Jump to content


Cuca

Membro
  • Content Count

    1,176
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    45 [ Donate ]

Everything posted by Cuca

  1. Também já estão veiculando outras chamadas relativas aos 10 anos.
  2. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  3. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  4. Na reprise atual, todas as vinhetas originais são cortadas.
  5. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  6. Mora nos Estados Unidos e tem um casal de filhos ainda pequenos.
  7. saudade da logomarca da Globo no centro
  8. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  9. Marluce também adotou os encerramentos só com o selo nessa época... quanto menos espaço interprograma, melhor. Pra evitar afugentada de público.
  10. rolavam aqueles Caldeirões de verão antigamente em 2011 foram gravados 8 programas na praia das Dunas em Fortaleza, por exemplo
  11. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  12. Após quatro semanas desde o início de sua reprise, a TV Pirata, exibida entre os anos de 1988 e 1992, levou o canal Viva ao terceiro lugar no ranking dos canais pagos. Desde o dia 1º de janeiro, já assistiram ao programa 1 milhão e 215 mil assinantes. Cristina Pereira não perde um episódio da repriseA festa entre os fãs da atração pode ser vista, por exemplo, nas redes sociais da internet. O Orkut conta com a comunidade TV Pirata Forever, que reúne mais de 43 mil pessoas. Há, também, uma comunidade dedicada a Barbosa (Ney Latorraca), com mais de 4.000 membros. Admirador do programa, o jornalista Nelson Gobbi, de 34 anos, comprou os DVDs da série, quando eles foram lançados em 2005. Mesmo assim, ele acompanha a reexibição. - Assisti à primeira exibição na TV e depois comprei os DVDs. Acompanho agora, no Viva, primeiro para rir de novo e, depois, porque o canal está exibindo na ordem cronológica. Tem muita coisa que vai ao ar e não tem no DVD. Gobbi enumerou para o R7 seus quadros preferidos e disse que o politicamente correto atrapalhou o humor nos dias de hoje. - Em geral, as pessoas lembram mais de Fogo no Rabo [sátira da novela Roda de Fogo] e As Presidiárias, mas eu gosto mais das sátiras dos programas de TV e das propagandas. Naquela época, havia mais liberdade para satirizar e não havia o politicamente correto. Programa mudou a matriz da comédia na televisão brasileira Tão diverso quanto o elenco da TV Pirata, o time de autores é até hoje referência de humor e inteligência. A lista seleta inclui craques como Luis Fernando Veríssimo, os já falecidos Mauro Rasi e Vicente Pereira, além de Patrycia Travassos, Pedro Cardoso e Pedro Pinheiro. O humor televisivo, que até os anos de 1980 tinha a fórmula dos quadros fixos e a repetição de bordões, sofreu uma mudança radical com a TV Pirata. Além de quadros novos a cada programa, a atração satirizava a própria Rede Globo – numa vinheta, a logomarca da emissora era destruída. No programa de estreia, foram ao ar 33 quadros e poucos deles tiveram continuidade. Alguns, no entanto, permaneceram por um bom tempo, e não há fã que não dê um sorriso ao se lembrar da saga de Barbosa, da já citada novela Fogo no Rabo, bem como da série As Presidiárias. Da crítica e da ironia ao jornalismo e aos jornalistas, passando pelos políticos e pelas novelas e atores da Globo, a TV Pirata gerou polêmica, sendo amada por uns e odiada por outros. Se até meados da década de 80 a matriz do humor na televisão foi o rádio, a TV Pirata, com improviso, desprendimento e jogo de cintura, levou o palco e suas “falhas” para a frente das câmeras. A prova de tanto sucesso é Marco Nanini, Débora Bloch, Louise Cardoso, Ney Latorraca, Cristina Pereira, Diogo Vilela, Cláudia Raia, Regina Casé, Luiz Fernando Guimarães e Guilherme Karan serem até hoje garantia de muitas gargalhadas.
  13. Queria ver esse programa pra avaliar melhor. Saiu do ar precocemente.
  14. [[Template core/front/system/searchResult is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]]
  15. Já tem lá faz tempo. As IDs dos links ficam integradas aos dois serviços.
  16. A nova trinca do VIVA só comprova ainda mais a teoria. Uma novela dos anos 80, outra dos anos 90 e por fim uma da década passada.
  17. Teoria formulada a partir de uma conversa com o dono do excelente canal tevê WITH LASERS - acesse aqui Acho que grande parte dos users do fórum que acompanham o canal VIVA perceberam a demora do canal para lançar a primeira chamada de Baila Comigo. A novela estreará dia 20, e a primeira chamada foi veiculada apenas ontem, dia 9, a menos de duas semanas da estreia. O desleixo para com a obra, pode ser, infelizmente, proposital. A recente polêmica em torno dos cortes na novela Bebê a Bordo chocou e revoltou o público. A justificativa, pelos fãs: baixa audiência, graças ao humor afiado e "moderno" demais. E realmente: enquanto Tieta no mesmo horário chegava a 4 pontos (Excelente índice na TV paga), Bebê a Bordo mal chegava em 1. Tal decisão não veio ao acaso: vieram das mãos de Daniela Magnani, diretora do canal VIVA desde 2017. A antecessora, Letícia Muhana, comandou o canal com maestria desde 2010, chegando a dedicar-se exclusivamente a ele por algum tempo. Já Magnani, acumula as funções com o mesmo cargo, mas no GNT. De fato, nota-se o seu desinteresse pelo canal de reprises: enquanto chamadas do GNT povoam os comerciais do VIVA, não há uma "retribuição" da gentileza. Além do que, nota-se uma falta de clareza nas notas do VIVA desde os cortes ocorridos na novela supracitada: tudo é sem clareza, sem transparência. Tal situação chegou ao cúmulo do mesmo justificar que os cortes de Bebê a Bordo seguem os "critérios de programação". Que critérios de programação? Não é só na TV. O site do Canal VIVA deixou de ser uma fonte interessante de informação há quase 2 anos: as colunas e matérias frequentes deram lugar a uma homepage vazia, sem grandes novidades. A própria identidade visual que o canal estreou nesse ano, demorou pelo menos 1 mês para ser atualizada no site. Assustada com tamanho "boicote" a Bebê a Bordo, Daniela Magnani teria atrasado as chamadas de Baila Comigo propositalmente. Assim, o público que assiste o canal apenas pela TV, só saberia de sua reexibição a pouco tempo da estreia. A única chamada exibida até agora, foi postada no YouTube. Incrivelmente, já acumula 24 likes negativos. Como uma novela tão esperada e pedida sofreria tanto hate? Não seria surpresa se alguma hashtag contra a reprise da novela "brotasse" no dia da estreia da novela nos trending topics do Twitter. Tudo seria parte do plano de Magnani, para assim evitar a reprise de novelas mais antigas no canal, com medo de baixos índices. Assim, seria "justificável" tesourar a novela - ou até mesmo, cancela-lá antes do término e desovar os capítulos restantes no VIVA Play, onde só teremos acesso até 30 dias depois do fim na TV. Logo, muitas novelas dos anos 80 estariam sendo esquecidas cada vez mais no arquivo da Globo e fadadas a aparecerem menos de 10 segundos por ano no Vídeo Show - outro que está com os dias contados. O que acham?


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.