Jump to content


Scofiellldd

Membro
  • Content Count

    315
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    138 [ Donate ]

Community Reputation

138 Ok

About Scofiellldd

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. É uma audiência muito próxima a que Milton Neves registrava nas noites de domingo da Record no início dos anos 2000 (mais baixa, até). A emissora, literalmente, retornou a essa insignificância.
  2. Esse ''Domingo Espetacular'', que já respirava por aparelhos, desapareceu oficialmente.
  3. Queriam garimpar uma grana nas costas dos coitados do bispos contando que não haveria retratação....Pra afrontar é preciso ter alcance....Então, né?!!!
  4. Rapaz, a Record não tem condição de afrontar nem um terreiro de umbanda, dirá a igreja católica.
  5. A metragem não será problema...Com a quantidade de corte que haverá para adequar o filme ao horário, esse espaço dá e sobra.
  6. Pensa na felicidade da IURD, que não admitia perder nenhum minuto de programação, ao perceber que o "sacrifício" ainda foi em vão? Quem passar próximo à rua da várzea vai sentir muito cheiro de queimado.
  7. Exato. As empresas do grupo de Silvio anunciam unicamente no SBT, o que lhe gera muito retorno... É só dar uma olhada na audiência dos infomercias. A Jequiti mesmo, com menos de 3 anos de lançamento já faturava meio BILHÃO. É um círculo saldável. As empresas são divulgadas e, por sua vez, injetam recursos na emissora. É algo muito, mas muuuuuito distinto ao fato de se "locar" 5 horas, na madrugada, para uma IGREJA de mesmo proprietário da locadora, dando traço de rating, ao custo de mais de 600 milhões por ano. Tentar mixar esses dois movimentos é absurdo...abusando, aqui, do eufemismo.
  8. As empresas do grupo são exatamente isso: empresas. Pagam impostos, apontam balanços. IURD é, ou deveria ser, organização sem fins lucrativos, ou simplesmente: IGREJA. "Seu" dinheiro, fruto de operação não comercial e não tributado, é "absorvido" por uma empresa que, embora DEVA declará-lo, chega livre de impostos da fonte, que é do mesmo acionista. Isso, por si só, a qualquer olho, já torna perceptível a diferença entre transação comercial e injeção - que, deveria até ser considerada ilegal - de dinheiro. Nem é necessário entrar em questão de tabela de preço e horário.
  9. Feltrin, mais uma vez, "costura a rua". O cara chama a atenção para uma suposta crise no mercado Tv, mas o conteúdo de sua coluna se refere a uma ação para beneficiar o Sofitel e não a emissora. Embora o grupo seja, de fato, um grande anunciante da rede, o Jequitimar fica na rabeira desse espelho. O que deve estar havendo, sem dúvidas, é a pouca procura por uma hospedagem caríssima em tempos de recessão e, Silvio, como sempre, busca blindar suas empresas em épocas de seca. Nada mais.
  10. @Clô Hernandes Por que última prévia?
  11. O SBT sempre foi referência no tratamento a seus colaboradores e isso não é de hoje.
  12. O plano sequencia da primeira cena do primeiro capítulo (não da abertura) dessa novela foi algo muito ousado pra época. Quem puder ver, veja. Tecnicamente, irretocável.
  13. Um dos principais segredos para a manutenção de qualquer emprego é conhecer a empresa onde se trabalha. O SBT, DESDE SEMPRE, é uma emissora GOVERNISTA. Na atual gestão, existe afeição ainda maior. Rachel, sabendo do bolsonarismo do canal, se coloca de forma absolutamente hostil, dia após dia, criticando, se utilizando de apelidos e atacando diretamente o presidente e seu entorno - ainda que tal postura se dê por sua conta, em seus espaços sociais. Se ela está certa, se está errada, é outra discussão. O que não se pode negar é o resultado absolutamente previsível de tudo isso. Rachel, se não imaginava onde esse rio iria desaguar, é muito ingênua. Certamente, não é o caso.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.