Jump to content


Search the Community

Showing results for tags 'pesquisa'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • TV
    • TV News
    • International TV
    • On Air
    • Big Brother Brasil 22
  • Entertainment
    • Séries e Streaming
    • Movies
    • Music
    • Esportes
  • Geral
    • General Area
    • Coronavirus
    • Tecnologia
    • Politics
  • Parceiros do Eplay
    • Não deixe de visitá-los!
  • Feedback
    • Compra de pontos
    • Site Questions
    • Archive
  • Funhouse EPlay's Geral
  • EPlay+'s Geral

Categories

  • Anúncios
  • Novelas
    • Review
  • Política
    • Review
  • Music
    • Review
  • Esportes
    • Review
  • Cinema
    • Review
  • Reality Shows
  • Varieties

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Website URL


Twitter


Instagram


Spotify


Snapchat


Last.fm


TVShow Time


Banco de Séries


Filmow


Skype


Localização


Interesses

  1. Votos Totais: França 43% Doria 42% Brancos/Nulos: 9% Não Sabe: 7%
  2. VOTOS VÁLIDOS Ustra 54% Haddad 46% VOTOS TOTAIS Ustra 47% Haddad 41% Brancos/Nulos 10% Indecisos 2% POTENCIAL/REJEIÇÃO Ustra Com certeza - 39% Poderia votar - 10% Não votaria de jeito nenhum - 39% Não conhece o suficiente - 11% Não Sabe - 2% Haddad Com certeza - 33% Poderia votar - 12% Não votaria de jeito nenhum - 44% Não conhece o suficiente - 10% Não Sabe - 2%
  3. CERTEZA DO VOTO Eleitores de Fernando Haddad (PT) - 97% Eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) - 95% REJEIÇÃO ENTRE OS ELEITORES DE CADA CANDIDATO Eleitores de Fernando Haddad (PT) que rejeitam Jair Bolsonaro (PSL) - 95% Eleitores de Jair Bolsonaro (PSL) que rejeitam Fernando Haddad (PT) - 89% REJEIÇÃO DOS CANDIDATOS ENTRE OS ELEITORES QUE PODEM VOTAR BRANCO/NULO Fernando Haddad (PT) - 45% Jair Bolsonaro (PSL) - 11% Rejeitam os dois - 33% Não sabem - 11% REJEIÇÃO DOS CANDIDATOS ENTRE OS ELEITORES INDECISOS Fernando Haddad (PT) - 50% Jair Bolsonaro (PSL) - 50% O iEplay também questionou os eleitores que podem votar branco/nulo sobre a probabilidade que cada candidato teria de ganhar seu voto se eles tivessem que escolher uma opção: FERNANDO HADDAD (PT) Muito baixa - 67% Baixa - 33% JAIR BOLSONARO (PSL) Muito baixa - 44% Baixa - 33% Razoável - 12% Alta - 11% O iEplay também questionou os eleitores indecisos sobre a probabilidade que cada candidato tem de ganhar seu voto: FERNANDO HADDAD (PT) Muito alta - 50% Muito baixa - 50% JAIR BOLSONARO (PSL) Baixa - 50% Muito baixa - 50% Estes são os dados da última pesquisa iEplay das Eleições 2018. Conforme eu fizer o cruzamento dos dados, vou publicando a pesquisa por segmentos. Hoje não deu pra fazer todos os gráficos em HTML porque não há tempo rs Obrigado a todos que participaram! FONTE: iEplay
  4. Votos válidos: Ibaneis Rocha (MDB): 70% Rodrigo Rollemberg (PSB): 30% Votos totais: Ibaneis Rocha (MDB): 62% Rodrigo Rollemberg (PSB): 26% Em branco/nulo: 7% Não sabe: 5% Ibaneis Rocha: Está totalmente decidido a votar: 90% O voto ainda pode mudar: 10% Rodrigo Rollemberg: Está totalmente decidido a votar: 83% O voto ainda pode mudar: 17% https://g1.globo.com/df/distrito-federal/eleicoes/2018/noticia/2018/10/27/datafolha-no-distrito-federal-votos-validos-ibaneis-70-rollemberg-30.ghtml
  5. O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador em Sergipe. O levantamento foi realizado entre sexta-feira (26) e sábado (27) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Belivaldo Chagas (PSD): 61% Valadares Filho (PSB): 39% Na pesquisa anterior, Belivaldo Chagas tinha 52% e Valadares Filho, 48%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Belivaldo Chagas (PSD): 54% Valadares Filho (PSB): 35% Em branco/nulo: 8% Não sabe: 3% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Sergipe que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Belivaldo Chagas Com certeza votaria nele para governador - 42% Poderia votar nele para governador - 15% Não votaria nele de jeito nenhum - 23% Não o conhece o suficiente para opinar - 17% Não sabem ou preferem não opinar - 3% Valadares Filho Com certeza votaria nele para governador - 23% Poderia votar nele para governador - 16% Não votaria nele de jeito nenhum - 38% Não o conhece o suficiente para opinar - 21% Não sabem ou preferem não opinar - 3% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 eleitores. Quando a pesquisa foi feita: 26 a 27 de outubro Registro no TSE: BR‐01618/2018 Registro no TRE: SE‐03651/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Sergipe O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/se/sergipe/eleicoes/2018/noticia/2018/10/27/ibope-em-sergipe-votos-validos-belivaldo-chagas-61-valadares-filho-39.ghtml
  6. O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Pará. O levantamento foi realizado entre sexta-feira (26) e sábado (27) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Helder Barbalho (MDB): 57% Márcio Miranda (DEM): 43% Na pesquisa anterior, Helder Barbalho tinha 58% e Márcio Miranda, 42%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Helder Barbalho (MDB): 51% Márcio Miranda (DEM): 39% Em branco/nulo: 7% Não sabe: 2% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Pará que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Helder Barbalho Com certeza votaria nele para governador - 39% Poderia votar nele para governador - 17% Não votaria nele de jeito nenhum - 30% Não o conhece o suficiente para opinar - 14% Não sabem ou preferem não opinar - 1% Márcio Miranda Com certeza votaria nele para governador - 27% Poderia votar nele para governador - 18% Não votaria nele de jeito nenhum - 28% Não o conhece o suficiente para opinar - 26% Não sabem ou preferem não opinar - 1% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 votantes Quando a pesquisa foi feita: 26 a 27 de outubro Registro no TSE: BR‐07030/2018 Registro no TRE: PA‐08333/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Liberal O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/pa/para/eleicoes/2018/noticia/2018/10/27/ibope-no-para-votos-validos-helder-57-marcio-43.ghtml
  7. Realizada apenas no dia 26 de ontem. Jornal da Record.
  8. 74% dos brasileiros acham que a homossexualidade deve ser aceita por toda a sociedade, diz Datafolha Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na tarde deste sábado (27) aponta que a maioria dos brasileiros acredita que a homossexualidade deve ser aceita por toda a sociedade. A pesquisa ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios entre os dias 24 e 25 de outubro. Ela também ouviu a opinião dos eleitores sobre a posse de armas e se eles concordam ou discordam que negros e mulheres ganham menos do que brancos e homens no mercado de trabalho por causa de sua cor/raça ou gênero. Homossexualidade A pesquisa perguntou aos eleitores qual das duas frases eles concordam mais: "A homossexualidade deve ser aceita por toda a sociedade” ou “A homossexualidade deve ser desencorajada por toda a sociedade". O resultado foi: A homossexualidade deve ser aceita por toda a sociedade: 74% A homossexualidade deve ser desencorajada por toda a sociedade: 18% Não sabe: 8% Histórico A mesma pergunta já havia sido feita em outras três ocasiões nos últimos cinco anos. Na pesquisa mais recente, a porcentagem de eleitores que dizem achar que a homossexualidade deve ser desencorajada por toda a sociedade foi a menor desde 2013. Veja a evolução das respostas: Sobre a pesquisa Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro Registro no TSE: BR-05743/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo" O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/10/27/74-dos-brasileiros-acham-que-a-homossexualidade-deve-ser-aceita-por-toda-a-sociedade-diz-datafolha.ghtml 55% dos brasileiros acham que a posse de armas deve ser proibida, diz Datafolha Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na tarde deste sábado (27) aponta que a maioria dos brasileiros acredita que a posse de armas deve ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas. A pesquisa ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios entre os dias 24 e 25 de outubro. Ela também ouviu a opinião dos eleitores sobre a homossexualidade e se eles concordam ou discordam que negros e mulheres ganham menos do que brancos e homens no mercado de trabalho por causa de sua cor/raça ou gênero. Posse de armas O Datafolha perguntou aos eleitores com qual das duas frases eles concordam mais: "Possuir uma arma legalizada deveria ser um direito do cidadão para se defender” ou "A posse de armas deve ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas". O resultado foi: A posse de armas deve ser proibida, pois representa ameaça à vida de outras pessoas: 55% Possuir uma arma legalizada deveria ser um direito do cidadão para se defender: 41% Não sabe: 4% Histórico A mesma pergunta já havia sido feita em outras quatro ocasiões nos últimos cinco anos. Na pesquisa mais recente, a porcentagem de eleitores que dizem achar que a posse de armas deveria ser proibida voltou ao patamar mais baixo do período histórico, registrado em junho de 2017. Veja a evolução das respostas: https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/10/27/55-dos-brasileiros-acham-que-a-posse-de-armas-deve-ser-proibida-diz-datafolha.ghtml 29% concordam e 66% discordam da frase: 'Negros ganham menos que brancos no mercado de trabalho pelo fato de serem negros' Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na tarde deste sábado (27) aponta que dois terços dos brasileiros discordam da afirmação de que negros ganham menos que brancos no mercado de trabalho pelo fato de serem negros. A pesquisa ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios entre os dias 24 e 25 de outubro. Ela também ouviu a opinião dos eleitores sobre a homossexualidade, a posse de armas e se eles concordam ou discordam que mulheres ganham menos do que brancos e homens no mercado de trabalho por causa do seu gênero. O salário dos negros x o salário dos brancos Os eleitores tiveram que responder se concordam (total ou parcialmente), não concordam nem discordam ou discordam (total ou parcialmente) com a frase: "Negros ganham menos que brancos no mercado de trabalho pelo fato de serem negros". Veja o resultado: Concorda totalmente: 19% Concorda em parte: 10% Não concorda nem discorda: 1% Discorda em parte: 12% Discorda totalmente: 54% Não sabe: 2% A soma de eleitores que responderam que concordam em parte ou totalmente foi 29%. Já a soma dos que disseram que discordam totalmente ou em parte foi 66%. Sobre a pesquisa Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro Registro no TSE: BR-05743/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo" O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/10/27/29-concordam-e-66-discordam-da-frase-negros-ganham-menos-que-brancos-no-mercado-de-trabalho-pelo-fato-de-serem-negros.ghtml 38% concordam e 59% discordam da frase: 'Mulheres ganham menos do que homens no mercado de trabalho por serem mulheres' Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na tarde deste sábado (27) aponta que dois terços dos brasileiros discordam da afirmação de que negros ganham menos que brancos no mercado de trabalho pelo fato de serem negros. A pesquisa ouviu 9.173 eleitores em 341 municípios entre os dias 24 e 25 de outubro. Ela também ouviu a opinião dos eleitores sobre a homossexualidade, a posse de armas e se eles concordam ou discordam que negros ganham menos do que brancos e homens no mercado de trabalho por causa de sua cor ou raça. O salário das mulheres x o salário dos homens Os eleitores tiveram que responder se concordam (total ou parcialmente), não concordam nem discordam ou discordam (total ou parcialmente) com a frase: "Mulheres ganham menos do que homens no mercado de trabalho por serem mulheres". Veja o resultado: Concorda totalmente: 25% Concorda em parte: 13% Não concorda nem discorda: 1% Discorda em parte: 13% Discorda totalmente: 46% Não sabe: 2% A soma de eleitores que responderam que concordam em parte ou totalmente foi 38%. Já a soma dos que disseram que discordam totalmente ou em parte foi 59%. Sobre a pesquisa Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 9.173 eleitores em 341 municípios Quando a pesquisa foi feita: 24 e 25 de outubro Registro no TSE: BR-05743/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Globo e "Folha de S.Paulo" O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/politica/noticia/2018/10/27/38-concordam-e-59-discordam-da-frase-mulheres-ganham-menos-do-que-homens-no-mercado-de-trabalho-por-serem-mulheres.ghtml OBS: Postei aqui no Política porque a eleição está muito baseada nessas questões.
  9. Pesquisa Vox 247 realizada neste sábado 27, e financiada pelos eleitores, aponta empate entre Fernando Haddad (PT) e Cair Salnorabo (partido das subcelebridades), apontando para uma virada real neste domingo 28, data da votação do segundo turno. Nos votos totais, as intenções de voto são de exatamente a 43% a 43%. Ninguém/Brancos/Nulos são 9% e "não sabe" ou "não respondeu", 5%. Nos votos válidos, os percentuais são de exatamente 50% a 50%. Os votos espontâneos para presidente, quando os eleitores citam o nome do candidato espontaneamente, são de 51% a 49% para Salnorabo. Esta pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral no dia 21 de outubro, sob o número BR-09614/2018. Foram entrevistados 2.000 eleitores de 16 anos ou mais, em 121 municípios. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, estimada em um intervalo de confiança de 95%. https://www.brasil247.com/pt/247/poder/373394/Pesquisa-Vox-247-dá-empate-entre-Haddad-e-Salnorabo.htm Validos Ditadura 50% Democracia 50% Totais Ditadura 43% Democracia 43% Brancos e nulos 9% Não sabe 5% Editei com o texto completo postado pelo meu irmão mais novo, Ricardo Viz.
  10. O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da terceira pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador em São Paulo. O levantamento foi realizado entre sexta-feira (26) e sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: João Doria (PSDB): 50% Márcio França (PSB): 50% Na pesquisa anterior, João Doria tinha 53% e Márcio França, 47%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Ibope - 27 de outubro - votos válidos, pesquisa 2º turno para o governo de SP — Foto: Arte/G1 Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Márcio França (PSB): 43% João Doria (PSDB): 42% Em branco/nulo: 10% Não sabe: 5% Ibope - 27 de outubro - votos válidos, pesquisa 2º turno para o governo de SP — Foto: Arte/G1 Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador de São Paulo que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” João Doria Com certeza votaria nele para governador - 30% Poderia votar nele para governador - 16% Não votaria nele de jeito nenhum - 36% Não o conhece o suficiente para opinar - 17% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Márcio França Com certeza votaria nele para governador - 31% Poderia votar nele para governador - 18% Não votaria nele de jeito nenhum - 25% Não o conhece o suficiente para opinar - 23% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Sobre a pesquisa Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 2002 eleitores Quando a pesquisa foi feita: 26 a 27 de outubro Registro no TSE: BR‐ 04466/2018 Registro no TRE: SP‐ 02081/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: TV Globo e "O Estado de S.Paulo" O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.
  11. Votos válidos: Ibaneis Rocha (MDB): 75% Rodrigo Rollemberg (PSB): 25% Votos totais: Ibaneis Rocha (MDB): 67% Rodrigo Rollemberg (PSB): 23% Em branco/nulo: 7% Não sabe: 2% Ibaneis Rocha: Com certeza votaria nele para governador - 52% Poderia votar nele para governador - 17% Não votaria nele de jeito nenhum - 15% Não o conhece o suficiente para opinar - 15% Não sabem ou preferem não opinar - 1% Rodrigo Rollemberg: Com certeza votaria nele para governador - 15% Poderia votar nele para governador - 18% Não votaria nele de jeito nenhum - 57% Não o conhece o suficiente para opinar - 8% Não sabem ou preferem não opinar - 2% https://g1.globo.com/df/distrito-federal/eleicoes/2018/noticia/2018/10/27/ibope-no-distrito-federal-votos-validos-ibaneis-75-rollemberg-25.ghtml
  12. O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da terceira e última pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador em Minas Gerais. O levantamento foi realizado entre quinta-feira (25) e sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Romeu Zema (Novo): 68% Antonio Anastasia (PSDB): 32% Na pesquisa anterior, Romeu Zema tinha 67% e Antonio Anastasia, 33%. Ibope - votos válidos da pesquisa sobre a disputa ao governo de Minas Gerais — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Romeu Zema (Novo): 58% Antonio Anastasia (PSDB): 27% Em branco/nulo: 10% Não sabe: 5% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador de Minas Gerais que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Romeu Zema Com certeza votaria nele para governador - 44% Poderia votar nele para governador - 19% Não votaria nele de jeito nenhum - 16% Não o conhece o suficiente para opinar - 19% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Antonio Anastasia Com certeza votaria nele para governador - 19% Poderia votar nele para governador - 20% Não votaria nele de jeito nenhum - 45% Não o conhece o suficiente para opinar - 14% Não sabem ou preferem não opinar - 1% G1
  13. Votos válidos: Romeu Zema (Novo): 70% Antonio Anastasia (PSDB): 30% Votos totais: Romeu Zema (Novo): 57% Antonio Anastasia (PSDB): 25% Em branco/nulo: 9% Não sabe: 8 Romeu Zema: Está totalmente decidido a votar: 88% O voto ainda pode mudar: 12% Antonio Anastasia: Está totalmente decidido a votar: 78% O voto ainda pode mudar: 22% Branco ou nulo: Está totalmente decidido a votar: 84% O voto ainda pode mudar: 16% https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/eleicoes/2018/noticia/2018/10/27/datafolha-em-minas-gerais-votos-validos-zema-70-anastasia-30.ghtml
  14. A 142ª Pesquisa CNT/MDA, divulgada pela CNT (Confederação Nacional do Transporte) neste sábado (27), traz as preferências dos entrevistados no segundo turno e o limite de voto nos candidatos. Mostra também os meios em que os entrevistados acompanharam o horário eleitoral e nos quais mais procuraram ou receberam informações sobre as eleições e os candidatos. A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 27 de outubro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-06933/2018. ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2018 – 2º TURNO Intenção de voto (ESPONTÂNEA) Jair Bolsonaro: 46,2% Fernando Haddad: 34,3% Outros: 0,1% Branco/Nulo: 10,8% Indecisos: 8,6% Intenção de voto (ESTIMULADA) - VOTOS TOTAIS Jair Bolsonaro: 48,5% Fernando Haddad: 37,0% Branco/Nulo: 10,3% Indecisos: 4,2% Intenção de voto (ESTIMULADA) – VOTOS VÁLIDOS Jair Bolsonaro: 56,8% Fernando Haddad: 43,2% A definição de voto é definitiva para: 91,3% dos eleitores de Jair Bolsonaro e para 91,4% de Fernando Haddad. LIMITE DE VOTO – PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA FERNANDO HADDAD: é o único em quem votaria 32,2%; é um candidato em quem poderia votar 14,3%; não votaria nele de jeito nenhum 51,2%; não o conhece/não sabe quem é/nunca ouviu falar 1,0%. JAIR BOLSONARO: é o único em quem votaria 41,4%; é um candidato em quem poderia votar 14,0%; não votaria nele de jeito nenhum 42,7%; não o conhece/não sabe quem é/nunca ouviu falar 0,7%. HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO Os meios em que os eleitores viram ou ouviram a propaganda eleitoral para presidente foram: televisão (83,2%), internet (50,8%), WhatsApp (26,9%), rádio (25,3%). Os meios em que os entrevistados mais receberam ou procuraram informações sobre a eleição e os candidatos à Presidência foram: televisão (55,9%), internet (35,2%), WhatsApp (4,6%) e rádio (3,1%). CNT/MDA
  15. O Ibope divulgou neste sábado (27) o resultado da mais recente pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Rio de Janeiro. O levantamento foi realizado entre quinta-feira (25) e sábado (27) e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Wilson Witzel (PSC): 54% Eduardo Paes (DEM): 46% Na pesquisa anterior, Witzel tinha 56% e Paes, 44%. Votos válidos - Ibope, 2º turno RJ — Foto: Arte/G1 Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Wilson Witzel (PSC): 45% Eduardo Paes (DEM): 38% Em branco/nulo: 12% Não sabe: 5% No levantamento anterior, Witzel tinha 48% e Paes, 38% dos votos totais. Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Rio de Janeiro que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Wilson Witzel Com certeza votaria nele para governador - 34% Poderia votar nele para governador - 15% Não votaria nele de jeito nenhum - 25% Não o conhece o suficiente para opinar - 25% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Eduardo Paes Com certeza votaria nele para governador - 27% Poderia votar nele para governador - 17% Não votaria nele de jeito nenhum - 43% Não o conhece o suficiente para opinar - 11% Não sabem ou preferem não opinar - 1%
  16. Wilson Witzel (PSC): 54% (tinha 58% no dia 23) Eduardo Paes (DEM): 46% (tinha 42% no dia 23) Nos votos totais, que incluem brancos, nulos e indecisos, Witzel aparece com 47% e Paes com 40%. Nulos e brancos representam 7% e indecisos, 6%. Os entrevistados ainda foram questionados sobre em quem não votariam de jeito nenhum. O ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes tem 38% de rejeição, enquanto Witzel tem 30%. Outros 28% não rejeitam nenhum dos dois e 4% rejeitam ambos. O RealTime Big Data ouviu 3.000 pessoas no dia 25 de outubro. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. O levantamento foi registrado no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número RJ-03255/2018 e no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com o número BR-01009/2018. -------------------------------------------------------------------------------------------------- E isso antes do debate hein...
  17. RN Haddad 61% (+4) Bolsonaro 39% (-4) AM Bolsonaro 58% (-3) Haddad 42% (+3) AP Bolsonaro 51% (-1) Haddad 49% (+1) SC Bolsonaro 69% (-5) Haddad 31% (+5) MS Bolsonaro 61% (-3) Haddad 39% (+3) RO Bolsonaro 72% (-6) Haddad 28% (+6) RR Ainda não saiu IBOPE INTELIGÊNCIA
  18. Antes de tudo, a pesquisa foi liberada pelo alto escalão do fórum Participem até amanhã às 14h00! Se você tiver problemas com a visualização do formulário abaixo, responda CLICANDO AQUI Carregando…
  19. O Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para governador em Mato Grosso do Sul. O levantamento foi realizado entre quinta-feira (25) e sexta-feira (26) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Reinaldo Azambuja (PSDB) - 51% Juiz Odilon (PDT) - 49% Azambuja e Odilon estão empatados tecnicamente. Na pesquisa anterior, Azambuja tinha 53% e Odilon, 47%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Reinaldo Azambuja (PSDB) - 48% Juiz Odilon (PDT) - 45% Em branco/nulo: 5% Não sabe/não respondeu: 2% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador de Mato Grosso do Sul que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Reinaldo Azambuja Com certeza votaria nele para governador - 34% Poderia votar nele para governador - 20% Não votaria nele de jeito nenhum - 26% Não o conhece o suficiente para opinar - 18% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Juiz Odilon Com certeza votaria nele para governador - 33% Poderia votar nele para governador - 20% Não votaria nele de jeito nenhum - 16% Não o conhece o suficiente para opinar - 30% Não sabem ou preferem não opinar - 1% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 eleitores Quando a pesquisa foi feita: 25 a 26 de outubro Registro no TSE: BR-07190/2018 Registro no TRE: MS-09864/2018 Nível de confiança: 95% Contratante da pesquisa: TV Morena O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/ms/mato-grosso-do-sul/eleicoes/2018/noticia/2018/10/26/ibope-mato-grosso-do-sul-votos-validos-azambuja-51-odilon-49.ghtml
  20. O Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da pesquisa sobre o segundo turno da eleição para o governo do Rio Grande do Norte. O levantamento foi realizado entre quarta (24) e sexta-feira (26) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Fátima Bezerra (PT): 55% Carlos Eduardo (PDT): 45% Na pesquisa anterior, Fátima tinha 54% e Carlos Eduardo, 46% Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos Totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Fátima Bezerra (PT): 52% Carlos Eduardo (PDT): 42% Em branco/nulo: 4% Não sabe: 3% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O Ibope perguntou: "Para cada um dos candidatos a governador do Rio Grande do Norte citados, gostaria que o(a) sr(a) dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele"? Carlos Eduardo (PDT) Com certeza votaria nele para governador do RN - 34% Poderia votar nele para governador do RN - 17% Não votaria nele de jeito nenhum para governador do RN - 37% Não o conhece o suficiente para opinar - 10% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Fátima Bezerra (PT) Com certeza votaria nela para governadora do RN - 41% Poderia votar nela para governadora do RN - 16% Não votaria nela de jeito nenhum para governadora do RN - 33% Não a conhece o suficiente para opinar - 9% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 pessoas em 38 cidades Quando a pesquisa foi feita: 24 a 26 de outubro Registro TSE: BR-05542/2018 Registro no TRE/RN: RN‐04531/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: Inter TV Costa Branca O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/eleicoes/2018/noticia/2018/10/26/ibope-rn-votos-validos-fatima-55-carlos-eduardo-45.ghtml
  21. O Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da segunda pesquisa do instituto sobre o 2º turno da eleição para governador no Amapá. O levantamento foi realizado entre quarta-feira (24) e sexta-feira (26) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Capi (PSB): 53% Waldez (PDT): 47% Capi e Waldez estão tecnicamente empatados no limite da margem de erro. Na pesquisa anterior, Capi tinha 52% e Waldez, 48%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Capi (PSB): 48% Waldez (PDT): 42% Em branco/nulo: 8% Não sabe: 2% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Amapá que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Capi Com certeza votaria nele para governador - 35% Poderia votar nele para governador - 17% Não votaria nele de jeito nenhum - 33% Não o conhece o suficiente para opinar - 13% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Waldez Com certeza votaria nele para governador - 30% Poderia votar nele para governador - 18% Não votaria nele de jeito nenhum - 39% Não o conhece o suficiente para opinar - 10% Não sabem ou preferem não opinar - 3% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 eleitores. Quando a pesquisa foi feita: 24 a 26 de outubro Registro no TSE: BR-00570/2018 Registro no TRE: AP-03571/2018 Nível de confiança: 95% Contratantes da pesquisa: Rede Amazônica O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/ap/amapa/eleicoes/2018/noticia/2018/10/26/ibope-no-amapa-votos-validos-capi-53-waldez-47.ghtml
  22. O Ibope divulgou nesta sexta-feira (26) o resultado da ultima pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para governador do Amazonas, que acontece neste domingo (28). O levantamento foi realizado entre quarta (24) e sexta e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos. Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes: Wilson Lima (PSC): 64% Amazonino Mendes (PDT): 36% Na pesquisa anterior, Wilson tinha 65%, e Amazonino, 35%. Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no 2º turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Votos totais Nos votos totais, os resultados foram os seguintes: Wilson Lima (PSC): 60% Amazonino Mendes (PDT): 34% Branco/nulo: 4% Não sabe/não respondeu: 2% Rejeição A pesquisa também apontou o potencial de voto e rejeição para governador. O instituto perguntou: “Para cada um dos candidatos a Governador do Amazonas que eu citar, gostaria que o(a) sr(a) me dissesse qual destas frases melhor descreve a sua opinião sobre ele:” Wilson Lima Com certeza votaria nele para governador - 49% Poderia votar nele para governador - 16% Não votaria nele de jeito nenhum - 12% Não o conhece o suficiente para opinar - 22% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Amazonino Mendes Com certeza votaria nele para governador - 27% Poderia votar nele para governador - 17% Não votaria nele de jeito nenhum - 44% Não o conhece o suficiente para opinar - 9% Não sabem ou preferem não opinar - 2% Sobre a pesquisa Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos Entrevistados: 812 eleitores Quando a pesquisa foi feita: entre os dias 24 e 26 de outubro de 2018 Nível de confiança: 95% Registro no TSE: Nº BR-08888/2018. Registro no TRE: Nº AM-01277/2018 Contratante da pesquisa: Rede Amazônica O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 3 pontos, para mais ou para menos. https://g1.globo.com/am/amazonas/eleicoes/2018/noticia/2018/10/26/ibope-no-amazonas-votos-validos-wilson-lima-64-amazonino-mendes-36.ghtml
  23. IBOPE PRESIDENTE/RN voto total HADDAD 56% (+6) Amin Khader 35%(-3) BRANCO/NULO 7% NÃO SABE 3% VOTO VALIDO HADDAD 61% (+4) Amin Khader 39(-4) http://www.ibopeinteligencia.com/noticias-e-pesquisas/a-poucos-dias-da-eleicao-fatima-bezerra-lidera-com-10-pontos-de-vantagem-nos-votos-validos-no-rn/
  24. Achei bastante interessante a metodologia; mas a pesquisa é muito mais rápida do que eu imaginava. Passos a seguir: A entrevistadora quis se certificar se eu morava na residência e se o cep do meu endereço era compatível com determinado bairro. Eles precisavam coletar precisamente (acredito que por conta da amostragem) entrevistas no meu bairro. (Moro em divisa entre dois bairros) Antes de iniciar a entrevista, ela me avisou que tudo seria gravado, em voz, e deixou claro para a gravação que a entrevista se dava de forma voluntária. Checada a informação do meu domicílio, ela perguntou se eu tenho título, se eu votei na última eleição, e se meu domicílio eleitoral era no município. Com a afirmativa para ambos os questionamentos, começou a entrevista. Primeiro, de forma espontânea, perguntou qual seria meu voto para governador, se a eleição fosse hoje. Perguntou qual meu grau de confiança e a possibilidade de mudança de voto. Depois fez a mesma pergunta para presidente da república. Ao término, disse que, se no segundo turno, as opções fossem as que estavam no papel que ela me mostrou (obviamente no papel estavam Gonorreia e Haddad) qual seria meu voto. Reafirmei meu voto. A pergunta também foi feita para governador. Perguntou ainda minha intenção de voto pra cada candidato, numa escala de votaria com certeza a não votaria de jeito nenhum (com outras opções a mais que não lembro quais) e eu reafirmei meu posicionamento. Perguntou ainda meus candidatos no primeiro turno, meu grau de escolaridade, renda, profissão e se eu tinha alguma religião. No final o mais onteressante. Após declarar todos os votos, eu ainda precisei votar de forma secreta em um tablet. Aliás, toda a entrevista foi apurada no tablet. O que me deixou mais curioso no entanto foi a classificação da pesquisa: tinham pelo menos 4 códigos, 65/35, 75/25, 74/26, 63/37, curiosamente aparentemente somando 100 ou quase 100, se não me engano. Como se fossem zonas. Não quero especular pro que serve, mas achei curioso. E achei a pesquisa e a forma que ela se deu muito confiável. No final ela me deu um telefone 0800 para qualquer dúvida, pegou meu nome completo, e-mail, telefone. No final da gravação ela disse que a amostragem é para divulgação amanhã. Ela até falou: eh o previsto, já que estamos trabalhando o dia todo.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.