlgaro que quer fazer uma pesquisa nesta hipótese.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.