Jump to content


paulo123

Membro
  • Content Count

    2,922
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    379 [ Donate ]

Community Reputation

369 Bom

About paulo123

  • Rank
    Iniciante
  • Birthday 03/25/2001

Recent Profile Visitors

1,758 profile views
  1. Ainda essa história do pin drive da nina, pensei que essa dúvida já tinha sido esclarecida em 2012
  2. Novelão que ainda vai dar muito mais audiência ao longo dos meses
  3. Flávia Alessandra está aproveitando a oportunidade de fazer um trabalho diferente do que seu currículo costuma mostrar. Em Salve-se Quem Puder, a atriz que povoa a memória afetiva de parte do público devido a sua interpretação em Alma Gêmea (2005), tem a missão de defender Helena com novas características, o que nem sempre é fácil. A personagem criada por Daniel Ortiz é uma mulher dura, empresária de sucesso e que dá ares até de ser muito mais pragmática que emocional. Embora mude o tom quando precisa defender o enteado Téo (Felipe Simas), Helena está quase sempre equilibrada e dona de si em basicamente todas as situações da novela. Para defender este estilo, Flávia compôs um tom de voz próprio que não é rude e não chega a ser prepotente, mas é de quem sabe dar ordens, como se pedisse com educação, mas deixa claro ao ouvinte que é preciso obedecê-la se não quiser encarar as consequências. Esse tipo de interpretação tem relativo grau de complexidade porque pode transformar o personagem em distante do telespectador, que acaba não torcendo, o que não acontece neste caso porque a atriz empresta seu carisma e oferece humanidade ao olhar sempre diretamente com quem está conversando. Ao mesmo tempo, a empresária tem um segredo grave em seu passado e que foi revelado na última semana. A mãe biológica de Luna (Juliana Paiva) não abandonou a filha e o marido em Cancún, mas saiu fugida de lá ao pensar que os familiares estavam mortos. E a revelação deste história foi o que motivou os elogios à Flávia Alessandra. Numa sequência dramática em que foi obrigada a dosar o choro para que o público pudesse compreender o que ela dizia, ao mesmo tempo em que deveria emocionar, Flávia brilhou, mostrando a dor de uma mãe que tem a certeza de ter deixado sua filha para a morte. Até o tom de voz foi modificado, embargando as palavras e com pausas respiratórias que serviam para localizar o telespectador sobre os momentos de crescente emocional. Flávia Alessandra sempre foi uma atriz de interpretar pela voz e quase nunca pela expressão. É uma técnica e muita gente faz isso com maestria, como Fernanda Montenegro e até Meryl Streep, para citar duas. O ponto é que nem sempre ela acerta e consegue vender credibilidade, mas em Salve-se Quem Puder o acerto foi em cheio. A dor de uma mãe que perdeu a filha foi estampado, muito mais na voz que na expressão, de Helena, na tentativa de convencer o público que as sensações não eram de um personagem, mas de uma pessoa real. Por causa disso, Flávia Alessandra é a atuação da semana. https://m.natelinha.uol.com.br/colunas/tvxtv/2020/03/29/com-papel-diferente-flavia-alessandra-acerta-o-tom-em-salve-se-quem-puder-142905.php
  4. Sophie maravilhosa, tava fazendo falta nas novelas. Que volte com um bom personagem
  5. Sem dúvidas esse papel até o momento foi o divisor de águas na carreiras dele, ele tava realmente precisando de um papel assim
  6. Alinne Moraes dona dessa novela, só assistia pela Silvia mesmo


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.