Jump to content


mateus15

Membro
  • Content Count

    3,534
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    145 [ Donate ]

Community Reputation

273 Bom

About mateus15

  • Rank
    Intermediário
  • Birthday 01/24/1994

Recent Profile Visitors

3,200 profile views
  1. O PlayPlus, serviço de streaming do Grupo Record, cumpriu o que prometeu em comunicado ao Portal Alta Definição, no último dia 06, após apresentar diversos erros, o aplicativo ganhou mais uma atualização que corrige todos esses bugs. A versão 3.0.7 traz uma série de correções de erros e o retorno da conexão com o Chromecast, agora de forma oficial com integração total ao aplicativo Google Home, permitindo também a conexão em Android TV. Antes o aplicativo não tinha ligação oficial com o serviço da Google. Em testes realizados pela equipe do Portal alta Definição, não foi encontrado nenhum erro com a conexão, inclusive com a possibilidade de pausar a programação ao vivo ou retornar a cada 30 segundos. Chama a atenção também a qualidade da imagem, assim como já visto antes no GloboPlay (streaming da Globo), a imagem do PlayPlus tem qualidade superior a TV digital, dependendo da conexão do assinante. Para quem curte as novelas e o famoso reality da Record TV, as transmissões esportivas da ESPN ou os desenhos animados dos canais Disney fica a dica. Atualize agora mesmo o seu aplicativo nas lojas Android e IOS. https://portalaltadefinicao.com/playplus-e-integrado-de-forma-oficial-ao-chromecast/amp/
  2. Globo e RecordTV emplacam tramas para concorrer ao título de melhor novela do mundo. As escolhidas foram Órfãos da Terra e Topíssima. Nesta última quarta-feira, 6 de novembro, foi anunciado os finalistas de um dos maiores prêmios da TV mundial, o Rose d’Or Awards, que reconhece as produções televisivas ao redor do mundo. Entre os concorrentes estão duas produções brasileiras. Atualmente no ar pela RecordTV, no horário das 19h45, Topíssima, enredo assinado por Cristianne Fridman, está concorrendo como Melhor Novela. A trama conta a história de Sophia (Camila Rodrigues) e Antonio (Felipe Cunha). Pertencendo à classe social diferente, os dois lutam para superar os problemas que surgem no meio do caminho. Cheia de intrigas, amor e ação, o enredo conquistou o público. Na Globo, Órfãos da Terra, recém saída do ar, tendo sido exibida no horário das seis, conquistou uma indicação ao prêmio. Órfãos da Terra, na Globo, contou sobre a luta dos refugiados A trama escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid, com direção artística de Gustavo Fernandez, contou a história dos refugiados, que são obrigados a deixar suas casas, indo para outros países, tendo que sobreviver sobre o ódio e preconceito daqueles que não gostam de sua presença. Globo e RecordTV concorreram com mais 300 produções Além dos folhetins brasileiros, outras trezentas produções estão concorrendo na categoria. 30Somethings, produzida pela Warner Bross; Vidas Opostas, da Sic Portugal; BBC Casualty, da BBC Studios e East Enders. Os vencedores serão conhecidos no dia 1 de dezembro, em evento realizado no King Place, localizado em Londres, Inglaterra. https://www.tvprime.com.br/noticia/15520/novelas/globo-e-recordtv-sao-finalistas-ao-premio-de-melhor-novela-do-mundo-08112019/amp
  3. A Record TV apresenta Fernando Nogueira (ex- F/Nazca) e Helen Marcondes (ex-Lua) como reforços da área comercial. Ambos chegam com a responsabilidade de levar soluções ao mercado com base nos produtos e projetos do grupo Record. https://www.meioemensagem.com.br/home/gente/acontece_no_meio/2019/10/22/record-tv-fortalece-area-comercial.html
  4. É bom deixar bem claro antes de começar: este texto é muito mais que uma opinião de um mero repórter. É algo que senti e ouvi de diversos funcionários do SBT com quem conversei. E garanto também: não foram poucos. O clima é de uma tristeza só porque se sabe: não vai parar agora. Se em tempos de outrora Silvio Santos era quase que uma divindade entre seus funcionários, talvez nunca antes na história de sua emissora ele esteja sendo tão questionado. As demissões que ocorreram nesta quinta (17) e ainda vão acontecer nos próximos dias são o sinal de que “a conta dos anos de loucura” chegaram de forma forte e contundente. É mais que apenas a crise que vive o Brasil. Somente nos últimos anos, Silvio Santos adquiriu coisas tenebrosas como A Rosa dos Milagres, Alarma TV, Caso Encerrado e manteve muita gente que não é usada em contrato. Aqui, podemos citar nomes como Carlinhos Aguiar, Hellen Ganzarolli, Décio Piccinini, entre outras figuras conhecidas. A raiva maior dos funcionários é que o SBT, em alguns momentos, parece repartição pública. Muito cabide de emprego e poucos investimentos em coisas básicas. Ouvi mais de uma vez que os computadores usados na redação e em emissoras locais, como Brasília e Rio de Janeiro, são extremamente antiquados para o ano de 2019. Também é reclamado de que a situação da emissora já vem feia de algum tempo. Não existe investimento, existe corte. Corte atrás de corte. E as demissões dessa sexta-feira irão se somar a demissões que já estão sendo planejadas para a próxima segunda-feira (18). Todos concordam que Silvio Santos é um grande apresentador. Mas sua emissora e seu Grupo caíram no grande problema de toda emissora familiar: a falta de profissionalização e modernização do comando. O SBT, por exemplo, ainda não investe em coisas básicas e prefere um modelo antigo de TV do que tendências atuais, como Jornalismo e eventos ao vivo. Investir em tantos enlatados e programas de gosto duvidoso. Enquanto a emissora definha por dentro e em coisas básicas. Este é o atual SBT. E será assim por um longo tempo. Só deve mudar quando aquilo que todos nós não queremos aconteça, infelizmente. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/critica-de-tv/2019/10/em-dia-tenebroso-elos-mais-fracos-do-sbt-pagam-pelas-irresponsabilidades-de-seu-dono?amp
  5. Na última quarta-feira, dia 16, foram anunciados os finalistas do Prêmio Produ Awards 2019, uma das mais importantes premiações da televisão da América Latina e Estados Unidos, que acontecerá durante o MIPCancun deste ano. Foram avaliadas séries, superséries, novelas, webséries, o trabalho de produtores, diretores, atores e atrizes, além de campanhas publicitárias e outras subcategorias. A novela Jesus, da RecordTV, é finalista na categoria Telenovela e concorre ao prêmio de melhor novela da América Latina e Estados Unidos, e o reality Dancing Brasil também está na final, na categoria Abertura / Títulos de Programa. A cerimônia de premiação dos vencedores acontecerá no dia 21 de novembro no MIPCancun. Sucesso! Foto: Antonio Chahestian/ Blad Meneghel/ Record TV/ Divulgação https://www.jornaldacidadebh.com.br/sociedade/recordtv-e-finaista-no-premio-produ-awards-2019/?amp
  6. Os cortes de pessoal no Grupo Silvio Santos e no SBT devem continuar nos próximos dias e, como esta coluna antecipou ontem, devem atingir a pelo menos 150 pessoas. As demissões já vinham ocorrendo pontualmente nas últimas semanas, mas ontem elas se intensivaram. Além de cortes, a direção do SBT chamou vários funcionários e, em vez de demiti-los, propôs ao mesmo temoo, uma mudança no cargo ou na carga horária. Consequentemente haveria uma redução de ganhos. Os cortes sugeridos variam de 10% a 30%, mas sabe-se que alguns funcionários não aceitaram a redução. Vale lembrar que no caso de contratos por CLT (carteira) a empresa não pode de forma alguma reduzir o salário. Mas, com alguns PJs, é possível negociar. As demissões estão ocorrendo em praticamente todo o Grupo Silvio Santos, que enfrenta profunda crise financeira. O grupo, como um todo, já não dá lucro há anos. A crise no grupo SS cresceu no início da década com o escândalo do banco Pan-Americano. Empresas como Jequiti Cosméticos viraram um "ralo" de prejuízos. O próprio SBT, cujo faturamento estimado anualmente é de R$ 1 bilhão, também tem empatado receitas e despesas, ficando no zero a zero. Embora muita gente possa pensar que toda essa crise deriva da falta de gastos publicitários do governo, é bom lembrar que: 1) os anúncios federais nunca foram volumosos o suficiente para "sustentar" qualquer TV aberta; no caso do SBT nunca chegaram a 10% ; 2) o governo está, sim, gastando em publicidade em TV aberta. Não muito, mas está. https://tvefamosos.uol.com.br/noticias/ooops/2019/10/18/alem-de-demissoes-sbt-propoe-reduzir-salarios-e-funcoes.amp.htm
  7. Diariamente, as especulações ao redor de um possível cenário de compra da Oi ganham um improvável novo capítulo. Dessa vez, a aposta é que um conhecido empresário brasileiro entraria na disputa pela operadora ao lado das gigantes AT&T e China Mobile. Trata-se de Edir Macedo. O líder da Igreja Universal e dono da TV Record já estaria em planejamento para a empreitada. No entanto, ainda não é possível imaginar como a operadorapoderia favorecer os negócios televisivos do bispo. De acordo com a publicação, a informação circula entre interlocutores do Palácio do Planalto e players de relevância no mercado de telecomunicações. Se confirmada, poderá causar um verdadeiro terremoto no setor. Atualmente, a TV Record vive uma disputa ferrenha por audiência contra o SBT e a TV Globo. A guerra é ainda mais forte com a primeira, que conquista o segundo lugar do ibope diariamente. Mesmo com dívidas e em recuperação judicial, a Oi pode ser um negócio estratégico para diversos empresários. A operadora tem a maior infraestrutura de fibra ótica do país, com mais de 360 mil quilômetros de extensão. Outro fato que tornou a empresa mais atrativa para investimentos foi a aprovação da PLC 79, que fará a tele migrar do modelo de concessão para o de autorização na telefonia fixa. Obrigações como a manutenção de orelhões públicos, que queimavam os caixas, também deixarão de ser impostas. https://www.minhaoperadora.com.br/2019/09/site-aponta-que-edir-macedo-quer-comprar-a-oi.html
  8. O Jornal da Record passará por uma grande reformulação a partir desta segunda (9). O principal telejornal da emissora agora também terá quatro boletins ao longo da programação, além de sua edição tradicional. A Record investirá em mais transmissões ao vivo e em ciência de dados para analisar informações de redes sociais. Segundo Antônio Guerreiro, vice-presidente de Jornalismo, a intenção é trazer o telespectador para mais perto do conteúdo factual e ampliar a distribuição desse conteúdo, por meio de redes sociais, de plataformas como o PlayPlus e de mais edições diárias do telejornal. Além da edição tradicional do Jornal da Record, às 21h30, apresentada por Celso Freitas e Adriana Araújo, haverá mais 45 minutos de boletins jornalísticos ao longo da programação. Serão quatro edições: uma durante o intervalo no Hoje em Dia, uma entre as reprises de novelas à tarde, uma durante o Cidade Alerta e uma por volta de 0h30. Janine Borba e Sérgio Aguiar vão se revezar na apresentação dos boletins. "A partir de agora, o telespectador vai ver um telejornal muito mais próximo, muito mais vibrante, privilegiando antes de tudo a programação ao vivo. Com esses novos 45 minutos que entram na programação da Record, nós passamos a ter 14 horas diárias de programação ao vivo em jornalismo", destaca Guerreiro. Para manter os boletins atualizados e interessantes para o público, sem exibir reprises de notícias anteriores, a Record apostará em links, transmissões ao vivo de repórteres do Brasil inteiro sobre os principais fatos do momento. Além do conteúdo ao vivo, as redes sociais são o outro grande foco do Jornal da Record no novo momento. O objetivo é que haja cada vez mais interação e participação do telespectador. O cenário, que está sendo mantido em sigilo, terá um telão vertical, justamente para exibir melhor vídeos gravados pelo celular. A Record contratou também cientistas de dados, que farão parte de uma nova editoria de jornalismo. Eles ficarão encarregados de analisar informações de redes sociais e explorar conteúdos que estejam em alta, muito buscados. "Não é só mostrar o que chega para a gente via redes sociais, mas como chega e o que esses dados mostram", diz o VP. A ideia geral da reformulação gira em torno do fato de que, em 2019, o público não consome mais conteúdo exclusivamente pela TV, mas também por plataformas de streaming, sites, redes sociais... Além de tudo o que irá ao ar na programação linear da emissora, a Record promete que cada plataforma terá um tratamento específico. "Teremos um telejornal feito com stories para o Instagram, um telejornal feito em tuítes no Twitter e um telejornal feito em forma de memes para o Facebook. Ou seja, adaptaremos a linguagem televisiva pra cada plataforma", explica Guerreiro. https://noticiasdatv.uol.com.br/mobile/noticia/televisao/edicoes-o-dia-todo-ciencia-de-dados-e-tudo-ao-vivo-o-que-muda-no-jornal-da-record-29285.amp
  9. A partir da próxima segunda-feira, 9, a RecordTV terá em sua grade diárias 14 horas de jornalismo ao vivo. O acréscimo acontecerá pela inserção de quatro outras edições do Jornal da Record, com 10 minutos de duração cada, que serão distribuídas na grade da seguinte forma: uma pela manhã, duas no período da tarde e a última no início da madrugada. A edição tradicional do programa continua indo ao ar Às 21h30. De acordo com a emissora, que apresentou o novo projeto de jornalismo nesta quinta-feira, 3, em São Paulo, a ampliação das notícias em sua grade têm a proposta de gerar mais interatividade com o espectador, em diferentes plataformas. “Queremos colocar o espectador dentro de nossa reunião de pauta e na mesa da redação, com as pessoas participando das notícias via redes sociais, Play Plus, Record News e pela grade da Record. Em 2011 demos um primeiro passo na construção do jornalismo multiplataforma com o Jornal da Record News, em que Heródoto Barbeiro entrava no ar, pela internet, 15 minutos antes do jornal iniciar na TV e também interagia com o público pela web nos intervalos. Desde então, estamos consolidando essa presença multiplataforma”, comenta Antonio Guerreiro, que assumiu a vice-presidência de Jornalismo da Record em janeiro deste ano, após uma década de trabalho na emissora. Ao dizer que quer levar o jornalismo para todas as telas com as quais a emissora interage, Guerreiro explica que a emissora não pretende apenas distribuir seu conteúdo em diferentes telas, mas sim produzi-lo e adaptá-lo de acordo com as especificidades de cada meio. “Faremos conteúdo específico para cada plataforma Teremos um Jornal da Record nos Stories do Instagram, outro em forma de posts no Twitter e outro para quem acessar a página do jornal pelo R7. Quem acessar o conteúdo, em qualquer tela, terá um telejornal mais vibrante”, promete Guerreiro. Os boletins serão apresentados por Janine Ribeiro e Sergio Aguiar, enquanto a edição diária noturna do Jornal da Record continua sob o comando de Adriana Araújo e Celso Freitas. Patrocínio Para o novo projeto do Record News, a área comercial da Record criou duas cotas de patrocínio. A primeira delas já foi adquirida pelo Bradesco, que passa a exibir a marca na edição tradicional do Jornal da Record, nos quatro boletins diários e em toda a distribuição de conteúdo do programa no digital e mídias sociais. “Pedimos quase meio bilhão de reais, como preço de tabela, a cada um dos patrocinadores, por um período de um ano. O País vive um momento de dificuldades, mas temos plena consciência de que o Brasil vai dar certo. Precisamos acreditar em nosso negócio. A coisa mais importante que temos na TV, em termos de comunicação, é o jornalismo”, defendeu Walter Zagari, vice-presidente comercial da RecordTV. De acordo com o executivo, a emissora está em negociação para definir o segundo patrocinador do projeto. https://www.meioemensagem.com.br/home/midia/2019/09/05/record-amplia-presenca-do-jornalismo-na-grade-e-demais-telas.html
  10. Plataforma de streaming que tem planos de virar uma Netflix do Esporte em todo o mundo, o DAZN é o novo grande anunciante da Record TV. O serviço adquiriu espaços comerciais no Jornal da Record, principal produto comercial da emissora, e em outros programas nacionais e locais. Segundo apurou o Observatório da Televisão, a plataforma comprou cotas também em outros programas da casa, como Hoje em Dia, Topíssima e Fala Brasil. A ideia é fazer uma exposição maior do produto nos intervalos da emissora, que disputa o segundo lugar de audiência em várias faixas. Os comerciais já são veiculados desde o último dia 15. No entanto, por enquanto, o DAZN é apenas um cliente comercial da Record TV. Não existe nenhum tipo de negociação, até agora, para a parceria de direitos de transmissão. Nesse esquema, o DAZN continua parceira apenas da Band e da RedeTV! em TV aberta. Na emissora do Moumbi, a plataforma de streaming tem um contrato de licenciamento para a transmissão da Série C do Brasileiro para o Norte e Nordeste. Já a RedeTV! tem licenciados pela plataforma o Campeonato Italiano e a Copa Sul-Americana. O DAZN chegou no Brasil no fim de 2018, mas apenas no início deste ano foi lançado oficialmente. A plataforma promete transmissões esportivas ao vivo e um mês grátis para quem se interessar. Após o período gratuito, a plataforma cobra R$ 37,90 por mês. Entre os eventos exibidos na plataforma de streaming, estão os Campeonatos Inglês, Francês, Italiano e a Copa da Itália, Inglaterra e França. Torneios de base do futebol brasileiro também foram adquiridos, além da terceira divisão do futebol nacional, que conta com times muito populares. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/08/parceira-de-band-e-redetv-dazn-vira-anunciante-da-record-tv-saiba-detalhes
  11. O Grupo Globo e o Conselho Nacional de Boxe foram condenados a indenizar em R$ 30 mil um lutador de boxe por danos morais. O nome do lutador, que está em segredo de Justiça, foi citado numa transmissão de forma pejorativa após o lutador ter uma luta marcada, mas ter sofrido uma lesão poucos dias antes e desistir da luta. A condenação foi feita pela 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo.Tanto o Grupo Globo, quanto o Conselho, já recorreram da decisão em segunda instância. No processo, o lutador afirma que o Conselho teria deixado de divulgar a substituição e seu nome apareceu como sendo o atleta que lutava no dia e que foi derrotado sem sequer ter entrado no ringue. No entanto, na transmissão feita pelo Grupo Globo, não houve correção alguma. O narrador e comentarista teriam feito comentários depreciativos sobre o desempenho e a técnica do lutador. Além disso, a perda da luta gerou uma pontuação que foi computada em seu nome, prejudicando-o no campeonato que estava sendo disputado. Relatora do caso, a desembargadora Christine Santini relatou que houve um dano irreparável a carreira do atleta. “Evidentemente, tratando-se de pugilista profissional, a divulgação da perda de uma luta prejudica a imagem profissional e do autor, em especial considerando-se os comentários depreciativos a ele atribuídos”, afirmou. Contudo, outros dois desembargadores, Augusto Rezende e Luiz Antônio de Godoy, seguiram a relatora e deram ganho de causa ao lutador. O Conselho e o Grupo Globo já recorreram da decisão e o processo correrá em segunda instância. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/2019/08/grupo-globo-e-conselho-nacional-de-boxe-sao-condenados-a-indenizar-lutador-em-r-30-mil?amp
  12. O Grupo Record acertou ao investir na exclusividade dos Jogos Pan-Americanos 2019, sediados em Lima, capital do Peru. Somente nos 12 primeiros dias de transmissão na televisão aberta, através da Record TVe Record News, a empresa atingiu 95 milhões de telespectadores em todo território nacional. De acordo com a Kantar Ibope Media, 76 milhões de pessoas consumiram as imagens do Pan pela Record TV em quase 40 horas de cobertura. No segundo canal, 19 milhões acompanharam as competições em mais de 135 horas de transmissão. Os números foram colhidos de 24 de julho a 04 de agosto – último domingo. Ao todo, neste período, já foram mais de 30 esportes espalhados em mais de 175 horas dedicadas à transmissão dos Jogos em ambos os canais. Além disso, vale destacar a ampla cobertura jornalística realizada por todos os telejornais de ambas as emissoras. O Grupo Record preparou uma operação multiplataforma para exibir as 61 modalidades esportivas, que reunião quase 7 mil atletas de 41 delegações durante 19 dias. https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/audiencia-da-tv/2019/08/canais-do-grupo-record-atingem-95-milhoes-de-telespectadores-com-jogos-pan-americanos
  13. Sob comando de Carol Tuttoilmondo, a divisão de negócios do R7 Multiplataforma do Grupo Record contrata Gian Marco Santamaria, como head de negócios com agências. O executivo integrará a equipe formada pelos heads de segmentos, Rodolpho Pera, Laita Laguna e Sue Ellen Duraes. Ao longo de seus 20 anos no mercado, Santamaria reúne passagens por companhias como Grupo RBS, Grupo Bandeirantes, Globosat, SBT e Grupo Abril (MTV Brasil). https://www.meioemensagem.com.br/home/gente/acontece_no_meio/2019/07/24/r7-multiplataforma-apresenta-head-de-negocios-com-agencias.html
  14. A produção original do PlayPlus, com a colaboração da ESPN, mostra histórias inspiradoras de mulheres no esporte.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.