Jump to content
×
×
  • Create New...


Search the Community

Showing results for tags 'pesquisa'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Entertainment
    • TV News
    • International TV & Streaming
    • Movies
    • On Air
    • A Fazenda 12
  • Geral
    • General Area
    • Tecnologia
    • Music
    • Esportes
    • Politics
  • Feedback
    • Compra de pontos
    • Site Questions
    • Archive
  • Funhouse EPlay's Monte seu Top 10
  • Funhouse EPlay's Geral
  • Funhouse EPlay's Avalie a Celebridade
  • Funhouse EPlay's Avalie o Bofe
  • Funhouse EPlay's Avalie o País

Categories

  • Anúncios
  • Novelas
    • Review
  • Política
    • Review
  • Music
    • Review
  • Esportes
    • Review
  • Cinema
    • Review
  • Reality Shows
  • Varieties

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Website URL


Twitter


Instagram


Spotify


Snapchat


Last.fm


TVShow Time


Banco de Séries


Filmow


Skype


Localização


Interesses

  1. Marília Arraes lidera e o segundo lugar está indefinido A pré-candidata do PT, Marília Arraes, aparece na dianteira com 21% na primeira pesquisa de intenção de voto para prefeito do Recife feita pelo Instituto Potencial com exclusividade para este blog. Em segundo lugar, empatados, tecnicamente, despontam Patrícia Domingos, do Podemos, com 12%, Mendonça Filho, do DEM, também com 12%, Daniel Coelho, do Cidadania, com 10%, e João Campos, do PSB, com 9%. Abaixo, bem distantes, Marco Aurélio Meu Amigo, do PRTB, pontuou 3% e Alberto Feitosa, do PSC, 1%. Indecisos somam 15% e brancos e nu
  2. Pesquisa DataPoder360 mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro tem 40% de aprovação e 47% de desaprovação. Os números se mantiveram estáveis, considerando a margem de erro de 2 pontos percentuais. Há 15 dias, segundo o último levantamento, 41% aprovavam a administração federal e 49% desaprovavam. De lá para cá, Bolsonaro evitou proferir ataques a adversários e fazer declarações controversas a jornalistas na porta do Palácio da Alvorada. A última vez que o presidente falou no “cercadinho” de proteção da portaria da residência oficial da Presidência foi em 9 de junho.
  3. Paraná Pesquisas - Prefeito SÃO PAULO/SP Cenário 1 Bruno Covas 25.9% Datena 19.5% Marcio França 9.4% Marta Suplicy 7.6% Boulos 6.3% Andrea Matarazzo 4.4% Mamãe Falei 3.3% Jilmar Tato 2.3% Joice 1.7% Não Sabe / Nulo 18% Cenário 2 Bruno Covas 22.8% Celso Russomano 20.0% Paulo Skaf 10.4% Marcio França 7.7% Marta Suplicy 6.9% Boulos 5.5% Andrea Matarazzo 3.6% Mamãe Falei 2.8% Jilmar Tato 1.9% Joice 1.3% Não Sabe / Nulo 16% Cenário 3 Bruno Covas 22.6%
  4. O apoio do brasileiro à democracia cresceu em meio ao agravamento da crise política do governo Jair Bolsonaro, e atingiu o maior índice da série histórica do Datafolha. Segundo o instituto, 75% dos entrevistados consideram o regime democrático o mais adequado, enquanto 10% afirmam que a ditadura é aceitável em algumas ocasiões. Foram ouvidas 2.016 pessoas nos dias 23 e 24, por telefone. A margem de erro é de dois pontos para mais ou menos. O sentimento democrático cresce com o grau de instrução e com maior renda, passando de 66%, entre quem tem o ensino fundamental
  5. Enquanto avança no Congresso a definição do calendário eleitoral deste ano diante da pandemia, o Instituto Paraná Pesquisas realizou um levantamento, devidamente registrado no TSE, sobre a disputa pela Prefeitura de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Entre os dias 19 e 23 deste mês, o instituto ouviu 802 eleitores, por telefone, na capital gaúcha. O atual prefeito, Nelson Marchezan Jr, lidera em todos os cenários do levantamento. Na pesquisa estimulada, quando os eleitores são questionados sobre quem votaria a partir de uma lista de candidatos, Marchezan Jr aparece com 20,8% das int
  6. Cenário 1 Bruno Covas 23% Márcio França 13% Marta 11% Guilherme Boulos 8% Jilmar Tatto 3% Andrea Matarazzo 2% Mamãe Falei 2% Joice Hasselman 2% Orlando Silva 1% Cenário 2 Celso Russomanno 19% Bruno Covas 17% Marta 13% Guilherme Boulos 10% Jilmar Tatto 2% Andrea Matarazzo 2% Mamãe Falei 2% Joice Hasselman 1% Orlando Silva 1% O levantamento mostrou ainda que 29% dos eleitores querem um nome “com experiência na política”, se contraponto a 14% que buscam “alguém novo e fo
  7. Presidente Jair Bolsonaro - em Salvador AVALIAÇÃO Ótima - 7,0% Boa - 10,0% Regular - 22,4% Ruim - 12,6% Péssima - 46,2% Não Sabe - 1,8% APROVAÇÃO Aprova - 26,2% Desaprova - 70,4% Não Sabe - 3,4% Governador Rui Costa - em Salvador AVALIAÇÃO Ótima - 24,9% Boa - 37,3% Regular - 27,3% Ruim - 5,1% Péssima - 4,1% Não Sabe - 1,2% APROVAÇÃO Aprova - 77,0% Desaprova - 18,8% Não Sabe - 4,3% Prefeito ACM Neto AVALIAÇÃO Ótima - 28,4% Boa - 39,4%
  8. AVALIAÇÃO DO GOVERNO BOLSONARO Aprova - 43% Desaprova - 45% Não Sabe - 12% ELEIÇÕES 2020 - ESPONTÂNEA Amazonino Mendes (PODE) - 7% David Almeida (Avante) - 3% Arthur Virgílio Neto (PSDB) - 2% José Ricardo (PT) - 1% Serafim Corrêa (PSB) - 1% Não Sabe - 72% Branco/Nulo - 9% Outros - 5% ESTIMULADA Amazonino Mendes (PODE) - 26% David Almeida (Avante) - 15% Eduardo Braga (MDB) - 6% José Ricardo (PT) - 6% Serafim Corrêa (PSB) - 5% Alberto Neto (Republicanos) - 4% Josué Neto
  9. Não consegui diminuir a imagem. A matéria completa é do VALOR: https://valor.globo.com/politica/noticia/2020/06/15/aumenta-rejeicao-a-ideias-golpistas-mostra-pesquisa.ghtml
  10. A tendência de alta da reprovação (ruim/péssimo) registrada no momento de 42 para 49 e depois 50% acabou e agora forma uma nova tendência de estabilização (mais para queda) de 50, 49 e 48% nas últimas 3 pesquisas, ao passo que a aprovação foi de 25, 26 e 28% também nas últimas três. É, amigos... vamos ver se isso tem a ver com o auxílio emergencial ao longo dos próximos meses. Outro dado interessante é que 40% do país não se identifica com nenhuma das manifestações ocorridas (nem contra, nem a favor do governo). Achei um número bem expressivo, ante 33% que concorda com
  11. O governo do presidente Jair Bolsonaro tem 41% de aprovação e 50% de desaprovação, segundo levantamento de opinião do DataPoder360 realizado nesta semana, de 8 a 10 de junho de 2020, com 2.500 pessoas em todo o país. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Antes de perguntar sobre aprovação e desaprovação, o DataPoder360 começou indagando se o entrevistado achava o trabalho do presidente ótimo/bom, regular ou ruim/péssimo. Os percentuais apurados mostram que a rejeição segue em trajetória de alta, tendo ido de 44% para 47% em duas semanas. A taxa de regular variou de 23% para 20%. A a
  12. A reprovação dos paulistanos a medidas tomadas pelo prefeito Bruno Covas (PSDB) e pelo governador João Doria (PSDB) em relação à pandemia do novo coronavírus aumentou entre abril e maio. A mesma movimentação aconteceu com relação ao Ministério da Saúde e ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Os resultados constam da pesquisa da Rede Nossa São Paulo, em parceria com o Ibope, divulgada hoje. Em relação a Covas, a parcela da população que considera inadequadas as medidas tomadas por ele para conter a pandemia saltou de 20% para 35% em um mês. Já os que consideravam a
  13. https://www1.folha.uol.com.br/poder/2020/05/com-crise-na-saude-avaliacao-de-bolsonaro-na-pandemia-piora-mostra-datafolha.shtml Bolsonaro tem reprovação de 50% e aprovação de 27% na gestão da crise do coronavírus, diz Datafolha Levantamento ouviu, por telefone, 2.069 pessoas maiores de idade na segunda e na terça-feira; margem de erro é de dois pontos percentuais. Por G1 Pesquisa do Instituto Datafolha publicada no site do jornal “Folha de S.Paulo” no final da noite desta quinta-feira (28) mostra os seguintes percentuais de avaliação da atuação do
  14. Avaliação da administração do Governador Ronaldo Caiado Ótima - 15,7% Boa - 35,5% Regular - 30,6% Ruim - 6,4% Péssima - 9,7% Não Sabe - 2,2% Aprova - 70,1% (76,1% entre os com 60 anos ou mais) Desaprova - 24,4% Não Sabe - 5,5% Avaliação da administração do Presidente Jair Bolsonaro Ótima - 19,5% Boa - 20,5% Regular - 20,3% Ruim - 8,1% Péssima - 29,5% Não Sabe - 2,1% Aprova - 50,7% Desaprova - 45,3% Não Sabe - 4,0% Entre as mulheres: 41,7% aprovam; 52,9% desapr
  15. A rejeição ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cresceu ao longo do mês passado, cristalizando uma polarização assimétrica na população em meio à crise sanitária, econômica e política pela qual passa o Brasil. Segundo pesquisa do Datafolha feita na segunda (25) e na terça (26), já sob o impacto da divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril, 43% dos brasileiros consideram o governo ruim ou péssimo. Recode na gestão, esse número era de 38% no levantamento anterior, de 27 de abril. Foram ouvidos 2.069 adultos, com margem de erro de dois pontos percentu
  16. O vídeo da reunião ministerial , tornado público por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), conseguiu mobilizar um grupo de críticos da direita à esquerda na rejeição ao governo Bolsonaro, e deixou a base pró-governo ainda mais isolada. É o que mostra monitoramento das discussões e interações no Twitter feito pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas: o repúdio ao governo Bolsonaro alcançou mais de 58,4% das interações no Twitter em 24 horas, gerando uma nova convergência da oposição, que desta vez reuniu desde deputados da esquerda ao ex-minist
  17. Em sua opinião, quem é o maior responsável pelas mortes causadas pelo coronavírus no Brasil? Presidente Jair Bolsonaro - 35,1% Governadores - 12,7% População - 9,4% Todos - 6,0% Supremo Tribunal Federal (STF) - 5,6% Prefeitos - 4,1% A China - 4,0% Deputados federais e senadores - 3,2% O vírus - 2,1% Todos os políticos - 1,7% Outras citações - 1,2% Ninguém - 8,1% Não sabe - 6,8% A pesquisa completa: https://www.paranapesquisas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/MídiaBR_Mai201.pdf Foram ouvidas 2258 de
  18. Há dois meses Joe Biden propôs, em debates e entrevistas, que EUA e outros países ricos do Hemisfério Norte destinem 20 bilhões de dólares (cerca de R$120 bilhões na cotação atual) ao Brasil como incentivo para o país parar de queimar/desmatar deliberadamente a Amazônia https://g1.globo.com/mundo/eleicoes-nos-eua/2020/noticia/2020/03/16/em-debate-biden-diz-que-destinara-us-20-bilhoes-para-brasil-combater-incendios-na-amazonia.ghtml Não ficou claro se seria um valor anual ou para os 4 anos de mandato do Biden. Claro que entre proposta e prática existe um abismo, mas o q
  19. Avaliação do prefeito ACM Neto (DEM) - em Salvador Ótimo/Bom - 79% Regular - 15% Ruim/Péssimo - 1% Não Sabe - 5% Avaliação de ACM Neto no combate ao coronavírus - em Salvador Ótimo/Bom - 84% Regular - 13% Ruim/Péssimo - 1% Não Sabe - 2% Avaliação do governador Rui Costa (PT) - na Bahia Ótimo/Bom - 53% Regular - 34% Ruim/Péssimo - 10% Não Sabe - 3% Avaliação do governador Rui Costa (PT) - por região do Estado Avaliação de Rui Costa no combate ao coronavírus - na Bahia Ótimo/Bom - 6
  20. https://veja.abril.com.br/politica/com-acoes-direcionadas-aos-mais-pobres-bolsonaro-muda-base-de-apoio/ Com ações direcionadas aos mais pobres, Bolsonaro muda base de apoio Cresce a popularidade do presidente entre a população de baixa renda e menos escolarizada Em termos de popularidade, Jair Bolsonaro é um fenômeno de sobrevivência em processo acelerado de mutação. Cada nova pesquisa feita em tempos de coronavírus revela mais arranhões em sua imagem, frutos direto do estado negacionista do capitão diante do problema, do descompasso entre o discurso da “gripezinha”
  21. https://www.poder360.com.br/datapoder360/bolsonaro-tem-30-de-aprovacao-e-39-de-rejeicao-diz-datapoder360/
  22. A avaliação positiva do governo Jair Bolsonaro (sem partido) oscilou negativamente de 34,5% para 32%, segundo pesquisa CNT/MDA, divulgada hoje (12). Já a avaliação negativa do governo Bolsonaro disparou: de 31% para 43,4%. O último levantamento havia sido feito em janeiro deste ano. Confira aqui a íntegra da pesquisa. Segundo a CNT (Confederação Nacional dos Transportes), foram feitas 2.002 entrevistas por telefone, entre 7 e 10 de maio, com pessoas de 494 municípios, de 25 Unidades da Federação. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. A avaliação positiva conside
  23. 68% dos paulistanos das classes A, B e C apoiam medidas de Doria e Covas no combate ao coronavírus; 26% aprovam ações de Bolsonaro, diz Ibope https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/05/05/68percent-dos-paulistanos-apoiam-medidas-de-doria-e-covas-no-combate-ao-coronavirus-26percent-aprovam-acoes-de-bolsonaro-diz-ibope.ghtml Cerca de 40% dos entrevistados não se sentiram capazes de opinar sobre os trabalhos dos vereadores e deputados. Pesquisa foi feita pelo Ibope a pedido da Rede Nossa São Paulo. Por Vivian Reis, G1 SP 05/05/2020 10h00 Atualizado há 26 minutos

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.