Jump to content
×
×
  • Create New...


A música gospel teve uma queda enorme né?


Recommended Posts

Nossa faz muito tempo que não vejo um gospel fazendo sucesso. É muito de nicho, só o público deles ouvem. Além de que a maioria do público evangélico tem suas próprias músicas, então se dividiu. 

 

Esse ano só deu sertanejo e funk dominando. 

Link to post
Share on other sites


sim antes tinha diversas músicas gospel fazendo sucesso em todo lugar, independente do público, hoje decaiu muito, mas também a qualidade decaiu tbm, até desses mais antigos

 

p.s lembrando que antigamente gospel era o maior mercado do Brasil atrás do sertanejo apenas, então a queda foi enorme

Edited by CAIOO
Link to post
Share on other sites
  • VIP Premium Pride

surtou 

 

lógico que as bandas antigas caíram, mas nesse meio tempo várias outras ganharam muita visibilidade e repercussão 

 

KEMUEL, Gabriela Rocha,Preto no Branco

Link to post
Share on other sites
2 minutos atrás, Addison disse:

surtou 

 

lógico que as bandas antigas caíram, mas nesse meio tempo várias outras ganharam muita visibilidade e repercussão 

 

KEMUEL, Gabriela Rocha,Preto no Branco

 

Vc que surtou amore, a musica gospel hje não tem mesmo alcance que teve no passado,, Isso é nítido... 

Link to post
Share on other sites
7 minutos atrás, Addison disse:

 

KEMUEL, Gabriela Rocha,Preto no Branco

 

Só conheço a Gabriela Rocha por causa do Raul Gil; esses outros eu nunca ouvi falar; Isso que eu quis dizer com o tópico, o alcance da musica gospel antigamente ia além dos evangélicos. Que pessoa desse pais não sabe cantar por exemplo  a musica do Zaqueu do Regis Danese, ou Com Muito Louvor da Cassiane? 

 

Voltou a ser música de nicho. 

Link to post
Share on other sites
  • VIP Premium Pride
2 minutos atrás, ALF! disse:

 

Vc que surtou amore, a musica gospel hje não tem mesmo alcance que teve no passado,, Isso é nítido... 

surtou

 

antes vendiam cds hoje enchem as plataformas

 

so ver quantos ouvintes mensais têm os que citei acima 

Link to post
Share on other sites

A música no geral está muito separada por nichos, até mesmo o sertanejo que é sustentado por 5 ou 6 artistas explosivos e compensado por dezenas de ramificações genéricas.

 

A música gospel é cíclica, chama atenção do mainstream pelo menos de 10 em 10 anos e fica estagnada nesse meio tempo. Apesar disso, os grandes nomes continuam no topo do segmento. Esse ano mesmo o Diante do Trono saltou para o Top 15 das plataformas com o novo álbum dividido em duas partes e quatro singles e nomes como Aline Barros e Bruna Karla perderam lugar para Gabriela Rocha, Kemuel e vários da linha worship. É uma balança.

Link to post
Share on other sites

O surto do outro querendo dizer que os artistas do gospel atual fazem o mesmo sucesso que Aline Barros, Diante do Trono, Ana Paula Valadão, Cassiane e outros fizeram no passado... não chega nem na unha... 

Link to post
Share on other sites

Realmente não surgiram mais fenômenos como Diante do Trono, Aline Barros, Regis Daneses, Padre Marcelo Rossi e outros

Mas ultimamente tem surgido pequenos sucessos, como o grupo Kemuel, Midiã Lima, Gabriela Rocha, Isadora Pompeu...

Acho que com a forte tendência do Worship os grupos meio que viraram uma coisa só, o mesmo ritmo, a mesma pegada, aí fica difícil surgir algo diferente mesmo

 

Link to post
Share on other sites

Eu notei bastante essa queda. Parece que nessa virada do mercado para a era do streaming, muitos artistas e gravadoras não souberam conduzir bem e estão correndo atrás do prejuízo agora. Teve uma época,  em 2017, que as lives sessions eram exaustivamente produzidas para gerar mais streamings. Eu acho que o público cansou um pouco do formato que vinham fazendo da música gospel.

Apesar disso, Gabriela Rocha, Priscilla Alcântara, Daniela Araújo, Preto No Branco e outros deram um respiro e se sobressaíram, alcançando uma relativa significância no mercado fonográfico geral.

Dos cantores mais clássicos do gênero, apesar de não bombarem quanto em 2011 e 2012, notei que o Fernandinho é bem forte e a Aline Barros possuem boa audiência no geral. 

Essa era do streaming deu muita visibilidade para novos talentos e que momentaneamente obtem mais audiência que os nomes mais consolidados. 

Ta até interessante ver como muita coisa mudou. 

A Aline Barros eu acho que tá indo muito bem. Apesar de ter um estilo mais maduro e clássico, ela tem trazido sonoridades modernas para seus projetos, o que ajuda a manter o público dela que gosta de algo mais adoração e ao mesmo tempo se torna relevante pro público mais novo e que estão mais presentes nos serviços de streaming. 

Destaco positivamente a faixa Amém, que conta com produção moderna, no estilo worship. O EP "Reino" está muito bom. 

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.






Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.