Jump to content


rogerrsil

Membro
  • Content Count

    12
  • Joined

  • Last visited

  • Pontos

    0 [ Donate ]

Community Reputation

1 Neutro

About rogerrsil

  • Rank
    Calouro

Recent Profile Visitors

420 profile views
  1. Posso estar enganado. O Globo Repórter que eu me recordo é montado no mesmo cenário do BDBR.... usam o mesmo telão.... Sera que não vem mudança pro Globo Repórter tb?
  2. Hoje chove o dia todo em SP. Com isso, o share estará alto... Aposto 15 e 13
  3. É um novo andar no prédio da Globo em SP dedicado apenas pra Globo News. É redação real. nao sei se é o mesmo do SP1 e SP2 ou do outro lado da rua que tem andares do sistema Globo de rádio (cbn etc) e G1
  4. Perguntei sobre a shotover ao cinegrafista mas ele me ignorou kkk só frisou essa questão dele ser HD agora mas eu já achava que era
  5. Obrigado pelo ajuste no tópico
  6. https://instagram.com/p/BS1uZi5hJGe/ Foi disponibilizada foto no perfil da HBR Aviação, um dos maiores helipontos de São Paulo na região de Osasco, atrás do SBT. Conversei informalmente com um dos cinegrafistas que indicou que o helicóptero além de nova pintura será totalmente HD.
  7. Record veta figurino 'vermelho PT' e manda apresentador trocar gravata DANIEL CASTRO - Publicado em 31/03/2016, às 05h25 A Record recomendou a todos os seus jornalistas e apresentadores que evitem usar roupas vermelhas, que possam ser associadas ao PT, ou que combinem verde, amarelo e azul, cores da bandeira nacional que identificam o PSDB e o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. No departamento de figurino, a orientação chegou como ordem, e todas as roupas nessas cores foram recolhidas. Nas últimas duas semanas, repórteres tiveram que voltar das ruas porque vestiam vermelho. E o jornalista Domingos Meirelles teve que trocar uma gravata vermelha, de acervo pessoal, por uma rosa, da emissora, para gravar o Repórter Record Investigação exibido no último domingo. A recomendação para evitar vermelho, verde, amarelo e azul partiu do vice-presidente artístico da Record, Marcelo Silva. Em conversas com diretores de programas, ele pediu para a emissora agir com neutralidade. Também proibiu manifestações pró ou contrárias a Dilma Rousseff nas instalações da emissora depois que viu em uma rede social uma foto dos apresentadores, diretores e produtores do Hoje em Dia vestindo preto, em protesto contra o governo e a corrupção _a imagem foi apagada. A movimentação pela neutralidade da Record e a recomendação para não se usar as cores "políticas" do momento surgiram há duas semanas, no auge dos protestos contra Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Coincidem também com a decisão do PRB (Partido Republicano Brasileiro) de deixar a base aliada do governo. O PRB é o braço político da Igreja Universal, de Edir Macedo, dono da Record _emissora identificada como "governista". Meirelles com gravata vermelha em edição do Repórter Record Investigação de fevereiro O veto ao vermelho e à combinação de verde, amarelo e azul foi rigorosamente respeitado na semana passada. Na última segunda-feira (28), no entanto, Adriana Araújo apresentou o Jornal da Record vestindo uma blusa vermelha debaixo de um blaser azul escuro. A cor "proibida" foi usada com parcimônia, de forma não ostensiva. A roupa pertenceria ao guarda-roupa da jornalista, e não à Record. Profissionais de diversas produções da Record confirmaram que a recomendação para se evitar as quatro cores continua valendo. Procurando, o jornalista Domingos Meirelles confirmou que trocou uma gravata vermelha por uma rosa. Mas argumentou que fez isso porque fora alertado de que a peça vermelha causaria "batimento", efeito indesejado na TV em que uma estampa causa distorção na imagem. De acordo com fontes na emissora, no entanto, a gravata vermelha foi vetada por questões políticas mesmo, e não técnicas. A Record não se comunica com o Notícias da TV. Original: http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/televisao/record-veta-figurino-vermelho-pt-e-manda-apresentador-trocar-gravata--10829#ixzz44U1Y4Q00
  8. Capítulos de série do Porta serão adiantados no Fox Play POR LÍGIA MESQUITA 30/10/15 02:00 “O Grande Gonzalez”, primeira série de ficção do Porta dos Fundos para o canal pago Fox, terá seus capítulos adiantados em um dia na plataforma de vídeos sob demanda Fox Play. Segundo o diretor de conteúdo da Fox no Brasil, Zico Goes, meia hora após a exibição do primeiro episódio, nesta segunda (2), às 22h, estarão disponíveis para assinantes os vídeos daquele dia e do seguinte. E será assim ao longo das duas semanas de exibição do seriado. A história, que fala do assassinato do mágico Gonzalez em uma festa infantil, tem narrativa não linear, com os suspeitos do crime contando o que fizeram no dia do ocorrido em cada um dos capítulos. Os integrantes do Porta dizem que é preciso ver o final da série para poderem falar se é possível ou não pensar numa segunda temporada. Fora de casa Pela primeira vez em cinco anos o “Esquenta!”, de Regina Casé, foi gravado fora dos estúdios da Globo. A atração deste domingo (1º) foi realizada no Centro Infantil Boldrini, hospital referência em tratamento de câncer infantil, em Campinas (SP). Samba emoção Regina levou a roda de samba do programa, com Péricles, Arlindo Cruz, Mumuzinho e Pinho, para dentro da instituição. Controle bíblico Após reprisar “Rei Davi”, que sucederá “Os Dez Mandamentos”, a Record reexibirá “José do Egito”. Na sequência, estreará a inédita “A Terra Prometida”. Trollagem Ao ouvir Ian SBF, criador de “O Grande Gonzalez” (Fox), falar de suas referências para a série, “Breaking Bad” e “Unbreakable Kimmy Schmidt”, o afiado humorista Fábio Porchat interrompeu: “tem muito do ‘Tomara Que Caia’ [Globo]”. Para assustar E Porchat, que vive um palhaço em “Gonzalez”, diz que se inspirou no Papai Noel “mal humorado” de Billy Bob Thornton em “Papai Noel às Avessas”. Doeu No primeiro episódio de “Hell’s Kitchen” (SBT), neste sábado (31), uma participante, a canadense Carey Evans, se machucará ao deixar cair uma faca em cima no dedo. http://outrocanal.blogfolha.uol.com.br/
  9. Uma crise na redação com o editor-chefe Jorge Sacramento e ausência de vida social são apontados na Globo como os reais motivos da saída de Christiane Pelajo do "Jornal da Globo". Pessoas próximas confirmam o mal-estar e falam em "situação insustentável". Não havia mais clima para Christiane por lá e frequentemente ela vinha cobrando uma posição da casa para se desligar do programa, reclamando, entre outras coisas, que não tinha vida social. Passava quase o dia inteiro na emissora e ainda sofria com o horário "ruim" de apresentação do telejornal. Oficialmente, a Globo não diz que a saída foi motivada por crise interna, mas "por razões pessoais e compreensíveis". Informa também que a jornalista, que vinha se ausentando constantemente, vai se dedicar a um novo projeto jornalístico, sem data de estreia definida, e que não existe qualquer possibilidade de ela trilhar o caminho de Fátima Bernardes e Patrícia Poeta no Entretenimento. Christiane não respondeu ligações da coluna para falar sobre o caso. E tem mais: sabe-se agora que a sua matéria "de despedida" do "Jornal Globo" é uma série sobre imóveis, a segunda, no caso, porque já teve um outra, há uns 3 ou 4 anos, sobre boom imobiliário. A seguir, o comunicado sobre sua saída do "JG", após 10 anos de bancada, distribuído ontem (quinta) por Ali Kamel, diretor-geral de jornalismo e esporte: "Depois de dez anos na bancada do Jornal da Globo, ao lado de William Waack, Christiane Pelajo vinha solicitando mudanças de horário por razões pessoais e compreensíveis. Combinamos que isso aconteceria quando surgisse um novo projeto. Esse novo projeto surgiu. Ontem (quarta), conversamos, e decidimos que ela se dedicará desde já a ele[novo projeto], que será anunciado em breve. Por esse motivo, deixa desde já a bancada do JG. Antes, porém, Chris terminará uma série do JG a que está dedicada há alguns meses. Nesses dez anos, Chris demonstrou todo o seu talento dividindo a bancada com Waack. Fez grandes coberturas nacionais e internacionais, séries de reportagens de fôlego e ajudou o JG a ter a reputação que tem. No novo projeto, terá certamente o mesmo desempenho. A partir de hoje, William Waack passa a ser o único condutor do Jornal da Globo, e fará, graças ao seu brilhantismo e capacidade de análise, o telejornal cumprir ainda mais profundamente a sua missão: contextualizar e explicar as noticias do dia, situando o leitor diante delas, sem deixar de dar todos os acontecimentos da noite. Juntamente com Jorge Sacramento e toda a equipe, ajudará a implementar mudanças de formato, linguagem e conteúdo... Tudo será feito de forma paulatina e sutil. Por isso, não se pode falar em um novo JG, e consequentemente não haverá sequer data de estreia. Waack é o profissional talhado para um noticioso como o JG. Brilhará, como brilhou até aqui. A todos, boa sorte", conclui. Ricco http://tvefamosos.uol.com.br/colunas/flavio-ricco/2015/10/16/crise-com-executivo-e-vida-social-seriam-reais-motivos-para-saida-de-pelajo.htm


×
×
  • Create New...

Important Information

By using this site, you agree to our Terms of Use.