Jump to content


clovis

Membro
  • Content Count

    3,160
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    276 [ Donate ]

Community Reputation

1,034 Muito Bom

3 Followers

About clovis

  • Rank
    Intermediário
  • Birthday 10/16/1991

Profile Information

  • Sexo
    Masculino
  • Localização
    SC

Recent Profile Visitors

2,098 profile views
  1. OOLDP não foi exibida na primeira quarta, mas essa prévia é um saldo bem positivo.
  2. Amor e Ódio acho que só esqueceram de reprisar, ou deve ter algum entreve judicial de direitos, pois é boa e foi bem na época. O Direito de Nascer não sei se daria certo reprisar, ao menos a TV Aparecida o fez. Sangue do Meu Sangue foi uma grande novela, mas flopou e Os Ossos do Barão, idem.
  3. Não que tenha ido bem, mas também não foi mal. Mantendo o que a faixa vinha dando apenas.
  4. Tanto dava que a média geral foi 11
  5. Só esse 14 aí já desmente tudo.
  6. Hoje que tinha jogo do Corinthians às 19h30, não?
  7. 01 - A Favorita 02 - Avenida Brasil 03 - Cobras & Lagartos 04 - Da Cor do Pecado 05 - Segundo Sol 06 - A Regra do Jogo
  8. Uma que não acho que Topíssima vá crescer tão cedo, outra que as bíblicas precisam SIM dar uma pausa e Topíssima, mesmo que fracasse, precisa ser uma tentativa viável.
  9. Última das minisséries da Band, foi uma obra baseada na literatura de Jorge Amado, com problemas sociais bastante explícitos e temas que poderiam render polêmica nos dias de hoje, ainda mais do que poderia ter rendido em 1989. Foi a minissérie com menor repercussão, mas manteve a boa linhagem e enredo. Talvez hoje case mais com o estilo cinematográfico do que o televisivo. Não temos muitos registros para avaliar profundamente a obra. Título: Capitães da Areia De: Antonio Carlos Fontoura, José Louzeiro, Marcos Lazzarini, Walter Lima Jr Direção: Walter Lima Jr Emissora: Band Data: 05/12 a 20/12/1989 Horário: 20h50 Duração: 10 capítulos Reprises: não houveram Audiência: 1,4 SINOPSE Tendo como cenário as ruas e as areias das praias de Salvador, a história trata da vida de meninos de rua sem família que viviam em um velho armazém abandonado no cais do porto. Os motivos que os uniram eram os mais variados: ficaram órfãos, foram abandonados, ou fugiram dos abusos e maus tratos recebidos em casa. Aproximadamente quarenta meninos, entre nove e dezesseis anos, dormiam nas ruínas do velho trapiche. Eram conhecidos como os “Capitães da Areia” e praticavam roubos, o que os tornou temidos e procurados pela polícia, que estava em busca do esconderijo e do chefe dos capitães. Tinham como líder Pedro Bala (Leandro de Souza), rapaz de quinze anos, loiro, com uma cicatriz no rosto. Generoso e valente, há dez anos vagabundeava pelas ruas de Salvador, conhecendo cada palmo da cidade. No bando, além de Pedro Bala, destacavam-se outros meninos: Sem-Pernas (Bruno Sobral), espécie de espião; João Grande, negro forte e o mais alto de todos; José, o Professor, único que lia corretamente e gostava de contar histórias; Pirulito (Pablo Sobral), excessivamente místico e introvertido; Gato (Rodrigo Pereira da Silva), malandro elegante que tinha um caso com a prostituta Dalva (Tamara Taxman); Volta-Seca, mulato sertanejo afilhado de Lampião; Boa-Vida, muito preguiçoso. No dia-a-dia, o bando contava com o apoio amigo de alguns adultos. Don’aninha, mãe de santo, sempre os socorria em caso de doença ou necessidade. Além dela, o Padre José Pedro (Geraldo Del Rey), introduzido no grupo pelo Boa-Vida, conhecia o esconderijo dos capitães. Aos poucos, conquistou sua confiança, indo com frequência visitá-los, levando um pouco de carinho e compreensão. O pescador Querido-de-Deus (Marcus Vinicius) e o estivador João-de-Adão tinham a confiança dos meninos, que, por sua vez, não mediam esforços para recompensar esse apoio. ELENCO LEANDRO DE SOUZA – Pedro Bala ALETHÉA MIRANDA – Dora GERALDO DEL REY – Padre José Pedro TAMARA TAXMAN – Dalva RODRIGO PEREIRA DA SILVA – Gato ANDRÉ GONÇALVES – Boa-Vida BRUNO SOBRAL – Sem-Pernas (Augusto) PABLO SOBRAL – Pirulito MIRIAN PIRES – Ester THAÍS PORTINHO – Laurinda ISOLDA CRESTA JACKSON DE SOUZA MARCUS VINÍCIUS – Querido-de-Deus RENATO COUTINHO – Raimundo (pai de Pedro Bala) THELMA RESTON – prostituta JACYRA SILVA – Don’aninha FLÁVIO SANTIAGO PAULO HAMILTON IVAN SÉRGIO ALEX SÉRGIO JEAN CARLOS ALEXANDRE DAVID ROBERTO PEREIRA ROBERTO BOMTEMPO CLEMENTE VISCAÍNO YOLANDA CARDOSO JOSÉ STEIMBERG – Padre Glorinha TRILHA SONORA Tema de Abertura: CIDADE MALDITA – Jack CURIOSIDADES Minissérie baseada no romance de Jorge Amado dirigida pelo cineasta Wálter Lima Jr. em locações baianas. Este livro foi escrito na primeira fase da carreira de Jorge Amado, e nota-se grandes preocupações sociais. As autoridades e o clero são sempre retratados como opressores (Padre José Pedro é uma exceção mas nem tanto; antes de ser um bom padre foi um operário), cruéis e responsáveis pelos males. Os Capitães da Areia são tachados como heróis no estilo Robin Hood. No geral, as preocupações sociais dominam, mas os problemas existenciais dos garotos os transforma em personagens únicos e corajosos. REGISTROS AUDIÊNCIA
  10. Após um tempo de afastamento, Manoel Carlos retorna às telinhas na Band, com um enredo envolvente em uma minissérie bem feita, com boa história e boas críticas. Não há muitos registros (novamente!) para vermos e melhor avaliarmos a obra, mas podemos ver que foi bem feita, teve bastante potencial e poderia ser até mesmo reaproveitada para uma nova versão. Título: O Cometa De: Manoel Carlos e Ricardo de Almeida Direção: Roberto Vignati Emissora: Band Data: 21/08 a 15/09/1989 Horário: 21h30 Duração: 19 capítulos Reprises: Nâo localizada (setembro a outubro de 1989); 13/05 a 07/06/1991 (20h30); 17/06 a 11/07/1996 (20h30) Audiência: Original - 2,7; Reprise 1 - ND; Reprise 2 - 0,4; Reprise 3 - 1,8; 1,1 - reapresentação SINOPSE Interior de São Paulo e Minas Gerais, década de 40. Habib (Carlos Augusto Strazzer) é um mascate turco, marcado pelas lembranças da mulher e do filho, mortos em um acidente. Para fugir da solidão e das trágicas recordações, propõe-se a ganhar a vida como caixeiro-viajante – ou cometa, como era conhecida a atividade na época. Habilidoso nas práticas comerciais e amorosas, Habib se mostra um homem sábio e sensível. Tal como o astro que à sua passagem deixa uma cauda luminosa, o comerciante espalha nos lugares onde pisa toda uma sabedoria que a cultura árabe e sua experiência lhe proporcionaram. Habib parece fadado a vagar solitário por diversas cidades até encontrar Miguel (Luis Carlos Tourinho), jovem aventureiro que logo se identifica com o padrão de vida do mascate. Mas não é o espírito irrequieto do rapaz que o leva a acompanhar o turco em suas viagens. Ele é filho de Jorge (Othon Bastos), um fazendeiro do interior de São Paulo que, depois de enviuvar, casa-se com a jovem Isabel (Lúcia Veríssimo). Culta, sensível e muito bonita, ela fascina Miguel que, confuso e com medo de seus sentimentos, decide fugir de casa – principalmente depois da ameaça do pai de internar o rapaz num colégio interno. O pai coloca um homem de confiança em seu encalço, o cabo Marcílio, enquanto o jovem viaja na companhia de Habib pelo sertão, envolvendo-se com toda sorte de personagens, em especial mulheres, solteiras ou casadas. ELENCO 1- CARLOS AUGUSTO STRAZZER – Habib 2- LUÍS CARLOS TOURINHO – Miguel 3- LÚCIA VERÍSSIMO – Isabel 4- OTHON BASTOS – Jorge 5- LUIZ GUILHERME – Cabo Marcílio 6- EDWIN LUISI – Augusto 7- PATRÍCIA LUCHESI – Araci 8- LUIZ CARLOS URUCA – Alberto 9- ANA MARIA NASCIMENTO E SILVA – Clara 10- CHICO MARTINS – Neco Barbosa 11- FLÁVIO GUARNIERI – Nequinho 12- JOSMAR MARTINS – Fabiano 13- MIKA LINS – Das Dores 14- JOSÉ RÚBENS CHACHÁ – Germano 15- IARA JAMRA – Rosa 16- CHRISTIANE TRICERRI – Esther 17- MÁRIO CÉSAR CAMARGO – Isaac 18- EUGÊNIA DE DOMÊNICO 19- ULISSES BEZERRA 20- ELIZABETH HARTMANN 21- FELIPE LEVY 22- SANDRA MARTINS 23- KHALED MAHASSEN 24- MAYARA BLUM – Mariana 25- WILMA DE PAULA – Belmira 26- KEILA BLANCHE 27- JOTA FRANÇA 28- MARIA DO CARMO SOARES – Helena Falecidos 1- Ricardo de Almeida (autor, 1988) 2- Carlos Augusto Strazzer (1993) 3- Luis Carlos Tourinho (2008) 4- Felipe Levy (2008) 5- Luis Carlos Uruca (2012) 6- Ana Maria Nascimento e Silva (2017) Sem notícias 1- Wilma de Paula 2- Keila Blanche 3- Jota França CURIOSIDADES A amizade entre Habib (Carlos Augusto Strazzer) e Miguel (Luís Carlos Tourinho) foi desenvolvida de forma envolvente por Manoel Carlos, que retomava seu trabalho na teledramaturgia brasileira depois de um afastamento de três anos. O autor voltava trazendo para as imagens da televisão mais um romance brasileiro esquecido nas prateleiras das bibliotecas, Ídolo de Cedro, publicado em 1965, que apresentava uma apaixonante lição de vida, não só uma pesquisa de hábitos e costumes do interior – o autor, Dirceu Borges, fez uma pesquisa a partir das lembranças de sua infância. Maneco escreveu a minissérie com a parceria do filho Ricardo Almeida, morto em 1988, vítima de Aids, dois dias antes de completar 34 anos. O Cometa, entretanto, foi exibida após a sua morte, já que a produção aguardou um ano para ir ao ar. Foi reprisada de setembro a outubro de 1989. Também de 13/05 a 06/1991, de segunda a sexta-feira às 20h30. E de 17/06 a 11/07/96, em 18 capítulos, de segunda a sexta-feira às 20h, com reapresentação às 10h45 da manhã. REGISTROS AUDIÊNCIA ORIGINAL REPRISE 1 REPRISE 2 REPRISE 3
  11. Exatamente, fica difícil até para eu falar sobre as tramas, pois assisto tudo o que tem primeiro, o problema é que com os registros mal guardados, fica essa coisa meia boca. E duvido essas fitas terem alguma conservação hoje.
  12. Minissérie bem feita da Band, mas apagada pelo tempo, sem muita repercussão e muitos registros para avaliar, apenas comenta-se que foi uma obra bem executada, com um bom elenco e boa produção. Quem sabe se a Band não investisse novamente em minisséries? Título: Colônia Cecília De: Patricia Melo e Carlos Nascimbeni Direção: Hugo Barreto Emissora: Band Data: 31/07 a 11/08/1989 Horário: 21h30 Duração: 10 capítulos Reprises: 29/04 a 10/05/1991 (20h30) Audiência: Original - 3,4; Reprise - 0,4 SINOPSE No fim do século 19, imigrantes italianos instalaram-se no município paranaense de Palmeira, criando a primeira sociedade anarquista do Brasil, a Colônia Cecilia. Giovanni Rossi (Paulo Betti) sofre com o fracasso da experiência. Ele é veterinário, agrônomo, biólogo e jornalista. Mas, acima de tudo, um idealista, dono de uma personalidade forte e obcecado pelo desejo de conviver com a humanidade livre. Os dramas têm início na chegada desses imigrantes, que haviam ganho terras de D. Pedro II. Só que o grupo chega após a instalação da República que não reconhecia as concessões de terras outorgadas no regime anterior. Sem a proteção do imperador, Giovanni e sua companheira, Adele (Edith Siqueira), conduzem os anarquistas a um lugar abandonado, terras que ninguém queria, de mata alta e solo inóspito. ELENCO 1- PAULO BETTI – Giovanni Rossi 2- EDITH SIQUEIRA – Adele 3- ÊNIO GONÇALVES – Aníbal 4- GERALDO DEL REY – Egicio Cini 5- DENISE DEL VECCHIO – Duzolina 6- MARCELO PICCHI – Reinaldo Parodi 7- EWERTON DE CASTRO – José Gariga 8- RENATO COUTINHO – Pietro Riva 9- SELMA EGREI – Gina 10- ROBERTO BATAGLIN – Ernesto Fachini 11- GABRIELA DUARTE – Bianca 12- PATRÍCIA LUCHESI – Agnes 13- PAULO VILLAÇA – Coronel Tavares 14- ZAÍRA BUENO – Elena 15- PAULO LEITE – Emílio Weinberg 16- JOÃO BOURBONNAIS – Dr. Colombo Leoni 17- TONI LOPES – Pipão Aggottani 18- JOSÉ RUBENS CHACHÁ – Gigi 19- GILBERTO ASSAD – Domênico 20- MÁRCIA DORNELLES – Loura 21- BENTINHO – Miguel 22- JOSMAR MARTINS – Delegado 23- CRISTINA NICOLOTTI 24- LUIZ CARLOS LABORDA 25- PAULO MALUCELLI 26- LUIZ GUSTAVO LECCIOLI 27- LUIS ROSSI 28- LUIZ GUILHERME – narrador Falecidos 1- Paulo Villaça (1992) 2- Geraldo del Rey (1993) 3- Edith Siqueira (1996) 4- Toni Lopes (2003) 5- Enio Gonçalves (2013) Sem notícias 1- Renato Coutinho 2- Paulo Leite 3- João Bourbonnais 4- Gilberto Assad 5- Marcia Dornelles 6- Bentinho 7- Paulo Malucelli 8- Luiz Gustavo Leccioli 9- Luis Rossi CURIOSIDADES Ótima minissérie da TV Bandeirantes, mas sem a devida repercussão. Era quase impossível concorrer com as últimas semanas da novela O Salvador da Pátria, na Globo. A saga da Colônia Cecilia, pouco lembrada nos livros de história, é baseada no texto biográfico de Giovanni Rossi (na minissérie vivido por Paulo Betti) “Cecilia comunità anarchica sperimentale, un episodio d’amore nella Colonia Cecilia”, complementado com pesquisas históricas e reportagens em jornais anarquistas da época. (fonte: Carlos Nascimbeni, roteirista e diretor, por email) Com a direção de Hugo Barreto e um cuidadoso trabalho de produção, cenografia e arte, a Bandeirantes desenvolveu com dignidade essa saga dramática de muita luta, coragem e paixão. Primeiro trabalho na televisão da atriz Gabriela Duarte – que, um mês após o término da minissérie, já estava no elenco da novela Top Model, na Globo. Outras produções com o anarquismo italiano como subtema: Os Imigrantes, Anarquistas, Graças a Deus e Terra Nostra. A minissérie foi reprisada de 29/04 a 10/05/91, na íntegra, de segunda a sexta-feira às 20h30. REGISTROS AUDIÊNCIA ORIGINAL REPRISE 1
  13. Regra começou com 31 e despencou pra sub25, foi ver 33 só depois que virou o ano, mais precisamente no capítulo 121.


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.

×