Jump to content


Jim Gordon

Membro
  • Content Count

    84
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    64 [ Donate ]

Community Reputation

61 Iniciante

1 Follower

Recent Profile Visitors

419 profile views
  1. Movimento ERRADO. O público da Record quer outra coisa. O DE de hoje não é nem sombra do que já foi justamente por passar horas falando de espinafre, bicho, celebridades...
  2. Gosto dessa postura "assumida". Se muitos jornalistas "se assumissem" esquerdistas, os argumentos do Bolsonarismo terminariam. O que irrita é a falsa isenção, e não a real ideologia do jornalista.
  3. Não sabia que ele tinha sido demitido. Mas o Azenha continua, né? Valeu pela informação.
  4. É uma "meia-verdade". A Lemos também é de Esquerda. O JR tem dois repórteres de EXTREMA ESQUERDA: Rodrigo Vianna e Azenha. Vejam as redes sociais de ambos. São alinhados ao PSOL. Se houvesse essa caça às bruxas, ambos não estariam mais lá.
  5. Poucos parecem se lembrar, mas o Silvio Santos amargou ANOS de derrotas consecutivas para a Record entre 2008 e 2013. Perdia toda semana.
  6. O estrondoso sucesso protagonizado pelo Flamengo continua a repercutir fora das quatro linhas, e agora pode atingir uma nova gigante: a Netflix. Em guerra com a Globo – que ainda não pode transmitir partidas do Rubro-Negro válidas pelo Campeonato Carioca -, o Flamengo está, de acordo com inúmeras fontes, negociando uma parceria de enormes proporções com a Amazon, empresa mais valiosa do planeta. A megacorporação norte-americana estaria disposta a estampar seu logotipo no principal espaço da camisa do Flamengo e, com isso, tornar-se a principal patrocinadora do clube carioca. A princípio, esta parece ser uma notícia que nada tem a ver com o universo da TV e da Comunicação, mas alguns dos “efeitos colaterais” desta possível parceria já estão sendo monitoradas por diversas empresas do setor. Tudo isso por causa de um mercado cada vez mais consolidado e promissor: o streaming. AMAZON x NETFLIX: A BUSCA POR UM “GOL DE PLACA” Desde 2006, a Amazon criou seu próprio serviço de streaming, mas foi nos últimos anos, ao rebatizá-lo de Amazon Prime Vídeo, que a empresa tornou-se a principal “dor de cabeça” da Netflix. Tal qual a rival, a Amazon passou a investir em superproduções próprias e ganhou terreno em todos os continentes. No Brasil, a expansão intensificou-se no ano passado e milhares de brasileiros aderiram ao Prime Vídeo, que, inclusive, apostou em um agressivo valor mensal de R$ 9,90 (inferior ao pacote mais básico da Netflix) para angariar assinantes. Com o exponencial aumento de visibilidade da marca caso o acordo com o Flamengo se concretize, a expectativa é que a ascensão do Prime Vídeo ganhe um novo capítulo. A produção de séries documentais sobre a trajetória do Flamengo (algo já feito pelo Globoplay no ano passado) podem ser apenas uma das estratégias utilizadas pela Amazon para impulsionar seu serviço de streaming por aqui. Divulgações do Prime Vídeo na Fla TV e nas mídias sociais do clube também deverão ocorrer. RECEITA QUE PARECE DAR CERTO Atualmente, o banco virtual BS2 é o principal patrocinador rubro-negro, e a satisfação da empresa com o patrocínio é tamanha que, mesmo com a chegada da Amazon, o banco estaria negociando para permanecer com algum espaço na camisa do Flamengo, ainda que fosse nas mangas da mesma. Prestes a se concretizar, a união entre Flamengo e Amazon pode, parafraseando o atacante Bruno Henrique, conduzir ambos a “um novo patamar”, algo que tanto a Globo quanto a Netflix – cada qual por suas próprias razões – não gostariam que acontecesse. https://rd1.com.br/possivel-novo-patrocinio-do-flamengo-representa-risco-a-netflix/
  7. Por isso sempre digo: Geraldo maior injustiçado da história da Record. Antes de ser sabotado pela própria, ele era LÍDER ou, no mínimo, dava 8 pontos neste horário.
  8. Meu Deus, eu não acredito que fizeram um HED normal, repleto de pautas fracas, para um dia que deveria ser um divisor de águas. RECORD PODRE.
  9. Teria sido mais, se não fosse o Coronavírus. Ele fez o Jair dar uma "sumida" dos noticiários.
  10. Lembro desse dia. Triste a queda da Record. Está no fundo do poço.
  11. Nota encomendada. A alta da audiência é por causa do Sikera, nada a ver com a Godoy. Dizer que o programa dela é "um dos destaques da programação" é brincadeira.
  12. A polêmica envolvendo Rose Miriam Di Matteo e a família biológica de Gugu Liberato ganha um novo capítulo a partir de uma antiga entrevista concedida pelo apresentador. Conhecido por sua extrema discrição, Gugu concedeu apenas 3 entrevistas intimistas ao longo dos onze anos em que esteve na Record. O mais recente destes bate-papos foi conduzido pela jornalista Janine Borba em 2015, ano no qual Gugu retornava à TV para comandar um programa que levava seu nome. Algumas palavras ditas pelo apresentador tornaram-se extremamente importantes para que sua relação com Miriam possa ser “traduzida”, embora, à época, soassem banais. Janine começa a matéria mostrando partes da casa de Gugu em São Paulo, e, quando o assunto chega aos filhos do apresentador, ela lhe faz, aos 3’25 do vídeo, uma pergunta crucial: “Eles moram com você? Eles ficam mais com…? Como funciona isso?”. A pergunta deixa claro que a jornalista já sabia que Gugu e Rose não moravam juntos, e tinha dúvidas acerca de qual das casas servia de lar para as três crianças, situação comum para filhos de pais separados. O apresentador não a corrige, mas limita-se a responde timidamente: “Não, a gente divide”, dando a entender que as crianças ficavam ora consigo, ora com Rose. O verbo “dividir” mostra que Gugu deixava claro não residir na mesma casa em que a genitora das crianças. SINCERIDADE DE CRIANÇA REVELA SEGREDO DOS ADULTOS? No mesmo vídeo, outro momento-chave ocorre quando João, filho mais velho de Gugu, afirma ter sentido ciúme ao ver o pai sendo beijado por Adriane Galisteu em uma brincadeira feita pela loira no extinto Programa do Gugu. O diálogo começa aos 5’40 do vídeo. João relembra o beijo e, em tom de brincadeira, Janine lhe pergunta: “Ah, mas você vai ter ciúme da Galisteu? Ela é linda!”. Ao que João replica: “Eu tenho ciúme do meu pai”. A jornalista, então, lhe faz uma nova pergunta: “Tem que passar por você primeiro?”. E o menino confirma: “Tem que passar por mim”. Subentende-se que, caso Gugu fosse casado com sua mãe, o menino a teria citado ou até mesmo dito que “tem que passar pela mamãe”, mas em nenhum momento João cita a preocupação com a mãe como fonte do seu ciúme, mas tão somente seu próprio sentimento infantil. A resposta do menino não possui nenhum sinal de corte e/ou edição. Curiosamente, no fim de semana da morte do apresentador, a Record reexibiu a entrevista conduzida por Janine Borba em 2015, mas ocultou o trecho em que João relembra o beijo do pai, deixando-o deliberadamente de fora da reprise da reportagem. Abaixo, você pode conferir, em um vídeo “apócrifo” feito por um telespectador, a reportagem completa, com o revelador trecho sobre o beijo, e também a entrevista editada, postada no canal oficial do Domingo Espetacular. https://rd1.com.br/video-gugu-e-seu-filho-dao-sinais-de-que-o-apresentador-nao-era-casado
  13. Vergonha alheia. O pior é que a cena se passa à noite, e o programa no mundo real vai ao ar ao meio-dia.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.