Jump to content


Marcelo Sem Dente

Com Renata Vasconcellos, “JN” cresce pelo quinto ano e atinge melhor Ibope em 11 anos

Recommended Posts

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Desde que assumiu suas funções como apresentadora ao lado de 

Faça login ou cadastre-se para visualizar
 e de editora-executiva do “J
Faça login ou cadastre-se para visualizar
” em 2014, 
Faça login ou cadastre-se para visualizar
 ajudou o jornalístico a crescer por cinco anos consecutivos atingindo em 2019 o melhor desempenho dos últimos onze anos.

 

Até o final de setembro deste ano, o “JN” garantiu média de 32,5 pontos. Este é o melhor resultado desde 2007 e representa um crescimento de 6,2% em relação à média anual de 2018, que ficou com 30,6. Os dados são da Kantar Ibope.

 

Renata se transformou em parceira de Bonner como âncora do principal jornal do país em novembro de 2014 e, de lá pra cá, a produção só fez crescer ano após ano.

 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Desde 2015, o “JN” vem fechando com média superior a do ano anterior. Um ano antes, quando Renata Vasconcellos substituiu Patrícia Poeta em novembro, a produção atingiu sua pior audiência anual da história e fechou com 22,7, o que significa dizer que, em cinco anos com a nova âncora, o Ibope cresceu em 42,7%.

 

A seta que indica crescimento sob a batuta de Vasconcellos é inversamente proporcional à queda enquanto o “Jornal Nacional” era comandado por Patrícia Poeta. A jornalista ficou à frente da atração por três anos completos, entre 2012 e 2014 e houve queda em todo o período. Em 2011, ano que Patrícia substituiu Fátima Bernardes, no mês de dezembro, a média anual foi de 32,0. Três anos depois, quando Poeta deixou a atração, a média tinha desabado para 22,7, queda de 40,9%.

“Jornal Nacional” cobre tragédias

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Em 2019, o jornalismo da Globo viveu um ano atípico com a cobertura de diversas tragédias ocorridas pelo país nos nove primeiros meses do ano.

 

O caso do deslizamento da barragem de Brumadinho e o do incêndio no Ninho do Urubu que vitimou 10 adolescentes, jogadores da base do Flamengo, foram temas de diversas edições especiais do “Jornal Nacional” que ficou dias cobrindo os casos.

 

Ainda neste ano, também houve edições maiores e que atraíram os olhares dos telespectadores cobrindo casos como as enchentes no Rio de Janeiro e também a morte do Jornalista Ricardo Boechat, morto num acidente aéreo.

50 anos de “Jornal Nacional”

Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

As comemorações de 50 anos do “Jornal Nacional” estão a pleno vapor com âncoras de todos os estados do Brasil dividindo a bancada do programa aos sábados. São catorze semanas até que um representante da Globo em cada um dos estados brasileiros ocupem o lugar de William Bonner e de Renata Vasconcellos.

 

As duplas estrearam no dia 31 de agosto com Márcio Bonfim, representado Pernambuco e Cristina Ranzolim, do Rio Grande do Sul. Até o momento, cinco duplas assumiram a bancada do “JN” aos sábados e ainda restam catorze edições especiais.

 

Veja a média anual de audiência do "JN":

 

2007: 34,0

2008: 32,4

2009: 30,9

2010: 29,8

2011: 32,0

2012: 28,2

2013: 26,0

2014: 22,7

2015: 23,8

2016: 27,1

2017: 29,6

2018: 30,6

2019: 32,5

 

Em preto: Apresentação de Fátima Bernardes

Em vermelho: apresentação de Patrícia Poeta

Em azul: apresentação de Renata Vasconcellos

 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Ai Ai, não caiu 10 pontos só por causa dela né, a audiência do JN é ligada a diversos fatores, depende muito do desempenho das novelas das 19hs, pegou uma fase de bombação da Record. 

  • Like 4

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

Evidente que não foi só por causa dela, mas tem sua parcela de culpa sim.

 

Cara, em 2012 o jornal estava ensanduichado por Cheias de Charme e Avenida Brasil.

 

Em 2013 tivemos tudo aquilo envolvendo as manifestações.

 

Em 2014 rolou Copa, eleições...

 

Essa queda é inadmissível. 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Rainha!

Mesmo com toda sua finesse nata, não afugentou o público menos abastado. Ao contrário, resgatou. 

Melhor jornalista brasileira, falo com tranquilidade. 

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

Esse povo força tanto que daqui a pouco caga.

  • Like 1

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

 

Sofro tbm, aliar uma queda dessas somente a Patricia 

Faça login ou cadastre-se para visualizar

Share this post


Link to post
Share on other sites
Faça login ou cadastre-se para visualizar

2012 é o ano que mais impressiona mesmo.  Primeiro ano da Poeta no JN,indo ao ar entre Cheias e Avenida e olha a queda do JN.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Impressionante.

Quando o país ia bem, o JN tava caindo. Agora o país vai mal e o JN está subindo.

Há uma relação entre o desenvolvimento do país e a audiência do JN, de forma inversa. Um vai bem quando o outro vai mal.

  • Putz 2

Share this post


Link to post
Share on other sites

Renata deveria ter substituído a Fátima, a passagem da Poeta pelo JN foi um erro. 

 

A Renata é tão Diva que até o Bonner "paga pau" para ela. 

 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Com colher de chá de Grazi Massafera e Walcyr Carrasco, JN cresce pelo quinta ano e atinge melhor ibope em 11 anos

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Create an account or sign in to comment

You need to be a member in order to leave a comment

Create an account

Sign up for a new account in our community. It's easy!

Register a new account

Sign in

Already have an account? Sign in here.

Sign In Now
Sign in to follow this  

  • Recently Browsing   0 members

    No registered users viewing this page.



×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.