Jump to content


Gabriel14

Membro
  • Content Count

    1,148
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    38 [ Donate ]

Community Reputation

161 Ok

7 Followers

About Gabriel14

  • Rank
    Cookie
  • Birthday August 4

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Twitter
    antonygabei
  • Spotify
    antonygabeilbr
  • Filmow
    Gabriel225
  • Banco de Séries
    WhoHector

Recent Profile Visitors

1,901 profile views
  1. Segundo informações publicadas em seu site oficial, o WhatsApp deve começar, ao longo deste mês, a eliminar contas que fazem uso de versões não-oficiais do seu aplicativo de mensagens. A empresa refere-se à ação como “banimento temporário”, indicando a possibilidade de que eliminações possam ser revertidas, mas não oferece mais detalhes sobre esta parte específica. Em suma, programas como o GB WhatsApp e o WhatsApp Plus, entre diversos outros, devem se tornar inutilizáveis em um futuro próximo. Informações publicadas por fontes da imprensa internacional dizem que o WhatsApp decidiu seguir com esta ação por não poder validar a segurança desses apps terceirizados. “O WhatsApp dá profunda importância à segurança de nossos usuários. A fim de proteger a privacidade e segurança de suas contas, nós enfaticamente recomendamos que eles baixem o WhatsApp apenas por meio das lojas oficiais ou pelo nosso site. Nós continuamente aprimoramos nossas defesas contra serviços impostores a fim de ajudar a reduzir o abuso e manter os usuários do WhatsApp seguros”, disse um porta-voz da empresa ao Indian Express. Usuários passarão a receber, dentro dos apps não-oficiais, mensagens da própria empresa, informando-os de um “banimento temporário”. Se você faz uso de algum desses apps, veja a seguir o tutorial elaborado pelo próprio WhatsApp para migrar a sua conta para a versão sancionada pela empresa. Lembrando que, antes de tudo, é necessário aguardar o prazo para o fim do banimento. A própria mensagem mostrará um timer que informará a duração exata. Usuários do WhatsApp Plus deverão, segundo a empresa, ter seu backup restaurado normalmente assim que logarem no app oficial. Já os usuários do GB WhatsApp deverão seguir os passos a seguir: Clique em “More Options” (“Mais Opções”) Vá até “Chats”/”Conversas” e selecione a opção de backup das mensagens Feche o app e abra o gerenciador de arquivos do seu smartphone Encontre a pasta “GB WhatsApp” e renomeie-a para “WhatsApp” Feche o gerenciador e vá para a Play Store Baixe o aplicativo oficial do WhatsApp Insira seu número de telefone e, posteriormente, o código enviado a você por SMS Quando oferecida, selecione a opção de restaurar um backup O WhatsApp vai procurar a pasta correspondente (que você renomeou anteriormente) em seu gerenciador e fará a restauração das mensagens. https://canaltech.com.br/apps/usuarios-do-gb-whatsapp-e-whatsapp-plus-terao-contas-banidas-veja-como-evitar-134413/
  2. Uma pasta armazenada no Mega, serviço que sucedeu o Megaupload, serviu para reunir um dos mais extensos vazamentos da internet. Batizada de Collection #1, ela reunia mais de 1,1 bilhão de combinações de e-mails e senhas. O conteúdo, já removido da plataforma, era divulgado como uma “coleção de mais de 2 mil bancos de dados sem hash”, uma técnica que “disfarça” as senhas verdadeiras. Para facilitar o trabalho de quem a usava, a Collection #1 distribuía as informações por tópicos como e-mail, games e compras. A informação é do pesquisador de segurança Troy Hunt, que descreveu o vazamento em seu blog, e apontou a existência de 12 mil arquivos que totalizam 87 GB. Segundo ele, as informações presentes na pasta vazaram em momentos distintos, entre 2008 e 2018. O especialista afirma que percebeu a dimensão do problema a partir da quantidade de pessoas que entraram em contato com ele e de uma publicação em um fórum conhecido. “Em termos de risco que isso representa, mais pessoas com os dados obviamente aumentam a probabilidade de que eles sejam usados para fins maliciosos”, afirma Hunt. Hunt é o criador do Have I Been Pwned, um serviço que permite pesquisar se um e-mail está em listas de vazamentos. Ele afirma que este foi o maior vazamento já registrado no site e destaca que 140 milhões de e-mails nunca haviam aparecido por lá antes. A Collection #1 reunia 21,2 milhões de senhas únicas, um número relativamente baixo para a quantidade de e-mails armazenados. Com os e-mails, elas poderiam ser usadas para realizar uma ação conhecida como “credential stuffing”. “Em outras palavras, as pessoas pegam listas como essas que contêm nossos e-mails e senhas, depois tentam ver onde mais elas funcionam”, explica Hunt. “O sucesso dessa abordagem é baseado no fato de que as pessoas reutilizam as mesmas senhas em vários serviços”. Como saber se um e-mail estava na Collection #1? A maneira mais fácil de verificar se o seu e-mail estava em um dos bancos de dados da Collection #1 é fazer uma busca no Have I Been Pwned. O site cadastrou os milhões de e-mails presentes no diretório e pode indicar se você foi uma das pessoas afetadas. O serviço também oferece o Pwned Passwords, que permite fazer pesquisas pelas senhas que você usa. Assim, é possível saber quantas vezes elas já apareceram em vazamentos conhecidos e ter uma ideia sobre a segurança que elas oferecem. Caso você tenha encontrado alguma informação atual no site, a decisão mais cautelosa é alterar suas senhas no serviço indicado. Para evitar problemas no futuro com táticas como o “credential stuffing”, a dica é evitar utilizar a mesma senha em mais de uma plataforma. Fonte:https://tecnoblog.net/275339/vazamento-1-bilhao-e-mails-senhas/?utm_source=home&utm_medium=topo01
  3. Após a notícia de que o Google confirmou o fim do Hangouts, o próximo mensageiro já está em processo de extinção. O Allo será desativado no próximo ano e, assim, se junta ao grupo do Google+, Inbox e companhia no cemitério do Google. Mas alguém usava o Allo? No início deste ano, o Google já havia realocado todos os desenvolvedores da equipe do Allo. Naquela época, ainda se dizia que o trabalho no mensageiro Allo, que vinha com o Google Assistente integrado, só seria pausado. Agora, chega a cartada final: o Google anunciou em uma postagem no blog que o Allo será descontinuado em março de 2019. Até lá, a empresa dá aos seus usuários uma maneira de proteger seus históricos de bate-papo. Para salvar seu possível arquivo, veja as instruções aqui. Para justificar o fim desse app, o Google menciona o momento atual do aplicativo Mensagens. Há algum tempo, o aplicativo de SMS já envia também mensagens por meio do protocolo RCS e pode ser configurado como uma versão Android do iMessage da Apple. Mas nem tudo é fracasso no Google. Em contrapartida, o aplicativo de bate-papo por vídeo do Google, o Duo, registra cada vez mais usuários e é considerado um sucesso. Este ano, a empresa lançou o app bate-papo por vídeo também para iPad, tablets Android, Chromebooks e telas inteligentes. https://www.androidpit.com.br/fim-google-allo
  4. Ao meu ver quem escolhe PC como máquina principal para jogar já tem algum planejamento, Como gravar ou jogar games específicos. Agora o player casual tem preferência para algo que dure mais e seja menos complicado.
  5. Se não me engano esse repórter é de Araraquara, e lá eles usam Chroma mesmo, se tiverem reformando o estúdio, o Link Record News, vai ser em Chroma e o JR News.
  6. Vi gente concordando que a Samsung tá certa em vender nesse preço, se há quem compre... Mas vender o J8(leia-se um celular de entrada) por por 2000 temers é algo surreal demais.
  7. Enquanto se prepara para o lançamento do Galaxy Note 9, a Samsung confirmou que as vendas do Galaxy S9 e S9 Plus estão bem abaixo do esperado. A informação foi divulgada nesta semana pela empresa durante a apresentação dos seus resultados financeiros para o último trimestre. Desta forma, todos os relatórios anteriores acabaram sendo confirmados com os lucros da Samsung registrando uma queda de 4% em relação ao mesmo período de 2017. De acordo com a sul-coreana, grande parte desse resultado decepcionante se deve as baixas vendas do S9. Além disso, assim como a LG, a empresa também culpa o momento difícil vivido pelo mercado mundial de smartphones e o aumento da concorrência com fabricantes chinesas como fatores que derrubaram os seus resultados trimestrais. Como resultado final, apesar de não divulgar números de vendas referentes a aparelhos, a Samsung oficializou que obteve US$ 21,4 bilhões em receita com lucro operacional na casa dos US$ 2,38 bilhões. Se levarmos em consideração os resultados de 2017, é possível perceber que o estrago nas contas da empresa foi grande. Isso porque, no mesmo período do ano passado, a fabricante tinha US$ 27 bilhões em receita e US$ 6,8 bilhões em lucro. Naquela época, o grande responsável por esses números era o Galaxy S8, que tinha um bom desempenho de vendas. Com a divulgação dos resultados trimestrais, alguns analistas concluíram que o S9 não atraiu o consumidor: Uma das razões pelas quais os clientes não ficaram tão interessados na nova dupla é que eles não são significativamente diferentes de seus predecessores. Muitos clientes que compraram o Galaxy S8 tiveram poucas razões para atualizar e, com a concorrência no segmento de alta qualidade, é evidente que o Galaxy S9 não conseguiu gerar o tipo de resposta que a Samsung esperava. Agora, com a oficialização do mal desempenho do Galaxy S9, todas as apostas da Samsung se voltam para o lançamento do Galaxy Note 9. Por conta disso, a empresa pode até antecipar a chegada do aparelho em alguns mercados. https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n128493/galaxy-s9-derruba-numeros-samsung-trimestre.html
  8. Já pensou em colocar as suas músicas favoritas no Spotify como alarme para o despertador? Tenha você pensado nisso ou não, esse recurso começou a ser liberado nesta terça-feira (31) no Android e vai funcionar com o aplicativo de relógio do Google. A proposta é muito simples: permitir que você troque os sons tradicionais de alarme do relógio por músicas disponíveis no Spotify. No horário programado, a música vai tocar e, ao desligar o despertador, você vai ter a opção de continuar ouvindo o serviço. Dá para escolher praticamente qualquer música do acervo. Você pode, por exemplo, procurar uma faixa em seu histórico de reproduções, escolher uma das playlists para manhãs disponíveis no Spotify ou simplesmente buscar por uma música específica. Na primeira olhada, a intenção é boa: possibilitar que você escolha músicas condizentes com o seu objetivo pela manhã, como se sentir motivado, ganhar disposição para o dia ou relaxar. Mas a ideia pode não funcionar para todo mundo: eu, por exemplo, já tentei acordar com músicas que gosto, mas isso só me fez passar a odiá-las. De todo modo, para contar com o recurso, basta ter as últimas versões do relógio do Android e do aplicativo do Spotify — há compatibilidade com contas gratuitas e Premium. A nova função estará disponível para todos os dispositivos com Android 5.0 ou superior ao longo da semana. https://tecnoblog.net/253753/spotify-despertador-android/
  9. Será que depois desse evento o Esporte Fantástico sai da grade? Considerando que agora eles dificilmente vão investir em esporte?
  10. No mês passado vimos que a Apple trouxe para o Brasil as novas capas para iPhones e pulseiras para Apple Watch aos costumeiros preços salgados desses acessórios. Mais recentemente, a investida da empresa em solo brasileiro envolveu a adesão de novos bancos ao Apple Pay, e agora chegou a hora de mexer no território dos Macbooks e iMacs. Possivelmente devido ao aumento do dólar, a Maçã está aproveitando a chegada dos modelos com hardware atualizado - e processadores de oitava geração da Intel - para reajustar os preços dos modelos antigos em sua loja virtual. Se tratando de Apple, nem precisaríamos dizer que os valores estão sendo jogados para cima, e não para baixo. O aumento em alguns modelos chega a quase 20%, e agora o modelo mais básico - com Core m3 e 7°geração, 8 GB de RAM e SSD de 256 GB - custa R$ 11,499. Para ele, o reajuste foi de 17,3%. Quem mais sofreu com a novidade foi o o iMac de 21,5 polegadas com tela 4K, que saltou 19,6%, indo de R$ 11.199 para R$ 13.399. O modelo mais caro, com 27 polegadas e tela 5K, pulou de R$ 17.199 para R$ 20.199 (17,4%). Confira a seguir todos os reajustes: Modelo Preço anterior Preço novo MacBook Core m3, 8GB, e SSD de 256 GB R$ 9.799 R$ 11.499 MacBook Core i5, 8GB, e SSD de 512 GB R$ 11.899 R$ 13.999 MacBook Pro Core i5, 8GB, e SSD de 128 GB R$ 9.799 R$ 11.699 MacBook Pro Core i5, 8GB, e SSD de 256 GB R$ 11.199 R$ 13.299 iMac 21,5' Core i5, 8GB e 1TB de HD R$ 8.199 R$ 9.799 iMac 21'5 Core i5, 8GB e 1 TB de HD com Radeon Pro (4K) R$ 9.799 R$ 11.699 iMac 21'5 Core i5, 8GB e 1 TB de HD Fusion Drive e Radeon Pro (4K) R$ 11.199 R$ 13.399 iMac 27' Core i5, 8GB e 1 TB de HD Fusion Drive e Radeon Pro 570 (5K) R$ 13.899 R$ 15.999 iMac 27' Core i5, 8GB e 1TB de HD Fusion Drive e Radeon Pro 575 (5K) R$ 15.299 R$ 17.599 iMac 27' Core i5, 8GB e 2 TB de HD Fusion Drive e Radeon Pro 580 (5K) R$ 17.199 R$ 20.199 MacBooks Pro atualizados Também já aparecem no site da Maçã os novos modelos com processadores Intel Coffee Lake. Os modelos de 13 polegadas começam em R$ 11.699 e ir até R$ 13.299 nas versões tem a Touch Bar. Com ela, os valores variam de R$ 16.199 a R$ 17.799. Os modelos atualizados com tela de 15 polegadas possuem Touch Bar, e podem chegar até R$ 24.599. Apesar de já aparecerem no site da Maçã, os novos MacBooks Pro ainda não estão disponíveis para compra. Mas não é como se alguém pudesse realizar a compra deles assim, sem algum planejamento, quando muitos chegam perto do preço de um carro popular... Vale lembrar, os novos MacBooks Pro contam com o chamado teclado borboleta, que possui uma falha no design que levou a Apple a consertar aparelhos mesmo fora da garantia após a série de reclamações oriundas dos usuários. https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n127615/apple-reajuste-19-brasil-imacs-macbooks.html
  11. O Galaxy Note 9 finalmente está chegando e, claro, a cada dia mais próximo temos mais confirmações de como deve ser o próximo dispositivo premium da Samsung. Agora, um pôster do evento de lançamento confirmou mais detalhes do aparelho, em especial a cor do produto e da S Pen. A imagem foi veiculada pela famosa “fonte quente” de boatos Ice Universe, e mostra algumas coisas já especuladas ao longo desses últimos meses. O leitor biométrico fica abaixo da câmera dupla na parte traseira e o design foi ligeiramente refinado. O corpo conta com o “Lilás Roxo” e a caneta digital no modelo dourado — vista em algumas prévias há alguns dias. Aliás, o acessório pode vir com bateria própria, conexão Bluetooth e funcionalidades extras. O desenho mostra também a entrada para fone de ouvido no tamanho 3,5 mm. Para quem não se aguenta para ver a novidade, a boa notícia é que a espera está acabando: apresentação deve acontecer no dia 9 de agosto, em Nova York. https://www.tecmundo.com.br/produto/132128-poster-confirma-cores-entrada-fone-ouvido-galaxy-note-9.htm
  12. O Twitter tem mudado a forma como mede o número de seguidores na plataforma, em busca de amostras mais precisas. Um comunicado emitido nesta quarta-feira (11) avisa que a partir de agora as contas desabilitadas, que por alguma mudança de comportamento repentina estão suspensas, não entrarão mais na contagem de fãs de cada perfil. “Muitas pessoas perceberão uma diminuição de quatro ou menos seguidores; outras, que têm um número maior de seguidores, podem sentir uma queda mais significativa. Entendemos que isso possa ser difícil para alguns usuários, mas acreditamos que acuracidade e transparência fazem do Twitter uma plataforma mais confiável para servir à conversa pública”, explica Vijaya Gadde, membro da equipe de segurança da plataforma. Essa remoção não afetará as métricas dos Usuários Ativos Mensais (MAUs) ou dos Usuários Ativos Diários (DAUs). Os perfis desativados que não tiverem trocado sua senha após um período de mais de um mês já não são incluídos nessas medições. Contas desabilitadas são diferentes de spam ou robôs Para deixar mais claro, o Twitter detalhou o que considera “contas desabilitadas”. São perfis criados por pessoas reais, mas que passam a apresentar algum comportamento diferente, como: grande aumento no volume de respostas, menções a pessoas que não a seguem e tweets de links enganosos. Em uma definição mais simples mais simples da própria plataforma, “essas contas foram criadas por pessoas reais, mas não conseguimos confirmar que se elas continuam acessando-as e controlando-as”. São diferentes de spam ou robôs. “Contas automatizadas mal-intencionadas (às vezes chamadas de robôs) tipicamente demonstram comportamento de spam desde o início, são cada vez mais previsíveis e nós podemos usar nossa tecnologia para derrubá-las automaticamente.” https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/132107-twitter-nao-exibir-contas-desabilitadas-contagem-seguidores.htm --- Tomara que signifique o fim daquelas contas de "spam" que rara vezes são usadas por pessoas e sim para divulgar algo.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.

×