Jump to content


Sarmento

Membro
  • Posts

    198
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    53,705 [ Donate ]

About Sarmento

  • Birthday 09/14/1989

Profile Information

  • Localização
    Rio de Janeiro

Recent Profile Visitors

2,091 profile views

Sarmento's Achievements

Rookie

Rookie (2/14)

  • Reacting Well
  • First post
  • Dedicated
  • Week One Done
  • One Month Later

Recent Badges

87

Reputation

  1. 05h30 Santa Missa 06h35 Programação Local 07h05 PEGN 07h40 Globo Rural 09h05 AutoEsporte 09h35 Esporte Espetacular -- transmissões a partir das 10h45 12h30 Séries de Humor -- Família Paraíso, Nova Escolinha, Vai Que Cola!, etc. 13h00 Shows -- talent-shows, games, Esquenta!, etc. 14h00 Eliana ou Xuxa -- Pipoca da Ivete nas férias de verão, 6 programas 15h30 Domingão com Huck 18h15 Futebol 20h35 Fantástico 23h35 Documentários (tipo Planeta Extremo) ou Reportagens (tipo Linha Direta) 00h20 Domingo Maior 02h05 Corujão 04h00 Hora Um
  2. O Globo Rural é um programa super bem feito, com uma grande produção, orçamento e muito cuidado nas pautas. É um dos melhores exemplos de que, para falar com as classes CD, não precisa ser escrachado ou subverter a ética profissional, vide similares que também tentam se conectar com esse público "popular". Além de ser um programa sobre o campo em um país em que a agricultura é a atividade econômica mais bem sucedida, em que predomina o êxodo rural (e a ideia de raízes do campo/sertão como uma boa lembrança) ou que a vida nas grandes cidades é de péssima qualidade (escape).
  3. 05h00 Tiago Eltz 07h00 Cosme e Waldvogel 09h00 Leilane, Bete e Camila 12h00 Júlia Duailibi e Octávio Guedes 13h00 Andréia Sadi 16h00 Daniela Lima 18h00 Márcio Gomes (amo) e Natuza Nery 20h00 Nilson Klava 22h00 Aline Midlej 23h00 Faixa de programas (Miriam, Roberto D'Ávila, Conti, Central, séries, etc.) 00h00 Globo News Internacional com Marcelo/Guga - diário 01h00 Narayanna Borges ou similares 02h00 Reprises (J10+Em Pauta)
  4. Eu ouvi o podcast ontem. A reportagem do TV Pop tirou de contexto absolutamente TODAS as frases dela. Totalmente injusto terem conseguido derrubar ela. Era um programa sobre rotina e ela só falou, muito por cima, da rotina de merda que ela tem.
  5. Todas as emissoras de TV do pais tem emissoras próprias e com produção local no Rio de Janeiro. A Globo continua aqui pq foi a única emissora local dos anos 60 (TV Rio, Continental, Tupi do Rio, etc.) que se consolidou como rede e, por isso, tem uma volumosa infraestrutura na cidade enquanto grupo e enquanto televisão. A Manchete surgiu aqui mas a venda dela pra RedeTV! não tem nada a ver com a cidade do Rio, apenas um grupo de outra cidade a comprou. A TVE Brasil não "faliu", foi renomeada, e a cabeça de rede da TV Brasil, bem como a sede nacional da EBC, continuam sendo aqui no Rio. E vale constar que o Rio é uma cidade em decadência, especialmente econômica, desde que deixou de ser capital. Ser a capital explica o florescimento das comunicações aqui no Rio: era a cidade com mais jornais, com as emissoras de rádio mais consolidadas. O rádio começou aqui em 1922. Hoje sendo apenas a capital turística do Brasil, eu acho que não faz sentido nenhuma emissora querer começar a investir aqui, a medida que a maior parte do dinheiro está em São Paulo.
  6. Até pq nem vale mais a pena investir em tv linear nesse novo modelo de negócios dos grandes grupos, em qualquer lugar do mundo. Colocar tv no ar (literalmente) é caro, tem que ficar pedindo infraestrutura de antena emprestado e todas essas burocracias. No cabo também é caro, difícil, tem que dar vários contrapartes (contratuais, financeiros, etc.) pras empresas e é um modelo que vai morrer a longo prazo. Quanto mais gerar conteúdo, de preferência barato, pros streamings próprios, mais vantagem competitiva. No caso da multiprogramação, só é benéfico se o custo for zero, já que ainda consolida umas séries antigas com essa marca de "nostálgica" ou "inesquecível" e dá pra arranjar um ou dois anunciantes. Só ver que o próprio NBC News Now tem lá algumas horas de conteúdo próprio e de spin-offs dos telejornais da NBC principal, mas a grande parte é retransmissão e/ou exibição dos jornais da NBC em horários alternativos. Tem que ser tudo barato.
  7. Sim, nos EUA essa tecnologia da multiprogramação é permitida e sem restrição de gênero. Entretanto, as três grandes redes tem poucos canais de multiprogramação. Não é como "um pra cada gênero ou público". A maioria tem um ou dois canais com reprises de séries clássicas (muitas vezes em formato de maratona), filmes antigos que não são mais exibidos nem nos canais premium de tv a cabo, programas sindicalizados ou programas de lifestyle que são exibidos nas afiliadas ou emissoras próprias regionais. Canais com programação original como a MSNBC (equivalente a NBC News que você cita) estão no cabo. Muitos dos canais que tão na mesma frequência nem são da própria emissora. Tem vários casos de um canal que abriga, por exemplo, a FOX no 5.1, abrigar, sei lá, a Dabl (da CBS) no 5.2, a Cozi TV (da NBC) no 5.3 e uma emissora religiosa se nenhuma relação no 5.4.
  8. Na Europa, os canais secundários e terciários de uma mesma rede (RTP, BBC, TVE, RAI, ERT, etc.) não são em tv digital e custam muitíssimo caro pras redes. Tanto que sempre sofrem remodelações de publico-alvo ou são estritamente educativos. Não é raro que hajam propostas pra extingui-los, já que a maioria das empresas que carregam canais secundários são empresas públicas. Acho que um modelo mais rentável é o do multicast da TV americana. Ter um canal principal somado a um canal no .2 só com reprises de clássicos. Acho que poderia ter anunciantes - já que a tabela seria barateada - e ajudaria a consolidar ainda mais a imagem de alguns programas como "clássicos da tv". Tem que aproveitar que o brasileiro adora mofo.
  9. Achei essa apresentadora excelente, saiu muuuuito bem da saia justa
  10. Eu acho uma ideia excelente Os vídeos mais populares do YouTube são vídeos infantis Não faz sentido não entupir o streaming de conteúdo infantil
  11. E venderam essas três emissoras pra dois aliados totalmente próximos da família Marinho: Boni e J. Hawilla.
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.