Jump to content


All Activity

This stream auto-updates     

  1. Past hour
  2. Acho absurdo o SBT ter adquirido um pacote de filmes e ter apenas uma sessão na grade. Mesmo com os filmes sempre dando números mais do que satisfatórios. Esse reality novo que estreou na sexta-feira no lugar da Tela de Sucessos caiu um ponto na segunda semana. As sessões de filme que deveriam estar na grade: Cine Espetacular (terça-feira): com filmes inéditos, no horário nobre. Oito e Meia no Cinema (domingo): com filmes leves, infantis. Com certeza, chegaria a liderança no horário. Cine Especial (domingo): grandes bilheterias exibidas depois do Silvio Santos. Receberia em alta e conseguiria ótimos resultados. Cine Belas Artes (sábado): a sessão faz muita falta no final de noite dos sábados. Cinema em Casa (sábado): filmes arrasa quarteirão para bater o Cidade Alerta. domingo: 08h30 - Oito e Meia no Cinema 11h00 - Domingo Legal 15h30 - Eliana 19h30 - Programa Silvio Santos (Roda a Roda com quadro) 00h00 - Cine Especial 02h00 - Poder em Foco 03h00 - O Crime Não Compensa sábado 06h00 - Chaves 08h00 - Sábado Animado 12h30 - Henry Danger 14h15 - Programa da Maisa 15h30 - Programa Raul Gil 18h00 - Cinema em Casa 19h45 - SBT Brasil 20h30 - Topa ou Não Topa 21h30 - Esquadrão da Moda 22h30 - Bake off Brasil 00h00 - Cine Velas Artes 02h00 - Sobrenatural
  3. Provavelmente o filme vai funcionar como um "universo" à parte da série. Doctor Who teve filmes assim nos anos 60, com um elenco totalmente diferente interpretando versões de personagens que já existiam na série.
  4. Foi com essa música que realmente fui conhecer a Gaga a fundo, já ouvia Just Dance nas academias da vida, mas não sabia quem era hahaha
  5. As emissora são empresas, bem como muitas no país que estão passando por degradação financeira diante da crise, essa instalada desde 2015 e que infelizmente não estamos vendo uma luz no fim do túnel
  6. Agora tudo faz sentido, essa coreografia nova é em homenagem aos 10 anos né!
  7. Que texto medíocre. Vomitei de ler isso. Ana Maria tem seus méritos. Queria saber se a opinião desse cara que escreveu é a mesma hoje em dia.
  8. Fecha logo a esgoto TV e vende pra alguém que queira fazer televisão com seriedade
  9. Isso é meio que gosto pessoal. E achismo ´né? Geraldo continua dando 8/9, fora que nem tem 1 mês no comando do programa. Essa linha de shows da record é muito flopada, os formatos são cansativos, inclusive o Power Curple. Precisava de um realinhamento geral da grade.
  10. Reunião realizada na noite de ontem em São Paulo entre representantes dos sindicatos dos Jornalistas e Radialistas e da RedeTV terminou em impasse, segundo esta coluna apurou. Na prática, centenas de funcionários da emissora estão em "estado de greve", que pode ser deflagrada nas próximas horas. Tudo começou com o anúncio da emissora, no início da semana, de que cortaria as chamadas "horas extras" fixas que constam no salário de jornalistas e radialistas. A emissora soltou hoje mais um comunicado oficial em que explica os motivos que levaram à medida considerada radical (leia íntegra mais abaixo). Os jornalistas recebem cinco horas de salário e mais duas horas extras. Os radialistas, cinco horas mais três "extras". Por outro lado, em boa parte dos casos da RedeTV, as sete horas constam do contrato de todos os funcionários desde a origem —o que pode gerar eventualmente interpretação na Justiça de que o valor sempre se referiu a um salário completo, e não composto por horas extras. De qualquer forma boa parte dos funcionários não trabalha apenas sete e oito horas. Muitos fazem jornadas de dez, 12 ou até mais horas. Nesse caso eles podem incluir esses horários extras em um banco de horas. De toda forma o anúncio da RedeTV representaria um corte nos salários brutos recebidos de jornalistas em torno de 42%; e no de radialistas, em torno de 40%. A RedeTV alega dificuldades financeiras devido à (real) retração do mercado da publicidade. A emissora também perdeu a venda de vários horários de sua grade para igrejas nos últimos meses. A emissora tem se alinhado de forma integral com o novo governo Jair Bolsonaro, assim como SBT e Record. No entanto, o governo ainda não estaria "colaborando" o suficiente com seus apoiadores, que clamam por mais dinheiro publicitário federal. Nos três casos, nas três emissoras (que integram a joint-venture Simba), as receitas oriundas de publicidade federal jamais chegaram a nem sequer 10%. No caso da Globo, não chegam a 6%; Mesmo assim, é um dinheiro que faz falta. Entre os funcionários, o comentário é que a RedeTV optou em reduzir gastos cortando na carne —só que na carne dos funcionários. Outro lado Eis o comunicado enviado pela RedeTV na manhã desta quarta-feira à imprensa: "A RedeTV! promove atualmente uma reestruturação de custos em vários departamentos. Trata-se de uma série de medidas para adequar a empresa após anos de retração do mercado de televisão, como é de conhecimento geral. Essa realidade é comprovada pelo fato de outras empresas do setor terem recentemente tomado medidas duríssimas, incluindo grandes cortes, conforme amplamente noticiado. Enquanto isso ocorria, a RedeTV! não só não promoveu nenhum ajuste como, ao contrário, seguiu expandindo vários setores. Porém, ajustes se fazem necessários visando a continuidade saudável da empresa no momento de austeridade atual. Por último, a emissora deixa claro que, como nestes vinte últimos anos tem feito, seguirá acreditando no mercado e no país e, com certeza, com o previsto reaquecimento da economia serão retomados os investimentos, razão pela qual conta, como sempre, com o apoio e o comprometimento dos colaboradores. Assina: RedeTV!" https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2019/10/23/sindicato-negocia-so-se-redetv-cancelar-reducao-de-salario.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_content=geral&utm_campaign=televisao
  11. Resumo: Há exatos 10 anos, Lady Gaga parava o mundo pop ao lançar a apocalíptica "Bad Romance", considerada a Thriller da geração. A música vendeu mais de 15 milhões de cópias ao redor do mundo, colecionando certificada como o diamante pela RIAA, mesmo não tendo atingido o topo do Hot 100. Além de tudo isso, venceu 2 Grammys, 9 VMAs e se consagrou como uma das músicas mais premiadas da história. BC Charts Nesta quarta-feira(23), comemora-se uma década de uma das principais músicas de Lady Gaga, um de seus carros-chefes em apresentações e uma de suas músicas mais famosas e populares, considerada um enorme marco na música pop: Bad Romance completa 10 anos de lançamento! Sua introdução cativante e épica, seus traços silábicos e fonéticos e sua coreografia e trejeitos: são traços que marcaram uma geração e se mantêm vivos até os dias de hoje. A canção é o lead single do extended play (EP) The Fame Monster, álbum pop influenciado por gêneros como disco e glam rock, que conta com outros grandes sucessos de Gaga, como Alejandro e Telephone. Na Billboard Hot 100, teve o segundo lugar do ranking como pico máximo, obteve grande sucesso de vendas internacionalmente e conquistou dois Grammy Awards. Sua composição e inspiração segue a linha do álbum como um todo, de retratar o lado perigoso e negativo da fama. A canção é inspirada pelo medo da cantora de relacionamentos insignificantes e pela paranoia/compulsividade, explicando que o tema retrata liricamente o fato de estar apaixonada por seu melhor amigo. Confira abaixo a capa oficial da faixa, revelada 15 de outubro de 2009: Composição Essencialmente, Bad Romance é uma canção de estilo dance-pop com influências do techno e new wave, com 4m:54s de duração. Foi gravada em parceria com o produtor RedOne (que já havia trabalhado com Gaga em The Fame) nos estúdios Record Plant Studios, em Los Angeles, e FC Walvisch, em Amsterdã. Foi também papel do produtor marroquino, com uma vasta equipe, a edição vocal da faixa, bem como de sua engenharia de áudio. De acordo com Gaga, "Bad Romance" foi uma das primeiras músicas do The Fame Monster que foram escritas quando a cantora estava em sua primeira turnê, em 2009, pela "The Fame Ball Tour". As faixas compostas para o EP fazem metáforas quanto às próprias paranóias e conflitos que a cantora viveu em sua ascensão à fama, sobre os vários "monstros" abstratos que enfrentou durante seus primeiros passos na indústria musical. Enquanto que Alejandro faz referência ao "monstro dos homens", Teeth ao "monstro da verdade" e Speechless ao "monstro da morte", Bad Romance referencia o "monstro do amor". Gaga explicou que geralmente sentia-se sozinha quando estava em um relacionamento e concluiu que atraiu-se por homens com quem seus romances foram insignificantes. Lady Gaga foi a co-produtora da faixa, além de vocalista principal. A cantora possui grande influência da sonoridade musical de décadas passadas em suas faixas e trabalhos, principalmente vindas dos anos 1970 e 1980. Em Bad Romance não foi diferente. O crítico musical Simon Price, do The Independent, ouviu características de Boney M no refrão, declarando que o primeiro verso da música ("Eu quero a sua feiura, eu quero a sua doença") deu a The Fame Monster seu ar sombrio e "fora da curva". Uma readaptação do trabalho já vindo feito no cenário da música, com toques de originalidade, sempre é feito pelo cantora e de forma muito bem executada e estilizada. "[Gaga foi] capaz de transformar sua personalidade para refletir várias artistas femininas de veias semelhantes, lembrando diversas vezes cantoras como Britney Spears, Madonna e Amy Winehouse" - Scott Plagenhoef, para a Pitchfork Media. A letra foi escrita por Lady Gaga e RedOne, sendo definida com um ritmo de 119 batidas por minuto. É iniciada com uma parte do refrão, com o famoso gancho "Rah-rah-ah-ah-ah, Roma-roma-ma, Gaga-ooh-la-la". Em seguida, tem o som de batidas de bateria e teclado. Após a primeira estrofe, é ouvido o pré-refrão, no qual Gaga canta "Sabe que quero você e sabe que preciso de você / Eu quero seu romance, seu romance ruim". Segue-se o forte refrão, onde ela canta "Quero seu amor e sua vingança / Eu e você podemos escrever um romance ruim ... Presa num romance ruim". Liricamente, a faixa aborda aspectos de um relacionamento ruim, além de referenciar a moda no verso "Ande, ande, é moda, baby / Arrase, deixe a vadia louca" e conter um verso em francês. Lançamento A canção foi lançada em 23 de outubro de 2009, onde foi distribuída digitalmente na loja virtual iTunes Store através da gravadora Interscope Records, sendo enviada para rádios norte-americanas somente em 10 de novembro, oito dias antes do lançamento oficial de The Fame Monster. Além de ter recebido diversos remixes a partir de seu produto original, Bad Romance também recebeu lançamento físico através dos formatos de CD single e vinil. Foi em 15 de novembro do mesmo ano que a capa da faixa foi revelada, mostrando a cantora com um vestido vermelho ligeiramente transparente que cobre sua face. "Gaga está mantendo sua fórmula de gerar imagens poderosas para acompanhar suas canções e apresentações ao vivo" - Bill Lamb na época, da About.com, sobre a capa oficial de Bad Romance. Uma versão demo foi publicada ilegalmente na internet em 2009. "A divulgação [ilegal] do meu próximo single está fazendo meus ouvidos sangrarem. Esperem até ouvirem a versão real", comentou Gaga sobre, no Twitter. Videoclipe O vídeo musical de Bad Romance foi dirigido por Francis Lawrence e, em matéria recente da Billboard, foi considerado o melhor vídeoclipe do século XXI. "Eu queria alguém com uma grande compreensão de como fazer um vídeo pop, pois o meu maior desafio de trabalhar com diretores é que eu sou a diretora, escrevo a história, fico com os figurinos e decido sobre o que [o vídeo] falará, e é muito difícil encontrar diretores que cedam a qualquer sugestão do artista. [...] Mas Francis e eu trabalhamos juntos. [...] Foi colaborativo. Ele é realmente um diretor de vídeos pop e de filmes" - Lady Gaga, em entrevista para a Rolling Stone. A ideia central do vídeo é a de que Lady Gaga é uma prisioneira de um grupo de supermodelos que a droga e posteriormente irá vendê-la para a máfia russa no valor de um milhão de rublos. O cenário se materializa em uma casa de banho branca fluorescente. A trama inicia-se com ela sentada em um trono branco dentro e ela se personifica em cena usando óculos laminados, cercada de diversas pessoas e um cachorro da raça dogue alemão arlequim. Ela mantém seu dedo no botão de mudo de um autofalante para iPod e, ao soltá-lo, Bad Romance começa a tocar e uma casa de banho mal iluminada é mostrada. A partir de então, são intercaladas cenas em que ela canta para i mesma na frente de um espelho e ainda deitada em uma banheira e cenas de dança com vários dançarinos e com as próprias personagens do vídeo. O vídeoclipe foi recepcionado com diversas impressões positivas por parte da crítica especializada. "Esse vídeo musical realmente nos faz apreciar tudo que Gaga traz atualmente à música pop. Ela é emocionante de se ver, [além de] pura e simples. Nós precisamos de alguém como Gaga para trazer realmente o pop de antigamente, para colocar o seu pensamento real e seu cuidado em seu produto, pois [assim] ele parecerá vivo" - Jennifer Cady, do E!. Diversas resenhas na época foram realizadas elogiando o vídeo musical, exaltando sua direção artística e sua grande relação ao materializar uma música tão impactante nas esferas musicais. Vários periódicos de renome, como o Time e Los Angeles Times, escreveram sobre o êxito de Lady Gaga em unir de forma artística sua identidade visual com sua música. "Poucas estrelas pop da atualidade que realmente entendem de espetáculo, moda, choque, coreografia — todas as coisas em que Madonna e Michael Jackson eram mestres nos anos 80” – por The Wall Street Journal, sobre Lady Gaga. Em 2011, leitores da Billboard selecionaram o vídeo como o melhor dos anos 2000. A Time incluiu-o na lista dos melhores vídeos musicais lançados desde os anos 80. O videoclipe de Bad Romance foi indicado a 10 categorias no MTV Video Music Awards de 2010 (VMA), vencendo sete delas: Best Female Video, Best Pop Video, Best Dance Video, Best Choreography, Best Direction, Best Editing e Video of the Year. No Grammy Awards de 2011, Bad Romance venceu a categoria Best Short Form Music Video. Repercussão crítica Em 2011, a revista Rolling Stone apontou Bad Romance como a melhor música da discografia de Lady Gaga. Em suma, a canção foi bem elogiada em suas transições de versos, sua boa representação do álbum de 2009 da cantora seu refrão cativante, conciso, longo e dramático. Para a Pitchfork Media, Bad Romance é “épica em sua construção” "Poderíamos chamar atenção ao refrão monstruoso, a performance vocal fabulosamente enlouquecida ou o fato de que RedOne ainda salva suas melhores e mais bombásticas produções para ela [Lady Gaga], mas é suficiente dizer que Gaga inicia a faixa cantando 'Rah-rah-ah-ah-ah, Roma-roma-ma, Gaga-ooh-la-la'" – Nick Levine, do site Digital Spy. Paul Lester, da BBC, descreveu a canção como uma com "delirantes e cremosos sintetizadores" e Gaga como responsável pelas "grandes batidas e uma letra controversa". Posicionada na nona colocação entre as 25 melhores canções de 2009 pela Rolling Stone, a música concedeu a Lady Gaga o prêmio de Best Female Pop Vocal Performance nos Grammy Awards de 2011. http://www.rdtladygaga.com/2019/10/especial-10-anos-de-bad-romance?fbclid=IwAR1F5LANwyUFhPMDWziI_SpNbG76wAbBoeUkrMNj1U_DrBD69kna1iXykB4
  12. Não gostei, apesar de entender que é uma trilha de filme. Porém com tantos produtores bons na música esperava mais
  13. Anitta tá me decepcionando muito ultimamente, lançou umas 100 músicas esse ano, só gostei de Terremoto, umas 4/5 músicas do Kisses, R.I.P, Complicado e Contatinho, o resto é bem descartável
  14. Meu Deus que coisa horrorosa tem que ser muito retardado pra fingir que isso presta uma das piores músicas que essa meretriz lançou.
  15. Se esse Best Cake virar realidade será processado pela gigante britância BBC, pq esse formato é deles.
  16. já pode cumprir a promessa de que se não fosse líder ontem ia pedir penico e sair do ar
  17. Today
  18. Apontar pro outro o problema que está em si é uma técnica muito bem adotada pela extrema direita, Trump e Bolsonaro fazem todas as semanas
  19. O "B.O." é por conta da veiculação de números do Ibope, ou seja, é um problema da Record e o Ibope. A Record tem usado o nome "Se Joga" de outra maneira: "se joga na Record" e até aí não é proibido. Seria, se ultilizasse apenas o título
  20. O Réveillon na casa dos Prado Monteiro vai ficar animado nesta quarta-feira, 23/10, em Bom Sucesso. Gisele (Sheron Menezzes) bota uma música animada e todo mundo arrisca seus passinhos na pista de dança. Alberto (Antonio Fagundes) e Paloma (Grazi Massafera) estão conversando quando ele percebe a acompanhante se mexendo no ritmo da música. “Vá dançar, Paloma, não se prenda a mim”, diz Alberto. A costureira logo responde. “Não tô presa, mas só entro na pista se o senhor for comigo”, afirma Paloma. Nana (Fabiula Nascimento) admira dança de Alberto (Antonio Fagundes) e Paloma (Grazi Massafera) e comenta com Jorginho (Daniel Warren) — Foto: Globo E os dois se divertem juntos, com ela sentada na lateral da cadeira, rodopiando no ritmo da música. Alberto todo sorridente chama a atenção dos convidados, inclusive de Nana. “Não posso negar que essa mulher deixa o meu pai num outro astral”, confessa Nana. Alberto, literalmente, entrou na dança! Fique de olho na cena nesta quarta-feira, 23/10, em Bom Sucesso. E não perca o resumo da semana.
  21. Gente, isso é a versão Bake Off da Globo, não tem como virar realidade, se não vira plágio. Parem de ser alucinados
  1. Load more activity
  • Newsletter

    Want to keep up to date with all our latest news and information?
    Sign Up


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.