Jump to content


Rivarolli

Membro
  • Content Count

    710
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    162 [ Donate ]

Community Reputation

154 Ok

5 Followers

About Rivarolli

Recent Profile Visitors

The recent visitors block is disabled and is not being shown to other users.

  1. Bela, a Feia PNT 9,3 São Paulo 9,2 Rio de Janeiro 10,1 Belém 11,9 Belo Horizonte 12,2 Campinas 7,4 Curitiba 5,3 Brasília 8,9 Florianópolis 5,5 Fortaleza 8,7 Goiânia 9,8 Manaus 6,1 Porto Alegre 6,0 Recife 6,3 Salvador 16,0 Vitória 9,6 Caminhos do Coração PNT 6,9 São Paulo 5,9 Rio de Janeiro 7,2 Belém 8,8 Belo Horizonte 9,6 Campinas 5,4 Curitiba 4,5 Brasília 7,4 Florianópolis 4,4 Fortaleza 6,8 Goiânia 7,4 Manaus 5,4 Porto Alegre 5,2 Recife 5,1 Salvador 13,5 Vitória 9,1
  2. Essa Cena do Reencontro Aposto 10 ou 11 Média Define.
  3. Marcando recordes de audiência na faixa das 15h para a Record TV, a reprise de Bela A Feia virou uma espécie de xodó da emissora paulista. A protagonista da trama, Giselle Itié, foi convocada para gravar chamadas especiais para a reexibição. Além disso, a emissora tem tentado esticar a duração da reprise na edição. Segundo levantamento feito pelo Observatório da Televisão, nas últimas três semanas, a novela teve um aumento no seu tempo de intervalo. Agora, são três de 7 minutos e 50 segundos. O tempo é maior do que vinha sendo praticado antes: três intervalos de 6 minutos. Além disso, a edição tem usado apenas cenas finais de um capítulo e o início do seguinte, não mantendo ganchos originais da exibição de 2009. Os blocos com arte tiveram redução: deixaram de ter 11 minutos, em média, para ter 8 minutos cada um. A exceção para esta regra foi o capítulo em que Anabela (Giselle Itié) se transformou na estonteante Valentina Carvalho. O capítulo original de 178, onde Bela mostra sua nova aparência, foi exibido na íntegra e com comerciais um pouco mais curtos do que vinha sendo praticado. No entanto, o capítulo 179 só teve metade das suas cenas mostradas pela reprise. O fato é uma forma de tentar prolongar a novela, que emplacou na audiência definitivamente. Na semana passada, Bela A Feia fechou com 9.4 pontos de média semanal. Sua média geral é de 7.1 pontos, a maior desde a criação da faixa, em 2015. E não para de subir. Giselle Itié gravou chamadas especiais para final de Bela A Feia Dos últimos seis capítulos exibidos, três deles marcaram 10 pontos. Um chegou a liderar na média, empatando com a Globo em 10 a 10 em São Paulo. No Rio de Janeiro, a audiência também é boa. Na semana passada, a novela foi líder com 11 pontos, o mesmo número da Globo. O melhor desempenho é em Salvador: 17 pontos contra 10 da Globo. Na semana passada, Giselle Itié gravou chamadas especiais, que já estão sendo veiculadas nos intervalos da Record TV. Giselle também fez reclames para o futuro, gravando depoimentos para a reta final do folhetim. Ainda não se sabe quando Bela A Feia sairá do ar. A previsão inicial era em meados de outubro. Com o claro esticamento, seu fim pode ser adiado para o início de novembro. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/08/com-ibope-em-alta-record-tv-tenta-esticar-bela-a-feia-e-surfa-no-sucesso-de-reprise
  4. A Band decidiu adiar em uma semana o retorno da sessão de filmes eróticos Cine Privé. Anteriormente marcada para retornar a programação no próximo sábado, dia 24 de agosto, agora a sessão que marcou época a TV voltará apenas no dia 31 de agosto. Segundo apurou o Observatório da Televisão, o retorno foi adiado por uma dificuldade da Band de adquirir filmes do gênero erótico. O adiamento em uma semana é um planejamento para que esses contratos sejam fechados com mais calma pela emissora paulista. Procurada pela reportagem, a Comunicação da Band negou a dificuldade. No entanto, confirmou o adiamento do retorno do Cine Privé para o dia 31. O filme que marcará o retorno da sessão ainda não foi escalado. O horário será o mesmo que consagrou a faixa na década de 90 e 2000: 1h15 da manhã nas madrugadas de sábado para domingo. O Cine Privé foi uma sessão exibida entre 1995 e 2010 de forma fixa na grade de programação da Band. Entre 1993 e 1995, teve o nome de Sexta Sexy. Em 2012, chegou a voltar por algumas semanas, mas voltou a sair do ar por baixa audiência. O conceito dos filmes apresentados era sempre o mesmo: filmes sensuais e com nudez, mas que não tinha relação sexual. No mercado, esses filmes são chamados de softcore. Entre os longas que ficaram famosos na sessão de cinema, estão a franquia Emmanuelle. Várias atrizes ficaram famosas no Brasil por ter protagonizado vários filmes de Emmanuelle, como Krista Allen. Curiosamente, Krista assumiu que tem vergonha de ter feitos os filmes. Cine Privé levava a Band para a liderança de audiência Por muito tempo, o Cine Privé foi uma das cinco maiores audiências da emissora paulista, o que causava certo constrangimento na Band. O programa chegava a atingir até 8 pontos de audiência na Grande São Paulo e a liderança na madrugada de sábado para a Band. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/08/band-adia-em-uma-semana-retorno-da-sessao-cine-prive-saiba-o-motivo
  5. Os produtores da série mexicana de cunho católico, La Rosa de Guadalupe, conhecida por aqui, através do SBT, como Milagres de Nossa Senhora, surpreenderam milhares de internautas ao lançarem um episódio dedicado à tenebrosa personagem Momo, conhecida como o demônio do WhatsApp. Os roteiristas, na verdade, realizaram um sonho dos fãs, que imploravam através das redes sociais um episódio com a sinistra figura. O capítulo intitulado O Desafio Momo, de 2018, pode ser vista na íntegra através do YouTube. A história gira em torno de uma criança que, depois de assistir a um vídeo de um youtuber, decide se comunicar com essa ‘entidade do capeta’. O vídeo está próximo da marca de 4 milhões de visualizações na plataforma de vídeos. Momo, para quem não sabe, se tornou uma macabra lenda urbana nas redes sociais, porém, antes de aterrorizar pais de crianças, a Momo tratava-se apenas mais uma escultura de silicone do artista japonês Keisuke Aiso, de 46 anos. A arte ficou em exposição no ano de 2016, no Vanilla Gallery, em Tóquio, capital do Japão. Agora, nem existe mais — foi para o lixo. Na época do viral,em 2018, Aiso cdisse que ficou perplexo por ter se tornado um fenômeno na web e também se sentiu responsável pelo uso negativo que internautas fizeram da imagem de sua obra. Ainda sobre o viral, a história do desafio da Momo voltou à tona neste ano por meio de boatos originados no Reino Unido de que vídeos infantis no YouTube estariam com trechos da boneca assustadora ensinando crianças a se suicidarem. O YouTube, porém, negou que haja tal tipo de conteúdo publicado na plataforma. Confira a primeira parte de Momo em Milagres de Nossa Senhora: https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/08/milagres-de-nossa-senhora-traz-episodio-sombrio-com-a-momo-o-demonio-do-whatsapp?utm_source=Twitter&utm_medium=social&utm_campaign=TW-obsdatelevisao
  6. A Record está acusando formalmente a Globo, a GloboNews, e a Band de terem exibido sem autorização suas imagens captadas no desfecho do caso do sequestrador que manteve reféns em um ônibus sobre a ponte Rio-Niterói. As imagens foram captadas pelo câmera Fábio Calistra, da Record, único a acompanhar o caso até o desfecho (o sequestrador foi morto pela polícia e os reféns, libertados sem ferimentos). Nos casos de GloboNews e Band ampliaram o vídeo da Record como truque para esconder o logotipo da autora. A primeira exibiu o vídeo não autorizado em link no "Edição das 10"". Já a Band o reproduziu no "Aqui na Band. A Globo, por sua vez, também usou as imagens, mas deu crédito ao câmera e à rival. No entanto a Record afirma que não deu nenhuma autorização para esse uso. Diz ainda que a Globo fez uma montagem "grotesca" ao jogar sobre a vinheta da Record uma segunda vinheta, deixando parte da original ainda aparente. A Record declarou que vai tomar todas as medidas jurídicas cabíveis e que jamais manteria essa prática, e que não negaria o empréstimo das imagens por vias civilizadas. Outro Lado A coluna enviou as imagens aos três canais e está tentando aguardando uma nota oficial sobre o caso. Nenhuma das três emissoras respondeu até o momento da publicação deste texto. Se e quando o fizerextm, suas versões e posições serão incluídas neste texto. https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2019/08/20/record-acusa-globo-globonews-e-band-de-usar-suas-imagens-sem-autorizacao.htm?utm_source=twitter&utm_medium=social-media&utm_content=geral&utm_campaign=televisao
  7. @Kheew Veja a Chamada Com a Participação de Gisele
  8. O "Aqui na Band" desta terça-feira (20) falou sobre o caso do homem que sequestrou um ônibus na ponte Rio-Niterói que foi morto a tiros pela polícia na manhã de hoje. O programa de Silvia Poppovic e Luís Ernesto Lacombe exibiu o momento exato em que o sequestrador levou um tiro disparado por um atirador de elite da Polícia Militar. Acontece que as imagens seriam exclusivas da Record Rio, feitas pelo cinegrafista Fábio Calistra. Pelo menos é o que garante a emissora. Em contato com o NaTelinha, a Record Rio diz ainda que está "notificando nosso jurídico para providências". Na Band, em um primeiro momento, o apresentador Luís Ernesto Lacombe chegou a dizer que cena era exclusiva, entretanto, pouco depois, corrigiu a informação e avisou que o vídeo estava circulando pelas redes sociais. A reportagem entrou em contato com o canal do Morumbi sobre a suposta utilização do vídeo da Record, porém não houve resposta até o fechamento desta matéria. Já na faixa do meio-dia, durante o "RJTV", a Globo também exibiu o exato momento em que o sequestrador leva um tiro da polícia e morre, por sua vez, creditando as imagens à Record. O caso Um homem entrou por volta de 5h30 num ônibus da linha Jardim de Alcântara (São Gonçalo) - Estácio (Centro do Rio), portando uma arma de brinquedo e um galão de gasolina. Depois de três horas e meia, o bandido desceu do veículo, foi baleado por atiradores de elite e morreu. Havia 37 pessoas no ônibus, segundo informações do UOL, sendo seis reféns, quatro mulheres e dois homens. O trânsito foi bloqueado nos dois sentidos da ponte. Ainda não se sabe o que motivou a ação do criminoso. Assunto domina as TVs Diversos telejornais derrubaram suas pautas e exibiram ao vivo o sequestro. O “Bom Dia Brasil” continuou passando outras reportagens, porém, relatando informações do crime a cada cinco minutos. Já o jornal local do Rio de Janeiro ficou integralmente mostrando o episódio tenso no estado. Seguindo no caso, a atração apresentada por Chico Pinheiro e Ana Paula Araújo foi esticada por mais 17 minutos. Após a polícia dar um desfecho tático ao crime, os jornalistas passaram o bastão para Ana Maria Braga. Rapidamente, a loira lamentou o ocorrido no “Mais Você”. “É muito difícil acordar com esse tipo de notícia, esse sequestro que teve um desfecho agora”, comentou a apresentadora, chamando a equipe de jornalismo da Globo para dar mais informações sobre o crime. No "Mais Você", Juliana Paes também comentou sobre o sequestro na ponte Rio-Niterói e a violência no Rio de Janeiro. “A gente quando se depara com esse tipo de situação, o que a gente pensa é o que vai ser daqui pra frente. Eu já imagino meus filhos querendo sair, querendo fazer as coisas e não poderem. A gente mesmo já começou a limitar as coisas, nossas ações aqui no Rio de Janeiro”, disse a atriz. “A gente não vai pra determinados lugares mais”, opinou Ana Maria. “A gente não vai. A gente tem medo. É muito triste viver assim. Nunca na minha vida tinha cogitado morar em outro lugar, sair do Rio [de Janeiro], do Brasil, nunca. Amo meu país, amo as pessoas, amo os brasileiros”, continuou o desabafo. “A gente fala ‘Ah, vamos sair. Vamos jantar. Vamos passear’, mas a gente se vê deixando de fazer as coisas por medo. Essa sensação de viver presa, essa liberdade que nos falta é muito angustiante”, declarou Juliana. Ana Maria Braga então falou sobre o rapaz que realizou o sequestro na madrugada desta terça: “Fico me perguntando o que se passa na cabeça de uma pessoa assim. Um rapaz jovem, o que levou ele a fazer isso. Esse rapaz tem mãe, tem família, tem tudo. A gente fica olhando para o outro lado se perguntando que é o negócio da empatia, porque precisamos olhar para o outro lado. O que levou esse jovem a tomar essa atitude tão violenta”. “Pelas reportagens que a gente acompanhou, foi uma atitude premeditada. O que levou a ele tomar essa atitude tão extrema? Que dor é essa? Que angústia é essa? Aparentemente tem boa aparência. Você se pergunta: ‘meu Deus, por quê?’”, finalizou Juliana Paes. https://natelinha.uol.com.br/televisao/2019/08/20/record-rio-acusa-band-de-exibir-imagens-de-sequestrador-morto-sem-auto
×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.